15 de mar de 2015

Por favor, me ajude!

Boa leitura! ;)


 –  Ele está desconfiando, temos que fazer alguma coisa pra tirar isso da cabeça dele!  – Arthur ouvia tudo calado, estava com medo de que Billy descobrisse, seria ruim para Lua e para ele também, os dois morreriam se o homem descobrisse toda a verdade escondida atrás dessa farsa que são eles dois.
–   Ou talvez nós contamos logo a verdade pra ele! –   Arthur falou sem pensar. Lua ficou pálida na mesma hora.
–   Nem sonhe com isso, se não quer mais me ajudar, não me atrapalhe! –   Disse ela ríspida enquanto se levantava do sofá e subia as escadas para o quarto.
            Arthur continuou no sofá da sala, pensando no que faria dali para frente, ou ele ajudava ela, ou ele caia fora. A segunda opção seria a mais fácil e óbvia, mas ele nunca a abandonaria, ele sempre estaria com ela, mesmo que estar com ela significasse estar cavando o seu próprio túmulo.
[...]

– Se quiser desistir, tudo bem... – Lua falou assim que Arthur adentrou o quarto, ela estava deitada na cama, ele fez o mesmo e encarou o teto.
– Eu não vou te deixar sozinha nessa, eu vou tentar fazer com que você tome coragem e conte ao seu pai o que está acontecendo! – Ele falou convicto do que dizia.
– Nem que um dia o carvão seja limpo e o gelo se seque eu irei dizer a verdade pra ele! – Ela ironizou, Arthur bufou.
–Isso é o que nós vamos ver! – Lua revirou os olhos.
[...]
            Alguns meses se passaram, Lua estava prestes a completar o seu 4° mês de gestação. Ela e o Arthur estavam cada vez mais próximos um do outro, o pai de Lua ainda estava desconfiado, mas não tanto quanto antes, agora Lua e Arthur estavam começando acreditar em sua própria mentira, Lua principalmente, ela estava começando a por na cabeça que Arthur era o verdadeiro pai de seu bebê o que não era bom, porque ela mesma estava se enganando e nunca é bom se enganar.
            Durante os meses que se passaram, Lua tem sentido bem mais do que um amor de amigo, ela estava começando a sentir muito mais que isso. Ela já não olhava Arthur com os olhos de antigamente, agora ela o via como o seu homem.
            Arthur por outro lado continuava a enxergando como uma amiga.
– Arthur... – Lua massageou o braço de Arthur que estava deitado ao seu lado.
–Hm...
– Eu estou desconfiando de uma coisa! – Ela estava prestes a falar o que sentia...
– O que ? – Ele abriu os olhos para encara-la melhor.
            Ela suspirou, fechou os olhos por alguns segundos e então tomou coragem para dizer.
– Acho que estou me apaixonando por você! – Ela disse rapidamente, mas Arthur entendeu tudo muito bem.
            Ele se espantou, não conseguiu dizer nada, ele sabia que isso aconteceria, poderia ser com ele, mas aconteceu com ela... Ela se apaixonou e ele não... O que ele mais temia aconteceu, o que ele diria a ela? Mentiria para ver ela sorrir, ou falaria a verdade e não a daria esperanças... Nem ele mesmo sabia o que sentia, como ele diria alguma coisa pra ela? Como?
– Fala alguma coisa... – Lua deu um sorriso sem graça, Arthur continuou calado, não sabia o que falar, ou melhor... Ele sabia o que falar, só não sabia como falar!
            Lua se sentiu uma boba por ter dito aquilo pra ele, como ela pode pensar que ele sentia algo por ela, ela mais do que ninguém sabia que Arthur não era um homem pra se apaixonar, ela mais do que ninguém devia saber que ficar com ele seria a maior encrenca, deveria saber que o lado mais fraco sempre sai machucado.
            Ela forçou um riso e negou com a cabeça lentamente, como se tentasse esquecer o que acabara de fazer, porque ela fez isso? Porque ela não manteve a boca fechada?!
            O quarto ficou tomado por um clima pesado, Lua não sabia onde por  cara, então ela só se levantou, pegou seu telefone e saiu do quarto sem dizer absolutamente nada, naquela noite ela chorou como nunca antes, ele a magoou profundamente, como nunca ninguém havia feito. Agora ela só tinha uma opção: Contar toda a verdade para o seu pai.

 ----
Capitulo curtinho, mas é pq tô mt sem tempo... :\

6 comentários:

  1. Ai cara você tem que parar de fazer isso e o meu emocional aonde fica pelo amor de deus tô chorando litros
    Adorando a fic
    xx yasmin d

    ResponderExcluir
  2. Posta maiss +++

    ResponderExcluir
  3. Ain meu Deus que triste #chorosa

    ResponderExcluir
  4. Ohh que triste :( coitada da Lua mais antes se ela tivesse aberto o jogo com os pais dela no começo da gravidez.
    Vihhque saudades sua.
    Espero que volte a postar logo mais um capitulo. :*

    ResponderExcluir
  5. Ain MDS������

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo