27 de jan de 2016

CRIMINAL SCENE - O ALVO AGORA É OUTRO





         CAPÍTULO 7 — O ALVO AGORA É OUTRO

     Coloquei a minha roupa novamente recebendo olhares de Arthur. Abrir a porta e caminhei um pouco até o quarto de América.

     Eu não sabia como ela reagiria ou até mesmo como eu reagiria, eu não me lembro de muitas coisas.

— Posso entrar? — perguntei assim que abrir a porta.

— Claro, Lua. — ela respondeu.

— América, olha, desculpe pelo modo que agir é coisa demais pra processar e eu nem fazia idéia que sofri um acidente.

— Eu não te culpo Lua. Mamãe disse que quando a encontrasse a primeira coisa que a senhora faria era perguntar sobre ela.

— É... Ela tem razão. Me conte América tudo sobre ela, eu preciso lembrar ao menos o rosto da minha irmã. — segurei fortemente suas mãos.

     Ela assentiu e saiu de perto de mim indo até sua cômoda pegando um tipo de álbum.

     Ela sentou novamente do meu lado e abriu o seu álbum.

— Essa foto foi do casamento da mamãe. — América mostrou a foto é tinha uma legenda ao lado da foto

             O dia mais feliz da minha vida 

     Sorri. Terra estava linda usando aquele vestido, sua barriga estava incrivelmente linda. Arthur a abraçava a cintura dela e seu rosto tinha um dos melhores sorrisos, quem diria que eu o veria assim.

     América continuou a mostrar as fotos de sua mãe. A foto mais linda que eu tinha visto até agora foi Terra e América juntas na mesa de parto. Uma lágrima solitária desceu e escorreu sobre minha bochecha.

     Abracei América e ela logo retribuiu o abraço. Ouvi um barulho de algo caindo no chão, assim que eu olhei percebi que era uma foto. Uma foto...minha e de Terra.

     Terra e eu estávamos juntas enquanto eu segurava América nos braços e eu estava...Aí droga!

     Minha cabeça começava a doer uma dor insuportável. Me abaixei completamente ouvindo murmúrios de América. Logo senti a mão de Arthur nas minhas costas, América levantou meu rosto e vi Terra na minha frente. Oh Deus...

— Lua você tá bem? — Arthur perguntava

          Lua não a abandone minha família.

                 Lua, por favor eu te peço. 

     A voz de Terra vagava na minha mente me fazendo ter alucinações.

                         Lua você prometeu. 

                                    LUA

— NÃO! — encarei Arthur e América me encarando.

     Levantei da cama ficando um pouco tonta. Eu não podia fazer isso, droga, eu não podia fazer isso.

— O que houve, tia? — América pós a mão no meu ombro.

— Estou bem, meu amor. Eu te amo.
— abracei seu corpo me sentido aliviada por sentir ele.

     Arthur me arrastou para seu quarto e segurou meu rosto entre suas mãos.

— O que está acontecendo? — Arthur perguntou.

— Eu não sei. A voz de Terra vaga na minha mente como pedindo que eu cuide de vocês e que eu prometi. — respondi.

      Retirei sua mão do meu rosto caminhando devagar até a janela, abrir sentindo o vento frio soar em meu rosto.

— Arthur, eu acho melhor me afastar um pouco.

— O que está dizendo? — Arthur se aproximou.

— Estou dizendo que, eu vou me afastar. Posso me encontrar com a América, isso vai ser bom. Se caso deixar ela ficar na minha casa, eu vou agradecer.

— Você enlouqueceu? Vai tirar minha filha de mim é sério isso? Me poupe, Lua. Terra pediu para procura-la, não entregar América a você.

— Não é isso que estou querendo dizer, Arthur...

— Então o que está querendo dizer Lua? Você é mais suja do que imaginei. Quero você fora da minha casa. AGORA!

     Encaro seus olhos que estão me olhando firmemente como se fosse aquilo que devia ser feito. Droga, estou tão confusa.

     Apenas saio do seu campo de visão batendo a porta calmamente, decido ir falar com América, mas desisto quando para na porta do seu quarto.

     Assim que saio a fora da casa, percebo que Arthur não mora tão longe da cidade, só é um pouco afastado. Mas com um pouco de esforço consegui ver a placa indicando para onde ficava a cidade.

     Cada passo que eu dava era uma decisão que eu tomava, e é o alvo agora é outro. 

             Se leu, diga-me o que acha 

   Olá, queridas.

 Eu demorei, novamente, (não é novidade) é que eu meio que venho trazer uma boa notícia, eu acho.

 Como sabem, estou prestes a terminar DW (Dangerous Woman) e estou embarcando a uma nova fanfic, uma fanfic sobre reinado, que até agora está me arrancando boas positividades.

 E eu tirei esse "tempinho" pra poder escrever as minhas fanfics PDA deixar elas na ordem de postagem, bom, está indo certo, só basta postar. A história está rápida e meio sem sentindo? Sim, demais. Mas eu quero dizer que o final dessa mini fic não às deixaram felizes, é eu também não fiquei nem um pouco.

 Enfim, espero que gostem e que tenham gostado da notícia :)

 Nos vemos no próximo, que não vai demorar.

Beijos, Rebeca

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo