16 de jul de 2015

24 - Por favor, me ajude! - Penúltimo capítulo - Maratona 3/3


Boa leitura... :)




         Kátia chegou na casa de Arthur e correu para o quarto do mesmo.
– Levante-se ! – Ordenou ela enquanto abria as janelas do quarto do mesmo.
– Mãe?! – Ele resmungou.
– Você precisa se arrumar, precisa armar um discurso muito bom, pra convencer ela a te perdoar.– Kátia bateu palminhas e se sentou na cama do filho. – Vamos, amanhã de manhã você tem mais o que fazer! 
– Mãe, pare de falar bobeiras, me deixe em paz... – Ele suspirou e puxou o edredom para cobrir-lhe o rosto. – Ela não quer me ver, não sou do tipo de cara que persegue quem ama! – Kátia sorriu.
– Ela quer te ver! – Arthur já havia armado um discurso pra dizer que era para ela o deixar em paz, mas depois de ouvir isso, se calou completamente. – Ela quer te ver, meu filho! – Falou novamente.
           Arthur descobriu os seu rosto e com os olhos lacrimejados disse.
– Mãe, pare de brincar! – Ele suspirou cansado.
–  Não estou brincando... Amanhã, você vai até a casa dela, e vai acabar com tudo isso, vai dizer o que realmente sente... E pedir desculpas por ter sido tão bobo! – Kátia se aproximou mais de Arthur e passou uma das mãos sobre o rosto do mesmo.
                 Arthur não sabia nem o que falar, aquela notícia havia chegado em uma boa hora, ele estava cogitando em se tornar o tipo de perseguidor que havia citado anteriormente.
...
–  Filha? –  Cláudia entrou no quarto de Lua logo após dar algumas batidinhas na porta da mesma.

–  Oi? –  Lua respondeu meia cabisbaixa.

–  O que aconteceu? –   Ela caminhou e se sentou na poltrona ao lado da cama da filha. –  Kátia saiu daqui feito uma louca, mal conseguia falar de tanta felicidade. –   Deu uma risadinha e afagou o cabelo da filha logo após.

–  Resolvi falar com o Arthur. –  Ela falou apreensiva, Cláudia suspirou e deu um beijo na bochecha da filha.

–  Amor, você precisa seguir em frente! – Lua deu um meio sorriso fraco.

–  Eu sei... –   Sentiu um nó se formar em sua garganta, ela tinha se apegado tanto ao seu bebê, e ainda mais a vida que levava com Arthur, ela fora tão feliz nesses últimos meses. –   E é por isso que eu quero consertar as coisas... –  Passou as mãos pelo rosto e suspirou, decidindo não chorar mais, não por hoje, não por agora e não por aquele motivo, ela já havia posto na cabeça que não era pra ter sido, aquele bebê só apareceu na vida dela pra mostrar o quanto ela ama o Arthur, pra mostrar que ela é forte e que pode aguentar qualquer coisa.

...

       Arthur mal conseguiu dormir de tanta ansiedade, passou a noite inteira pensando no que ele falaria pra Lua, e o que ela falaria pra ele. Ele até ensaiou um discurso, mas no final resolveu improvisar, porque ele naquele momento não estava conseguindo pensar em nada, apenas, que iria encontrar Lua dali a algumas horas.

[...]


           Finalmente amanheceu, Arthur nunca esteve tão ansioso pra algo, as 7:00 em ponto estava de pé, se arrumando para ir ao encontro de Lua, que por sinal também já estava a espera dele, ambos já não estavam mais aguentando aquela maldita saudade.

[...]

          Algumas horas depois Arthur estacionou o carro bem em frente a casa de Lua, que o olhou pela janela de seu quarto, estava com o coração saindo pela boca, quando o viu se arrependeu de ter dito que falaria com ele, não por raiva, mas por medo... Medo de ser rejeitada novamente, afinal para ela, ele não tinha nenhum sentimento por ela.

          Ela deu uma última olhadinha no espelho e se sentou ao pé da cama e esperou por ele, que não demorou muito até dar algumas batidas na porta e abri-la de vagar entrando. Lua não queria se a primeira a falar, então deu um meio sorriso, tipo que autorizando a entrada dele.

–  Oi... –   Ele disse meio sem graça.

–  Oi –   Ela respondeu dando um sorriso de lado.

           Ele ficou parado na porta, olhando pra ela, e ela olhando pra ele, foi muito constrangedor quando ela se deu conta de que estava encarando ele.

–   Senta! –   Ela apontou pra poltrona, mas ele caminhou até a cama e sentou ao lado dela. Vendo que aquele silêncio voltaria a pairar, Lua resolveu começar a falar.–   Bom, eu te chamei aqui pra...

–  Não... –   Ele a interrompeu. –   Deixa eu falar primeiro? –   Ele pediu calmamente, e ela suspirou aliviada por ele querer falar primeiro e assim assentiu.

                        Acompanhem com a música -> Friends -  Ed Sheeran

      Ele suspirou e tomou coragem pra dizer tudo o que sentia.

–  Eu sei que nada o que eu diga vai apagar o que eu te fiz passar, sei que errei, me arrendo demais por isso, chorei por estar sem você, por não poder contar com você pra nada... Ou seja, o meu pior pesadelo se tornou realidade, porque esse tempo que eu fiquei sem te ver foram os piores de toda a minha vida. –  Lua se mantinha quieta  e não demonstrava nenhuma reação se quer.
          Eu sei que você sofreu muito mais que eu, por ter perdido o nos... o seu filho, depois de tudo aquilo que você me disse, eu parei pra pensar, e você estava certa... Eu fui o culpado, eu sei...Mas mesmo sabendo, eu também sei que você tem um coração maravilhoso, e é por isso que eu quero o teu perdão, mesmo que eu não mereça... Eu preciso, por que eu ainda não aprendi a viver num mundo sem você! –  Lua estava completamente sem palavras, ficou tão espantada com aquilo tudo, ela esperou por aquilo por bastante tempo.
          Essa pode não ser a declaração ou o pedido de desculpas mais lindo do mundo, mas eu te garanto que é o mais sincero, Lua... –  Ele deixou uma lágrima única e solitária escorrer por sua face, mas a secou rapidamente. –  Eu te amo, e eu tive que passar por tudo isso pra perceber, você é o meu equilíbrio, você me faz rir quando eu mais preciso, meu bem... –  A voz dele embargou.  –   Se você ainda tiver raiva de mim, por favor, me perdoe, por favor, volta pra mim... –  Ele encarou o teto, e deixou as lágrimas caírem. 

–  Arthur... –  Lua sussurrou e ele se desesperou, pelo seu tom de voz, o que viria seria muito, mas muito ruim.

–  Não, só me perdoa, eu sei que eu não mereço você... –   Ele se ajoelhou na frente dela e a encarou bem no fundo dos olhos. –  Só volta a ser a minha amiga, Lua... –   Ela não tinha palavras pra expressar tamanha alegria. –  Eu não vou mas fazer nada de errado... –   Ele estava desesperado pelo perdão dela e cada um daqueles segundos foram inquietantes e totalmente assustadores. 

        Até que tudo ao seu redor desapareceu, só ficaram ela e ele, nada mas existia, apenas os dois. Ela se aproximou da boca dele, e então o beijou, tão lentamente e apaixonadamente. Ambos se amavam tanto, desde o começo, porque ambos não vivem um sem o outro, posso até estar me precipitando, mas o amor é isso... É ter um medo que você não consegue suportar dentro de si, por uma pessoa importante pra você, se você sente medo em perder alguém... Preocupe-se, ou não... Mas você está amando!

" ...Amigos não devem beijar-me como você faz
E eu sei que há um limite para tudo
Mas meus amigos não vão me amar como você... "

12 comentários:

  1. Aaaaaah que lindooo
    Posta mais

    ResponderExcluir
  2. Acabou?Meu Deus!Vi você é incrível,o que você escreve é incrível e encantador.Suas web's me pegam de um jeito fora do normal!É cada palavra pensada pra fazer imaginarmos a cena.Essa web principalmente,por que não se trata apenas de uma casal,vai muito além!Te desejo toda a sorte do MUNDO e muita inspiração para que você escreva bastante.Por que eu simplesmente AMO todas as suas web's independente do assunto!Ô continue assim quem sabe um dia você não ira escrever um livro(pode ter certeza que irei comprar).Outra coisa, que varias vibrações positivas faça você escrevar algo novo pra repor essa saudade que irei sentir dessa web.Beijos e sucesso!😘❤

    ResponderExcluir
  3. Desculpe-me!Achei que seria o ultimo,me enganei.Mas falo como se fosse.😂😂

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Penúltimo?! Não creio. 😢😱
    Que fofo o Arthur , espero que eles fiquem juntos ( finalmente) ❤️❤️❤️❤️😍👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  6. :O Babado, mas já é o penúltimo, mentira que ela teve que perde o bebê pra praticamente o Arthur perceber que a ama :( não quero que acabe , mas fazer o que né eles já estão felizes e é o que importa

    ResponderExcluir
  7. Aí meu Deus q lindo , num pode acabar , tem q ter segunda temporada Xx adaline

    ResponderExcluir
  8. Viiiihhh tô chorando aqui mlr... Olha você botou pra arrebentar agr. Tô triste ja esta quase no fim =/
    Ahhh tô curiosa pra saber como será o desfecho desse amor que só foi descoberto depois de uma perda tão grande.
    Adoreeeeeii a maratona♡♥♡♥♡
    vc arrasou bem aquiii Viih =).

    ResponderExcluir
  9. Ain que lindooo!!!!!!Penúltimo já?
    Amo tanto essa web

    ResponderExcluir
  10. odiei o bb ter morrido vai ficar tudo muito perfeito e obvio no final se o bb fosse filho de outro mostraria o amor q ele tem mesmo nao sendo filho dele

    ResponderExcluir
  11. ahhh nao gosto quando matam o bebe para o casal ter drama

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo