16 de fev de 2016

A Luz das Estrelas


Capítulo 50

"Estão namorando?"





Lua andou até o refeitorio a manhã estava bonita, o céu limpo e o vento não muito forte para fazer Lua sentir-se como a Marlyn Monroe.
Quando chegou ao refeitorio encontrou um Arthur sentado em uma mesa em um canto conversando com Charlie, ela não tinha ideia de onde estavam os outros dois.
-Bom dia - ela fala ao se aproximar da mesa, isso faz ambos a olharem e Arthur sorri para ela quase instântaneamente.
-Melhor agora - ele fala levantando-se e dando um beijo na bochecha dela. Lua revira os olhos para o comentário mas sorri para ele.
-Olá Lua -Charlie acena com a mão e Lua sorri para ele, ela ainda não havia reparado nas covinhas que Charlie possuía, deixava seu rosto ainda mais amigável juntamente com os olhos com de âmbar e cabelos castanhos encaracolados.
Ao sentar-se a mesa junto a eles, Lua sentiu Arthur colocando a mão dele sobre a dela, aquilo não a incomodou.
Ele vestia calça jeans, sapato social preto e uma blusa social em cor azul-marinho.
-Minha cor favorita? Boa estratégia -ela fala e Arthur ri.
- Funcionou? Eu sabia que ia funcionar - ele entrelaçou os dedos nos dela disfarçadamente e o coração dela saltou.

Um sorriso suave surgiu nos lábios de Lua sem que ela percebesse, e seu rosto corou.

- Cadê o resto da banda? - ela perguntou disfarçando.

- As noivas estão se arrumando - Charlie respondeu - Vou buscar algo, querem?

- Eu aceito chocolate - Lua disse.

- Somos dois. Ainda mais se estiver em cima de um sorvete de limão - Arthur declarou enquanto Charlie saia dizendo algo sobre Arthur ser folgado.
 -Você é realmente folgado, sabia? -Lua fala virando o corpo e ficando de frente para Arthur.
-Sim -ele fala e dá um selinho em Lua -Fui filho único por muito tempo.
Lua soltou um riso e falou:

-Acredito que serei eternamente a caçula...Mas quando o Leo tiver um filho eu deixarei de ser o bebê -ela fala e faz um biquinho.
-Lide com isso agora -ele fala e recebe um tapa em resposta -O que ele vai casar, o próximo passo são os filhos.
 -O próximo passo é ele acabar a faculdade de Economia! -Lua fala e Arthur revira os olhos.
-Um economista e uma atriz - diz Arthur - Tudo a ver. Seus pais super alinharam isso.
-E uma relações públicas como nora -ela fala e ri -Na verdade além de atriz eu quero ser produtora.

 -Legal -Arthur fala e continua a brincar com os dedos dos dois.
-Você quer ser músico...Só continuar com a banda ou pensou em algo mais?
 -Eu não sei exatamente...Quer dizer eu amo ter a banda, mas seria legal ajudar a produzir bandas, CD's, adoro olhar os encartes dos CD's.

-Parece uma ótima -ela sorri -Quando eu era criança eu recebia prêmios imaginários e repetia discursos de atores que me inspiram...Marlyn Streep coitada.
 Arthur riu e ficou um tempo olhando para ela. Os olhos, a maquiagem, os cabelos loiros, o batom claro alaranjado.

- O que foi? - ela perguntou enquanto corava.

- O que tá rolando entre nós? Estou na friendzone ou...?
 -Não...sei -Lua fala e suspira -Isso é estranho, né? Quer dizer nos conhecemos muito pouco tempo então...Diría que estamos no meio do caminho entre a friendizone e um relacionamento
 - E eu tenho chances? - ele mordeu o lábio esperando que ela respondesse.

Lua apertou a mão contra a dele sorrindo.

- É... Talvez - quando ela ia dar um selinho nele Josh apareceu.

- BOM DIA, LUA!!! - ele riu quando ela se assustou.

- Bom dia, Joshua.

- Uau... As garotas gostam de me chamar pelo nome completo...
 -Garotas? -Lua e Arthur soltaram em uníssoso, fazendo os três rirem, Arthur e Josh trocaram um olhar e Arthur compreendeu a quem ele se referia.

-Sabe o nosso Josh aqui é aquele que atira para todos os lados -Arthur fala e Josh apenas responde com o dedo de meio.

-Achei que esse era você -Lua fala e Arthur revira os olhos.
-É assim Lu: O Arthur é o  heart broken, eu sou o heart broker, o Luke é o galanteador que as vezes dá sorte e o Charlie é...
-O gay sortudo -Charlie que havia voltado a mesa interrompe o colega de banda.
-Gay sortudo? Por que? -Lua sorri.

-Porque praticamente todas meninas bonitas querem ficar com ele, mesmo ele sendo gay, sabe o quanto isso é injusto?! -Josh fala fazendo drama.
 Arthur revirou os olhos mais uma vez enquanto Lua ria.

- Caramba, Chalie...
- Eu não tenho culpa por ser mais bonito! E tá no horário, galera. Vam'bora ver o noivado do irmão da loira.


* * *

O noivado não era como um casamento, não tinha uma cerimônia em sim, Aury e Leo, falaram sobre como se sentiam em relação um ao outro e que iriam se casar em breve e estavam muito felizes pelas famílias apoiarem a união.
E depois virou uma espécie de mini-festa, tinha música, comida e gente tagarelando.
Até um momento em que Imogen decidiu que deveria ter a dança dos pais, ela passou a dançar com Leo e Aury dançava com seu pai.

Lua vai até aonde Mark conversava com Jensen e o abraça de lado encostando a cabeça no ombro de seu pai
 -Jensen, será que eu poderia roubar meu pai para dançar? Só um pouquinho?
 - Claro! - Jensen diz se afastando um pouco enquanto Mark e Lua vão para onde os outros casais estão.

Após alguns minutos Mark pigarreia.

- E então... Como vão as coisas?

- Bem... - ela responde desconfiada.

- E entre você e Arthur ?

Lua  suspira e apoia a cabeça no peito do pai.

- Bem, pai.

- Estão namorando?

- Chega - ela lança um olhar severo para ele.
 E ele sorri terno para ela e faz ela deitar de novo a cabeça sobre o peito dele enquanto eles dançam.
-Não, nós não estamos...É cedo demais para isso pai...Mas quem sabe a gente não acabe em uma cerimônia como essa? -ela indaga e Mark sorri.

-Sabe uma coisa que eu nunca imaginei?
-O quê? -Lua pergunta e levanta a cabeça para olhar nos olhos do pai.

-O casamento de um de vocês dois...-ele fala e aponta com a cabeça para Leo que fazia Imogen rodopiar e gargalhar na pista -Agora...Me questiono se fiz um bom trabalho...Se tomei as decisões certas...
-Você fez o melhor por nós, papai -Lua sorri para ele - E é só isso que importa para os dois marmanjos que você chama de crianças.
- Crianças? Vocês não são crianças. São bebês. Olha esse cheiro de leite!

O comentário faz Lua rir e o pai a faz rodopiar diversas vezes.

Quando a música acabou Lua ria um pouco zonza e ela já havia trocado o pai pelo irmão.

- Leonard Lively, você pisou no meu pé!

- Você também pisou no meu, patinha!

 -Patinha é sacanagem...-Lua fala e Leo ri -Como se sente agora? E aliás seu anel é lindo.
 - Preso - ele puxa a gravata como se fosse uma corrente e a irmã ri.

- Que horror! Eu vou contar para a Aury!

Ela saiu correndo com Leo atrás dela até que bateu em algo. Alguém.

- Me desculpa! - ela disse exasperada.

- Claro - logo ela reconheceu a blusa azul escuro.

- Oops... - ela sorriu tímida. Lua olhou para trás mas o irmão já havia desaparecido.

- Aceita dançar comigo agora? Não vou te girar tanto.

Lua aceitou e logo a mão de Arthur estava em sua cintura e a outra entrelaçava seus dedos. O calor passava como uma corrente elétrica pelo corpo de Lua.

- Você está rosa...

- Droga... - ele riu beijando a testa dela.
 Lua colocou suas mãos agora sobre os ombros de Arthur, e as duas mãos dele estavam em sua cintura.
Eles dançavam ao ritmo da música e Lua sentia os ombros de Arthur subir e descer conforme sua respiração.
-Sabe...Afinal eu percebo que eu estou feliz de ter vindo...nessa viagem de última hora...eu gostei ..de verdade.
- É... Eu também - Arthur aproximou mais o corpo de Lua do dele.

A música era lenta e os passos deles acompanhavam o ritmo. Era bom, extremamente bom.

- Quer sair hoje de novo? Um lugar diferente - ele perguntou.

- Claro - ela sorriu e o olhou nos olhos. Ele também sorria. Os olhos azuis faiscavam em alegria.

- Lua Lively, a cada dia que passa você me torna mais feliz.


Capítulo grande e com momentos fofos! <3 

4 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo