16 de jan de 2016

[RESENHA] The Last Ship - Aconteça o que acontecer, não respire!


Eu sou muito viciada em séries. Sempre estou buscando assistir mais e mais. E de uns tempos pra cá eu estava muito apegada a The Walking Dead. A real é que eu tinha um certo pré-conceito sobre ela, porque era uma série muito manjada, ou em más línguas: modinha. O que é um pensamento muito idiota da minha parte, confesso. Porque se uma coisa está fazendo muito sucesso, ela não necessariamente seja ruim. E sim o contrario.

Bom, falamos dessa série MA-RA-VI-LHO-SA outro dia. Hoje eu vim comentar com vocês sobre The Last Ship e o porque eu gostei tanto dela.


FIXA TÉCNICA
Título: The Last Ship

Tradução: O Último Navio
Gênero: Drama e Ação
Número de episódios: 10 / Primeira Temporada. 13 / Segunda Temporada
Duração por Episódio: 42 minutos 
País de origem: Estados Unidos 
Distribuída por: TNT Original Production
Criadores: Hank Steinberg e Steve Kane
Produção: Todd Arnow
Produtores Executivos: Michael Bay, Andrew Form, Brad Fuller, Hank Steinberg, Steve Kane e Jonathan Mostow 
Elenco principal: Eric Dane (como comandante Tom Chandler); Rhona Mitra (como Dr. Rachel Scott); Adam Baldwin (como comandante Mike Slattery); Charles Parnell (como Hugh Jeter), Sam Spruell (como Quincy Tophet), Travis Van Winkle (como tenente Danny Green); Marissa Neitling (como tenente Kara Foster); Christina Elmore (como tenente Alisha Granderson). 
Elenco recorrente: Jocko Sims (como tenente Carlton Burk); Andy T. Tran (como tenente Andy Chung); John Pyper-Ferguson (como Tex), Fay Masterson (como engenheiro-chefe Andrea Garnett), entre outros. 
Sinopse: A missão deles é simples. Encontrar uma cura. Parar o vírus. Salvar o mundo. A série abre com uma grande catástrofe mundial: uma epidemia que matou 80% da população do planeta. Por sua localização durante o surto, a tripulação de um navio de guerra da marinha americana, o USS Nathan Jones, sobrevive à dizimação e agora deve encontrar uma maneira de salvar a humanidade da extinção.

MINHA OPINIÃO

Eu conheci a série através de uma amiga que também é viciada em séries, ela está sempre procurando alguma para assistir... E ela acabou comentando comigo, eu me interessei, mas ela não sabia me dizer sobre o que se tratava, já que ela só tinha visto por alto em um site. Curiosa do jeito que sou, lá fui eu pesquisar. Quando vi o trailer e li a sinopse. PÁ! Me apaixonei logo de cara. Eu AMO séries envolventes, inteligentes e, cara, o elenco é divino. 


Não tem coisa melhor do que você começar a assistir uma série e ela te prender de tal maneira que você não consegue fazer mais nada além de assistir o próximo episódio. Foi exatamente isso que me aconteceu. Eu fiquei totalmente refém de TLS!! Mas aí veio o TIRO: só faltavam mais 2 episódios para acabar. E MEU DEUS! Sabe quando você compra aqueles bolos recheados, come um pouco e guarda o resto para mais tarde. E quando esse "mais tarde" chega e você vai comer, percebe que alguém já fez isso por você? SIM!  Pior sentimento do mundo. "Comeram" o meu bolo e só vou poder "come-lo" novamente em Junho. JU-NHO!!1! É demais para mim... Ok, isso está ficando confuso. Vamos do início.


O mundo está sendo devastado por uma doença mortal que dizima mais de 80% da população mundial e a salvação está dentro de um navio da marinha americana que no momento da pandemia estava em alto mar e consequentemente não foi afetado pela doença. Mas a história não se resume só a isso. Além da corrida para achar uma vacina/cura, a série conta com muitas reviravoltas, cenas de ação e uma boa dose de drama. Afinal, todos no navio têm de enfrentar algum grau de dificuldade. Seja a dor de uma perda, a incerteza do amanhã, a tristeza de ver companheiros morrendo e a incerteza do destino dos familiares e amigos que estão em terra.

O Capitão Tom Chandler é a voz e a razão da tripulação, mesmo enfrentando suas próprias dores, é o tipo de pessoa que inspira. Ele me comoveu diversas vezes com seu caráter e determinação, lutando pelo que é certo e pelo bem maior de todos, até mesmo deixando de lado seu próprio bem estar.

A Dra. Scott (que assim como Capitão, também é minha fav na série) me emocionou diversas vezes com toda demonstração de força, sabedoria, coragem, entre diversas outras características que ela possui. Ela proporcionou ótimas cenas na série. Na verdade a série tem muitos personagens de peso e destaque, como Mike Slattery (Adam Baldwin), braço direito de Chandler, e que mostra, em diversas situações, sua força. E Tex (John Pyper-Ferguson) que não é um personagem principal, mas se destaca pelo seu bom-humor, simplicidade e inteligência.

Pode-se pensar que por se passar em um “navio”, a série poderia ser extremamente parada e sem boas cenas de ação, mas como eu já disse, a ação é um dos pontos fortes da série. Toda estratégia que há nas cenas de combate e de missões em terra (principalmente na segunda temporada) é de impressionar.

The Last Ship é uma daquelas séries onde você se apaixona por todo o elenco principal e secundário e acaba sofrendo MUITO quando eles vão morrendo. Enfim. Não quero ficar me estendendo muito, afinal, isso aqui já está enorme. Mas eu NECESSITO de alguém para surtar comigo. Sério, a season finale é... OH MY GOOD! Destruidora. Eu SUPER recomendo para vocês e se tiver alguém aqui que já assistiu, por favor, comenta aqui. E me abraça.

2 comentários:

  1. Nossaaa !!! Que resenha maravilhosa !
    Fiquei com vontade de ver, e olha q já tenho séries acumuladas aqui kkkk
    Quantas temporadas são ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! São apenas duas temporadas no momento (a terceira sai em Junho deste ano *o*). Assista sem medo, não ira se arrepender! E se quiser me recomendar alguma fique a vontade u.u

      Excluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo