27 de mai de 2016

A Luz das Estrelas


Capítulo 52

"Sob as Estrelas"

O caminho foi o mesmo que eles percorreram no dia anterior, algumas curvas, até que atravessaram a entradinha quase invisível, os dois estavam quietos, mas não era um silêncio incomodo, ou constrangido, era um silêncio acolhedor.

O sol estava sumindo no horizonte, tudo estava em tons laranjas, azul e rosados, Lua desceu do carro e sentou-se na grama, olhando para o pôr do sol, encantada com a beleza, sentiu Arthur sentando-se ao seu lado e passando o braço sobre seus ombros e Lua deitou a cabeça no ombro dele.

Ficaram assim por um tempo indeterminado, até o sol sumir totalmente, e as estrelas começarem a salpicar o céu azul escuro.

-Lindo...-Lua falou suavemente ainda encarando o horizonte.
-Obrigado -Arthur falou e Lua apenas riu do comentário distorcido.

-Ia ser bom se tudo fosse essa calmaria, que a nossa mente estivesse sempre limpa, com os pensamentos claros, se fosse sempre assim... -Lua falou pensativa, encarando a noite.
-Mas depois de um tempo eles iam perder o sentido...-Arthur comenta em seguida.

-Iam?!
-Iam. O momento feliz é a recompensa do triste, o calmo do agitado, se fosse tudo sempre o mesmo, perderia a graça - ele fala enquanto fazia carinho no braço de Lua.

-Quando foi que ficou inteligente? Sua mãe ficaria orgulhosa. -Lua fala e Arthur a puxa mais para perto e beija o topo da cabeça da garota, sorrindo em seguida.
-Eu estava pensando...Se você pudesse, mudar algo no mundo, nas pessoas, o que você mudaria? - Lua murmura baixo

-Você anda pensativa né?..e eu não sei...talvez...que as pessoas amassem mais umas as outras...
-E você faz isso? -Lua pergunta desencostando um pouco de Arthur e levantando o olhar -Tenta amar mais as pessoas?
-Ando me esforçando...-Ele fala olhando de forma quase hipnotizadora para os olhos de Lua. 
Arthur  inclinou o corpo ao mesmo passo que Lua arqueou o seu, os lábios macios de ambos tocaram-se suavemente, as mãos de Lua subiram para os ombros de Arthur e ele se virou moldando o rosto de Lua com as mãos, o beijo era delicado, entretanto mais envolvente do que de costume, Lua sentia seu corpo ficando mais entregue as sensações, sentia os movimentos das línguas mais aguçadamente, tinha consciência das mãos de Arthur deslizando para o seu pescoço, e das suas subindo para o cabelo dele.

Arthur sentiu o corpo de Lua sofrer um leve espasmo quando guiou seus lábios para o pescoço da garota, uma de suas mãos estava na cintura dela e a outra sobre a coxa, Arthur estava aproveitando o momento mas ainda pensava se estava deixando-a desconfortável, forçando-a a algo.Com esse pensamento se afastou, mas não abruptamente.

-Tudo bem?- Lua pergunta mordendo levemente os lábios, ansiosa.

-Sim...-Ele fala cerrando os olhos rapidamente - Está tudo bem com...você?
-Claro, quer dizer a grama está me pinicando um pouco -Lua fala e Arthur sorri e se levanta oferecendo a mão a Lua, ela aceita a ajuda e eles sobem na parte traseira da picape.

-Isso não parece muito real - Lua fala quando senta entra as pernas de Arthur que estava com as costas encostadas na picape.

-Qual parte?  -Arthur perguntou acariciando os cabelos loiros dela.
-Tudo, essas férias, essas estrelas...você.
-Eu sou real - Arthur falou a abraçando mais forte -Sou maravilhoso demais para ser real mas...é tudo seu.

-Pelo menos agora - Lua falou pensativa
-E não é o agora que importa? -Arthur perguntou e Lua girou o corpo para olhar para ele.
-Como assim?

-Eu não sei se vou morrer amanhã, ou se você vai descobrir que eu sou muito tonto e deixar isso para lá, nós não sabemos se isso vai virar um caso Romeu e Julieta aonde nossos pais vão brigar e isso vai ser uma paixão impossível...-ele falou e colocou a mecha do cabelo de Lua para atrás da orelha -Então...é agora que estamos aqui, que gostamos de estar próximos, que sabemos que os outros aprovam, é agora que eu quero te beijar, e espero querer amanhã e depois, e principalmente que você também queira...

-Eu quero...-Lua sorriu -E espero que você pare de falar e me beije logo...
Arthur se aproximou-se de Lua delicadamente envolvimento seu rosto com as mãos e tomou seus lábios com os dele, Lua o puxou para perto envolvendo seus dedos nos cabelos pretos, o beijo era forte porém ainda tinha a delicadeza sutil do início, assim como o relacionamento deles em si, a força com que se apegaram mesmo contra a vontade e a delicadeza de se importar se aquilo significava algo, e significava.

Arthur percorreu as mãos pelas costas de Lua a puxando para o seu colo como na noite anterior, mas a forma como Lua recebeu o gesto foi mais intensa, ela tornou o beijo mais voraz,  subiu os beijos para o rosto de Arthur e sugou o lóbulo da orelha dele fazendo o mesmo se arrepiar ao passo que desceu as mãos para a barra da camisa dele a fim de puxá-la para cima mas Arthur a interrompeu antes.
-Mas ontem...-ele começou e Lua o interrompeu também dizendo:

-Ontem foi ontem, e o hoje... eu quero, agora, quero fazer essa memória, a memória que eu vou me lembrar o resto da vida...mas quero lembrar dela assim, nesse verão, que foi...incrível, não ligo o que vai acontecer depois, porque agora é isso que eu quero, eu quero você...se você também me quiser...

Arthur a beijou com todo o desejo que o seu espírito permitia, Lua retribuiu a mesma altura.
A blusa de Arthur deixou seu corpo e foi parar em algum canto daquele carro, as mãos dela acariciaram a pele nua, aproveitando aquilo que só tinha podido olhar até então, Arthur estava com as mãos sobre as coxas da garota, e sentia a necessidade de tê-la consigo como não tinha sentido nunca com ninguém antes, nem mesmo com Helena, tudo com Lua havia sido imprevisível e contrariando tudo o que ele queria pensar e agir.

Arthur foi subindo as mãos até chegar ao zíper que estava nas costas do vestido, a cada milícentímetro que Arthur descia Lua sentia a sua ansiedade aumentar, e quando sentiu a brisa batendo contra suas costas nuas, estava a ponto de desmaiar.

Lua desencostou seus lábios dos de Arthur e respirou o mais fundo que conseguiu antes de descer as alças de seu vestido que saia pela frente, ele parecia petrificado no mais profundo estado de hipnose, vidrado a cada movimento dela.

Era a primeira vez que alguém a via com o busto desnudo o que a faz corar. O ar frio atingiu seus seios e barriga e a fizeram tremer.

Ele olhava pra o seu corpo fascinado. Mordia o lábio enquanto Lua sentia sua excitação contra ela. Sorriu ao ver que provocava aquilo nele e ele sorriu de volta corando.

As mãos do rapaz foram suavemente até os seios dela apalpando eles e fazendo a garota suspirar por um momento. Era um movimento firme porém suave que a excitava.
Aproximando mais o corpo ao dela, Arthur a beijou suavemente na bochecha, logo indo até sua orelha.

- Você é fodidamente linda, Lua - sussurrou e desceu as carícias pelo pescoço da moça, chegando ao colo dela e descendo aos seios. Agora as mãos do rapaz estavam em sua cintura e Lua suspirava suavemente.

- Thur... Tira... Tira o resto - ela empurrava o vestido para baixo. Nem a brisa da noite conseguia fazê-la sentir frio agora. Arthur havia a incendiado.
O rapaz a levantou um pouco e obedeceu o pedido tirando a bermuda em seguida. O corpo do rapaz também pegava fogo e ardia em êxtase. 

Arthur se curvou sobre o corpo de Lua fazendo ela se deitar contra o 'chão' da picape, ela o puxou pelo quadril, voltando os lábios para o pescoço dele mordendo com intensidade, Arthur percorria as mãos pelo corpo da garota, cujo os cabelos claros ficaram espalhados em volta da cabeça quando ele se afastou e passou a beijá-la, fazendo um caminho, de seus lábios, a sua bochecha e depois a outra, descendo pelo seu pescoço, clavícula, um seio, e depois o outro, o corpo de Lua se arqueou e um gemido nem tão baixo saiu de sua garganta, e ela agradeceu aos céus por estarem distantes de qualquer pessoa naquele momento.

Arthur continuou seu caminho com a boca e com as mãos, tocou a intimidade de Lua com um dos dedos, ela soltou um arquejo e ele continuou delicadamente, até que Lua estivesse entregue aos toques que as mãos dele pudesse proporcionar, aproximou sua boca da intimidade dela, e Lua cravou os dedos nos cabelos escuros do rapaz juntamente enquanto fechava os olhos em deleite.

Quando ela sentiu uma sensação profunda atingir seu corpo, suspirou e sorriu abrindo os olhos lentamente.
-Isso é melhor do que jamais imaginei - ela fala e Arthur sorriu e fala ao pé do ouvido dela:
-Ainda não acabou.

Arthur estica-se e pega sua carteira do bolso de trás da bermuda, retirando um pacote preto de dentro, rasgou o pacote e vestiu seu membro e deitou-se sobre ela que enlaçou seu pescoço com os braços.
Eles ficaram com os rostos frente a frente, olhando-se nos olhos.
-Me avise, se doer...se quiser que eu pare.

Lua assentiu e mordiscou o próprio lábio.
-Eu não quero que pare...
-Olha para mim...-Arthur falou e Lua fixou o olhos nos dele -Não para de olhar para mim.
Arthur começou a penetrá-la e Lua cravou as unhas nas costas de Arthur no ato. 
-Tudo bem?
-Continue.

Arthur prosseguiu, tudo prosseguiu. Os movimentos dele e dela. Os sons de prazer que passaram a emitir, os olhares mais intensos, até que eles chegaram ao ápice, primeiro ela e depois ele. Arthur beijou a bochecha dela antes de descansar a cabeça na curva do pescoço de Lua. Ele saiu de dentro dela e deitou-se com as costas sobre o 'chão' da picape.


Ele a abraçou. Eles passaram um tempo indeterminado daquele jeito, abraçados, aonde a lua parecia mais brilhante, e tudo parecia melhor sob as estrelas.

5 comentários:

  1. Ai mds q capítulo maravilhoso, a casal maravilhoso, q web maravilhosa!!! 😍😍 tava morrendo de sdds!!

    ResponderExcluir
  2. Ai mds q capítulo maravilhoso, a casal maravilhoso, q web maravilhosa!!! 😍😍 tava morrendo de sdds!!

    ResponderExcluir
  3. O capitulo foi ótimo, amo acompanha a história doa dois. Pena que demore tanto para ser atualizada.

    ResponderExcluir
  4. Nossa cara,essa web é tipo A MELHOR. Vale super a pena esperar por ela !
    Sou tipo muito fã já!
    Parabéns pelo trabalho !😍

    ResponderExcluir
  5. AI meu deus! Você atualizou!! Arthur cada vez mais fofo! AMO essa web!!! muito lindo esse capitulo! Espero que esse romance não acabe!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo