22 de mai de 2015

Perdida - 2º Capítulo




Capítulo 2 : 1830




Onde estavam os prédios? Onde estava a rua? Onde estava a praça? Eu me encontrava no chão em um vasto gramado. Que se parecia com um campo de futebol. Olhei em volta e não vi nada. Nada! Cadê as pessoas? Cadê a cidade? Não conseguia me mover, me levantar. Fechei os olhos e os apertei bem forte, torcendo pra que tudo voltasse ao normal. Então ouvi um barulho. Isso me parece um galope de um cavalo. Abri os olhos e vi um homem vindo em minha direção em um cavalo marrom-claro.
Era mesmo um cavalo!

Yyy: Está bem senhorita? - que roupas estranhas ele usava. Um casaco escuro comprido, um colete sob ele, gravata e botas até o joelho. Ele estava indo a uma festa a fantasia? - Está bem senhorita? - ele repetiu a pergunta.

Lua: O-o que? - minha cabeça girava.

Yyy: A senhorita tem um ferimento na cabeça e está sangrando muito.

Lua: Aii - gemi, tocando minha testa.

Yyy: O que aconteceu? Me parece assustada e...suas roupas...hã... - cade a cidade? Como vim parar aqui? Cadê as pessoas? Olhei em volta mais uma vez procurando uma maneira lógica de entender o que estava acontecendo - Melhor levá-la até minha casa e chamar o médico. Depois arrumarei uma carruagem para levá-la até sua casa - ele me fitava de uma forma estranha. Um olhar intenso. Fiquei zonza.

Lua: Carruagem? E ir pra sua casa?  Ficou louco? Sabe em que ano estamos?

Yyy: Estamos no ano de 1830 e garanto que sou um homem do bem. Quero apenas ajudá-la.

Espera ele disse 1830?


Continua...


Autora: Amanda (Tia Manda)


E aí, o que estão achando? Comenteeeeeem!!!
Beijinhos :*


2 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo