16 de fev de 2015

Dangerous Woman - Capitulo 22






Arthur P.O.V

Abri os olhos aos poucos, me acostumando com a claridade. Lua estava
com as pernas jogadas em cima das minhas e com o cabelo todo bagunçado e
jogado em cima do rosto. Sai de debaixo dela, a cobri com o meu lençol e
tirei seu cabelo do rosto. Fui até o banheiro, mijei e escovei os
dentes. Sai do quarto indo para a cozinha e quando cheguei lá minha mãe
estava fazendo café.

- Bom dia, filho - ela disse sorrindo.

- Bom dia, dona Katia - dei um beijo na bochecha dela e encostei no
balcão ao seu lado.

Uma ideia me ocorreu.

- Mãe.

- Fala, filho.

- É... - fiz uma pausa meio sem jeito - Me ajuda a fazer um café pra eu
levar pra Lu no quarto?

- Claro! É uma ótima ideia. Ela toma café?

- Acho que ela prefere algum suco ou algo do tipo, a Lua é meio
fresca - falei e minha mãe riu.

- Tem suco de laranja na geladeira, pega ali. Vou fazer algumas
panquecas para ela.

Fui até a geladeira, peguei o suco e enchi um copo. Peguei uma bandeja
que tinha no armário, talheres e um prato para que minha mãe pudesse
colocar as panquecas. Quando tudo já estava em cima da bandeja eu já
estava pegando e saindo quando minha mãe segurou meu braço.

- Espera um pouquinho - ela disse e saiu indo para o jardim no quintal
do fundo de casa.

Pouco depois minha mãe voltou com uma flor azul na mão e colocou na
bandeja.

- Não custa nada - ela disse sorrindo.

- Obrigada, dona Katia. A senhora é a melhor - dei um beijo em sua
testa, peguei a bandeja e sai dali voltando para o meu quarto.

Quando abri a porta Lua estava se espreguiçando com a cara toda
amassada pelo travesseiro. Fechei a porta com o pé, coloquei a bandeja
na cômoda e fui em direção a cama.

- Bom dia - falei dando um selinho em Lua e ela bocejou assim que
separei nossos lábios.

- Bom dia, chato. O que tem ali na bandeja? - ela perguntou tentando
olhar, mas eu empurrei ela fazendo com que batesse com as costas no
colchão e me deitei em cima dela segurando seus pulsos e controlando meu
peso.

- Deixa de ser gordinha, Lu - ri.

- Me solta, Arthur - ela riu também.

Aqueles grandes olhos castanhos me encararam me fazendo arrepiar. Soltei
seus pulsos e dei um beijo nela. Lua segurou em minha nuca com uma
das mãos e com a outra segurou em minhas costas. Parei dando selinhos
nela e levantei, peguei a bandeja e voltei para a cama, colocando a
mesma na frente de Lua.

- Panquecas! - ela disse animada me fazendo rir - E essa flor? Até
parece que você é fofo - ela segurou minha bochecha rindo e eu revirei
os olhos - Obrigada.

Ela me deu um selinho rápido e começou a comer.

- Foi você quem fez as panquecas? - ela perguntou dando um gole no suco.

- Não, minha mãe me ajudou um pouco com esse café da manhã. Por que?

- Porque estão gostosas e você não sabe cozinhar - ela gargalhou.

- Engraçadinha. Espera pra ver se eu vou fazer isso de novo - falei e
ela riu.

- To brincando, meu amor. Eu adorei. Toma - ela cortou um pedaço de
panqueca e colocou na minha boca.

Lua terminou de comer e foi tomar um banho. Enquanto eu fui tomar o
meu banho, ela saiu e foi acordar meus irmãos, nós levaríamos eles para
nadar na casa de Lua. Sai do banheiro, coloquei uma bermuda e uma
regata branca, calcei meus chinelos, peguei meu celular e minha carteira
e sai atrás de Lua e minhas irmãs. Abri a porta do quarto das
crianças e vi Alex trocada, com uma mochila nas costas e sentado na
cama segurando um boneco do Homem-Aranha, não sei o que ela viu nesse boneco. Lua estava com Mitch no
colo terminando de fazer uma trança nela.

- Prontinho - Lua disse e colocou minha irmã no chão, dando para ela
uma mochila rosa.

- O que você achou, Boo? - Mitch perguntou vindo mostrar o cabelo.

- Está lindo, princesa - dei um beijo em sua bochecha - Como você
conseguiu arrumar as dois tão rápido? Elas sempre demoram pra ficarem
prontas


- Mágica - ela disse rindo - Vamos que eu quero tomar um sol.

Lua pegou Mitch no colo e eu coloquei Alex sentado nos meus
ombros. Minha mãe não iria porque tinha marcado de sair com as amigas.

- Você anda saindo muito com essas suas amigas, dona Katia - falei
desconfiado.

- Deixa disso, Arthur - ela falou corando - Vão, vai ficar tarde se
vocês ficarem enrolando. Boa piscina!

Ela deu um beijo em mim, em Lu e nas crianças. Saímos dali e fomos
para o carro, colocando as crianças nas cadeirinhas na parte de trás. Eu
tive que colocar o CD dos backardigans pra tocar e meus irmãos foram
cantando o caminho inteiro.

- Porra, eu tenho vontade de estrangular quem inventou esses bichinhos -
falei para Lua e ela riu.

- Larga a mão de ser chato, Arthur. São crianças.

Revirei os olhos e quando vi já estávamos na frente da casa de Lua.
Os seguranças abriram os portões e eu entrei, estacionando perto da
piscina. Lua pegou a bolsa e ajudou Mitch a descer enquanto eu
ajudava minha irmã.

- Eu vou subir trocar de roupa - Lua disse.

- Eu posso ir junto? - minha irmã perguntou e Lua assentiu sorrindo.

- Arthur, passa o protetor na Alex enquanto isso e passa em você também.

- Eu passo nele, mas eu nem preciso, nem ta tão sol assim - falei
indiferente.

- Vai nessa - ela deu risada - Vem princesa.

Lua pegou minha irmã pela mão e elas entraram na casa. Passei o
protetor na Alex e eu realmente estava com muita preguiça de passar
protetor e o sol realmente não estava forte, então resolvi não passar.
Entrei na piscina com Alex, mas antes enfiei nele aquelas boias de
braço. Alguns minutos depois Lua apareceu com Mitch. Ela estava com
um biquíni preto e eu fiquei ali a olhando.

-Arthur- Lua gritou me tirando dos meus pensamentos - Presta
atenção na Alex, seu tapado.

Virei e Mitch estava quase de ponta cabeça. Peguei ela rápido o trazendo
para o meu colo.

- Foi mal, campeã - falei rindo - Você está bem?

Ela assentiu e quando viu que Lua tinha entrado na piscina saiu
correndo dos meus braços e nadou até ela esticando os braços para que
ela o pegasse.

- Espertinha

- Ei, meu amor - Lua deu um beijo na bochecha dele e ele se agarrou
ao pescoço dela.

Mitch veio até a borda da piscina perto aonde eu estava e cutucou minha
cabeça.

- Me pega? - ela perguntou já com as boias nos braços.

- Vem cá, princesa - ela pulou na água vindo direto para o meu colo.

Lua P.O.V.

Katia já havia vindo buscar as crianças e os tinha levado para casa.
Agora eu estava sentada na cama atrás de Arthur passando um creme gelado
que eu tinha em suas costas, já que o senhor teimosia não tinha feito o
que eu havia dito e não havia passado o protetor solar.

- Ai! Porra! Ta ardendo, Lua! - Arthur resmungava toda vez que eu
encostava nele.

- Ninguém mandou você não passar protetor, Arthur!

- Mas não estava nem sol!

- Estava mormaço, que é mil vezes pior, inteligência rara!

Ele bufou e continuou resmungando que estava ardendo e um monte de
outras coisas.

- Pronto, senhor teimosia - falei e coloquei o creme em cima da mesinha
ao lado da cama.

- Eu só não sei como eu vou dormir, não tem nenhuma parte do meu corpo
que não esteja ardendo - Arthur disse me fazendo rir.

- Vem aqui, meu gordinho - falei me encostando nos travesseiros e
batendo no meu colo indicando para que ele deitasse.

Ele veio e pousou a cabeça no meu colo ainda reclamando de dor, mas logo
se aconchegou enquanto eu fazia cafuné no seu cabelo. Meu celular
começou a tocar e sorri ao ver que era Max, meu amigo.

- Fala, meu lindo - falei rindo e Arthur me olhou franzindo o cenho.

- Lu! Princesa, hoje vai ter outro racha aqui na zona leste. Aparece
por aqui, estou com saudades!

- Ah, eu vou dar uma olha aqui, Max - Arthur bufou ao ouvir o nome dele
e eu quis rir - Mas é uma boa ideia. Obrigada por avisar!

- Imagina, princesa. Vê se aparece. Eu vou estar te esperando.

- Tudo bem então. Até mais, beijos.

- Beijão.

Desliguei o celular e vi que Arthur estava com a cara emburrada.

- O que foi? - perguntei passando a mão em seu cabelo e ele desviou.

- "Meu lindo" - ele disse tentando imitar minha voz.

- Meu Deus, quanto ciúmes - falei rindo e dei um selinho nele - Vamos
num racha hoje?

- Esse Max vai estar lá?

- Claro, foi ele quem me chamou, Arthur.

- Então não.

- Ah, para de onda vai. Nós vamos sim, precisamos sair um pouquinho.

- Tanto faz - ele disse bufando e eu derrubei ele na cama roubando um
beijo enquanto ele tentava escapar.

Jake P.O.V.

- Prontinho - falei desligando o telefone e Anne bateu palma.

- Muito bem, essa foi rápida.

- Esse tal de Max foi fácil de comprar, ofereci uma mixaria e ele não
pensou duas vezes em aceitar.

- Você tem certeza de que ele não vai dar pra trás? Pelo o que você me
disse ele e Lua são bem amigos.

- Eram bem amigos na época que a Lua entrou nos esquemas, e também
eu disse pra ele que eu estava brigado com ela e queria fazer as pazes,
mas que ela não queria me ouvir, dai ele acabou aceitando.

- Esperto. Está tudo certo, então?

- Tudo sim, gatinha.

- Ótimo - ela sorriu maléfica.

Essa garota conseguia me dar arrepios só com suas expressões, ela era
mais fria do que muitos dos meus assassinos profissionais quando se
tratava de algo que a interessasse. Mas ela era bem gostosa, nada que
chegasse perto ao quanto Lua mexia comigo, mas não vamos a menosprezar.

- A gente bem que podia se divertir um pouco, né? - falei chegando perto
dela e a segurando pela cintura.

- Parece interessante - ela disse molhando os lábios com a língua.

A agarrei caindo com ela em meu sofá.


Arthur P.O.V.

- Lua, você não vai desistir mesmo dessa ideia de jerico?

Eu não estava gostando nem um pouco da ideia de ela ir encontrar aquele
Max outra vez, por mais que eu curtisse os rachas eu não queria ela
perto daquele babaca. Mas se hoje ele pensasse em mexer com ela, não ia
ter Kenny que me segurasse.

- Ei, fica tranquilo. Nós vamos lá pra curtir e hoje eu vou estar lá com
o meu namorado.

- Você sabe que eu vou quebrar a cara do seu amiguinho se ele vier de
graça hoje, não sabe? - sorri falso.

- Para com isso - ela riu - Arthur, sabe o que eu to achando estranho?

- O que? - perguntei enquanto eu arrumava meu cabelo em frente ao espelho.

- O Jake. Ele anda tão quieto. Isso está esquisito.

- Vai ver ele desistiu de tentar te afrontar.

- Não - ela disse pensativa - Tem alguma coisa errada acontecendo e eu
vou descobrir o que é.

- Se você diz - falei terminando de arrumar meu cabelo.

Lua colocou os sapatos e me chamou para que fôssemos para o racha.
Peguei sua mão e descemos as escadas encontrando Joe e Kenny na sala.

- Você tem certeza que não quer que a gente vá junto, Lu? - Kenny
perguntou pela quinta vez enquanto nós saíamos.

- Sim, Kenny. Eu vou estar com o Arthur e eu tenho vários parceiros na
região. É bem pouco provável que tentem algo contra mim - Lua
respondeu dando um abraço em Kenny.

- Tudo bem então. Qualquer coisa bem então. Qualquer coisa me liguem, eu apareço lá em um piscar
de olhos.

- Certo. Até amanhã meninos!

- Até - eles responderam juntos.

Dei partida na BMW e nós saímos dali indo para a zona leste de Toronto.
Peguei o caminho mais rápido pela estrada e fui acelerando o caminho
inteiro, assim chegamos no local bem rápido. O som já estava nas
alturas, tinham muitas mulheres dançando e carros cantando pneu em meio
a suas corridas. Tudo como um bom racha tem que ser. Parei o carro,
desci e dei a volta indo abrir a porta para Lua, que desceu com dois
copos e uma garrafa de vodca na mão.

- Ta afim de me embebedar hoje? - perguntei rindo.

- Claro, assim eu posso me aproveitar de você - ela falou com uma cara
de safada me fazendo rir mais ainda.

- Hm, então vou beber bastante - dei um selinho nela.

Lua mal fechou a porta do carro e aquele Max já apareceu.

- Lua!

Ele pegou ela no colo e a girou.

- Max! Como prometido, aqui estou.

- Bom mesmo, achei que não apareceria.

Me apoiei no capo do carro e puxei Lua para perto de mim, a
abraçando pela cintura e sorrindo falso para o tal Max.

- Hoje ela veio acompanhada, parceiro - falei.

- Max, esse é meu namorado, Arthur - Lua disse e me deu um beijo na
bochecha.

- Prazer - ele estendeu a mão menos feliz do que estava antes.

A apertei e voltei a pousar a mão ao redor da cintura de Lua.

- E aí, Max? Vai correr hoje? - Lua perguntou enquanto colocava
vodca em um copo pra mim e em um para ela.

- Estou vendo ainda. Você vai?

- Hoje eu vou ficar aqui com o Arthur, a gente veio só pra dar uma
olhada e relaxar.

- Certo então. Depois a gente se vê, vou falar com a galera.
Lua acenou e eu a virei de frente para mim. Comecei a beija-la e ela
rodeou meu pescoço com os braços. Apertei sua cintura contra mim nos
aproximando mais e parei quando o ar nos faltou.

- Seu amiguinho estava esperto hoje - falei e ela riu.

- Claro, você esperava o que?

- Eu juro que queria que ele fizesse uma gracinha só pra eu poder bater
nele. Minha mão ta coçando pra dar na cara desse babaca desde aquele dia.

Lua fez sinal negativo com a cabeça e voltou a me beijar. A música
estava rolando, uma corrida acabou em briga e as garotas rodeavam me
olhando, mas eu nem dava bola. Essas garotas de racha sempre são
problema e eu já tinha minha garota problema, o que já era mais do que
suficiente de confusão na minha vida. Ri com meus pensamentos e bebi
outro gole de vodca. Alguns minutos depois uma movimentação começou,
resolvi relevar e continuei conversando com Lua. Uma caminhote preta
parou em frente a BMW e Max desceu dela.

- Oi, Max! - lua disse animada.

Os carros que antes estavam estacionados perto da BMW saíram e outros
começaram a nós cercar. Um Lamborguini apareceu rugindo o motor e parou
logo ao lado de Max. Jake e Anne desceram do carro.

- Max, o que está acontecendo? - Lua perguntou ficando de pé.

- Desculpa, Lu. Ele me pagou bem - Max respondeu pegando um envelope
da mão de Jake.

- Morena! - Jake disse sorrindo e parando em nossa frente.

Me levantei e fiquei ao lado de Lua.

- Jake, o que você está fazendo aqui? - ela perguntou apertando a minha
mão.

- Eu vim te buscar, morena.

- Me buscar? Do que você está falando?

- Eu estou falando de que você vai vir comigo. Por bem, ou por mal - ele
disse desafiador.

- E você, vadia? O que está fazendo aqui?

- Eu tenho um acordo com o Jake - ela olhou para mim mordendo os lábios
- Você é meu, Aguiar.

- Vocês só podem estar loucos - Lua disse rindo.

- Alguém aqui parece estar brincando? - Anne perguntou.

- Uou, você não disse que ia pegar a Lu a força, Jake - Max disse
tentando se aproximar.

- Se afasta, panaca, ou essa bala vai em você - Jake disse puxando a
arma e apontando para ele.

Eu apertei a mão de Lua e ela me olhou. Apontei com os olhos para o
carro e ela me entendeu.

- E então? Por bem ou por mal, morena?

- Nem por bem e nem por mal - Lua disse colocando a mão na arma nas
costas - Vai ser do meu jeito.

Lua sacou sua arma e eu saquei a minha. Os pegamos tão de surpresa
que todos demoraram para reagir se abaixando. Corri para o carro assim
como Lua e entramos correndo no carro. Enquanto eu puxava a chave
ouvi a lataria do carro começar a ser perfurada por balas e mais balas.
Finalmente consegui ligar o carro e sai dali acelerando enquanto
continuava abaixado e tentando de alguma forma proteger Lua


                                                                             *******
                                                          Suspence...É tão bom fazer isso :3

10 comentários:

  1. Ai mds.Vontade de mataar Jake,Max e Anne!Aff,nao se tocam..

    ResponderExcluir
  2. Ai mds.Vontade de mataar Jake,Max e Anne!Aff,nao se tocam..

    ResponderExcluir
  3. omg posta mais pelo amor de Deus

    ResponderExcluir
  4. Eitaaa ... Por favor posta maisss.... Curiosa ... !!! Amo essa web ... Tipo muitooooooo

    ResponderExcluir
  5. Eitaaa ... Por favor posta maisss.... Curiosa ... !!! Amo essa web ... Tipo muitooooooo

    ResponderExcluir
  6. Matar , o jake aff _-_
    Deixem Eles vivereem em Paz ;@ fiic , perfeita :)
    Xx Yasmin D

    ResponderExcluir
  7. Ce vai me deixar louca fic muuuitooo toop amandooo... Por favor não demora postar...

    ResponderExcluir
  8. Aii Posta maiss +++++

    ResponderExcluir
  9. Socorroooo !! Que cara idiota !!
    Posta ++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  10. Torcendo para que Jake e Anne tenham um fim bem doloroso
    Posta maisssss

    (Fer)

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo