25 de jul de 2015

A mãe adotiva da minha filha - Capítulo 11

Pequena? 
Arthur depois que Mabi se acalmou ligou para a polícia que logo chegou ao apartamento de Lua e levou Fernando.

Arthur: Toma. – Entregando uma xícara de chá para Lua.

Lua: Obrigado. – Sorriu sem vontade e pegando a xícara.

Arthur: Esta se sentindo melhor? – Perguntou sentando de frente para a mesma.

Lua: Uhum. – Concordou com a cabeça e tomou mais um gole de seu chá. – Obrigado por me salvar.

Arthur: Não foi nada. Aquele era seu pai?

Lua: Sim, infelizmente.

Arthur: A Mel me contou sobre você. – Disse pegando a xícara da mão dela. – Não quer dormir um pouco?

Lua: Não. – Fitou o chão. – Tenho medo de que ele volte.

Arthur: Ele não vai voltar, os policiais o levaram.

Lua: É eu sei, mas com certeza ele será solto novamente, por falta de provas.

Arthur: Isso é verdade. Mas dorme eu fico aqui com vocês duas.

Lua: Verdade? – O olhou.

Arthur concordou com a cabeça.

Lua: Posso te pedi uma coisa?

Arthur: Claro.

Lua: Deita aqui comigo?

Arthur sorriu e assentiu, deitou ao lado da mesma, Lua deitou e Arthur a abraçou.

Assim os dois dormiram, era mais ou menos 21h00min quando Lua acordou assustada, chorando e soando.

Arthur: Calma pequena já passou. – Disse tentando acalmá-la.

Dulce: Eu estava com tanto medo. – Disse olhando nos olhos dele, Arthur secou as lágrimas dela e foi se aproximando seus lábios ao dela, e assim a beijou e a mesma correspondeu, o beijo era calmo e muito carinhoso e eles ficaram assim até faltar ar, e os dois se separaram com selinhos e ficaram de olhos fechados com as testas coladas.

Arthur: Isso... – É interrompido.

Lua: Shiii. – Colocou o dedo indicador sobre os lábios dele, fazendo o mesmo se calar. – Não diz nada, por favor. – Pediu e Arthur ficou em silêncio.

Lua desceu da cama e encostou-se a janela encarando Arthur.

Arthur: Preciso ir. – Se levantando.

Lua: Por favor, fica. – Disse voltando a chorar estava com medo de que Fernando voltasse.

Arthur foi até ela e abraçou, e Lua desabou em choro.

Arthur: Oh pequena não fica assim. – Acariciou os cabelos dela.

Lua: Pequena? – o olhou.

Arthur: É não gostou? – Olhando a mesma.

Lua não respondeu apenas sorriu e o abraçou novamente.



Depois de um tempinho assim abraçados os dois foram para a cama, Arthur ficou fazendo cafuné até ela dormir, e logo em seguida Mabi acordou. Arthur se levantou e a pegou no colo que parou de resmungar.

5 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo