31 de jan de 2016

Like a Couple? - Chapter Twelve


5/6


No capítulo anterior...

"_Deve ser paranoia mesmo...-Ele de cara fechada se vira e começa a cortar os legumes fazendo um barulho estrondoso, era como se eles fossem a cabeça de Caio. Lua sorri fracamente da reação ciumenta dele, ainda não concordando com isso, ela resolve apenas se aproximar e tentar amolecê-lo."

Ela se aproxima e pega a faca assim que ele se distrai por um momento. Sorrindo ela recebe o olhar curioso dele, que a abre a boca para dizer algo e curiosamente ela pensa numa possível pergunta que ele possa fazer.

_Não, Arthur-Ela tenta impedir esse tipo de pensamento vindo dele.

_Não, o quê?

_Você tem que parar com isso, eu nunca dei motivos para você estar assim e é claro que no fundo você tem consciência de que pra mim ele é só um amigo!-Lua insiste e ele se irrita.

_Nunca pensei que iria dizer essa frase, mas aí vai: "Eu confio em você, nele é que eu não confio"-Ele diz passando as mãos pelos cabelos exasperado e ela bufa.

_Tá certo, eu te entendo... Mas será que essa confiança que você tem em mim não é o suficiente para acreditar quando eu te digo que nós realmente não temos nada e que no momento eu só quero estar com você!

_No momento?-Ele diz com um tom calmo, mas que não pode ser confundido com nada além de raiva.

_Ah, Arthur... Você entendeu, eu não acredito muito nos "para sempre" de historinhas infantis e do jeito que estamos creio que temos mais DR's pela frente...-Ela fala esperando por algo que venha dele, mas ele apenas fecha mais o rosto e começa a ir em direção a sala de estar. Quando ele põe a mão na maçaneta, ela até abre a boca para dizer algo e é claro que ele se vira para ela e diz algo que a impede.

_Não fala nada, não piora as coisas...-Ele murmura com aspecto cansado.

_Arthur, nós estávamos tão bem... Onde você está indo? Vamos terminar o almoço, por favor!

_Eu só vou esfriar a cabeça, termine de cozinhar e coma-Ele só diz isso e imediatamente sai pela porta.

...

Lua terminou o almoço, mas quem disse que ela poderia e conseguiria comer alguma coisa? Fazia um tempão que Arthur havia saído por aquela porta e ela não havia entendido qual era o motivo. Ela repassou em sua mente tudo o que disse e quando definiu que não encontrou nada de errado resolveu organizar a bagunça de papel da mesa que era o que ela devia fazer no momento. Depois de ter terminado tudo isso ela resolveu assistir algo na TV, porém, ela só podia pensar no Arthur e no que havia acontecido... Não demorou muito para que ele chegasse, às três da tarde a porta se abriu e lá estava ele com a mesma feição que tinha quando saiu.

_É agora que você me encara, para de fugir e me diz o que está acontecendo?-Ela pergunta e ele a encara confuso.

_Como assim, o que tá acontecendo, Lua?

_Nós brigamos e você sai como um morcego correndo para fora do inferno, até aí ok... A questão é que eu não estou entendendo o que eu fiz de errado!-Ela se justifica mantendo a calma com a intenção de pacificar a situação.

_Lua, eu saí para esfriar minha cabeça, eu disse! Eu só queria poder discutir um assunto agora sem a sombra da minha irritação com aquele Caio lá atrapalhando tudo e nos tornando irracionais de tanta exasperação.-Ele explica parecendo realmente mais calmo, mas assim que Lua vê seu rosto tomando feições tristes e desistentes, se preocupa.

_Arthur, me diz que assunto é esse e que cara é essa?

_Minha cara é de cansaço, eu realmente não quero brigar agora e eu sei que você também não quer... Só me escute que eu escuto suas opiniões e nós resolvemos isso na paz, ok?-Ele pergunta pausadamente e ela responde ansiosa para saber do que se trata tudo isso.

_Ok!

_É que eu acho que você não leva a sério a gente, não confia em mim e em um futuro para nós! Você soou tão negativa quanto a isso e mais, se mostrou mais que incrédula sobre nós-Ele diz e ela apenas o encara levantando uma sobrancelha, Quando ela percebe que ele já disse o que tinha para dizer, pensa e meio confusa responde.

_Eu
 acredito na gente como posso Arthur, você sabe como fiquei com aquele nosso término! Como me senti descartada e tal...-Ela fala e logo depois solta um suspiro, ele a encara indignado.

_Não acredito que você tá tão focada no passado assim, Lua. Você sabe como mudamos e evoluímos com esse tempo separados!

_Eu sei que eu não deveria, mas...-Ela abaixa o rosto e não termina o que iria dizer.

_Não deve mesmo, acredite em mim e no que eu sinto por você. Caso eu desmerecer a confiança que você tem em mim, pode decidir como me exterminar de vez-Ele faz essa tentativa de fazê-la sorrir, levanta o rosto dela e só recebe um sorriso para seu benefício.

_Ok, mas eu vou ser bem cruel, tá?-Ela diz depois de balançar a cabeça para afastar os pensamentos negativos.

_Agora eu preciso que você me desculpe sobre aquilo do Caio, eu refleti e...-Ele começa, mas ela o interrompe.

_Ok, eu desculpo. Só que eu quero alguns beijinhos em troca disso!

_Quantos beijinhos você quiser, mas só depois daquele sorriso lindo...-Ele fala sorrindo para incentivá-la e quando recebe o sorriso que esperava, retribui com os beijos que ela queria tanto como ele que estava louco para beijá-la.

***

Eu passei por muitas coisas, que caso estejam interessadas eu poderei contar... Mas no momento eu estou de volta e amanhã mesmo trarei um novo capítulo acabando finalmente com essa maratona que me enrolou e ficou demorada. Aproveitei tudo da "minha vida pessoal" que podia e estou de volta para vocês! Para quem queria mais capítulos, aí vão eles...

Um comentário:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo