5 de dez de 2014

Beloved Husband - 8 - (Stop working!)

Boa leitura! :)


        Lua encarou Arthur por cima do ombro e o mesmo prendia o riso, ela rapidamente desviou o olhar.
– Meu recado foi dado, amanhã ela vai fazer a primeira consulta... E, se você mudar de ideia pode ir... Mas, só mais um detalhe! – Ela levou a mão até a boca e fingiu pensar . – O pai dela ainda não sabe... E, qualquer que for a sua escolha, você vai ajudar ela a contar! – Flávio soltou um riso forçado.
– Ele vai me matar! – Ele disse negando com a cabeça, dando a entender que nunca ajudaria contar tal verdade. 
– Pensasse nisso antes de fazer besteira! – Lua se aproximou mais do garoto. – Embora seja muito bom fazer essa –Abriu aspas –  ' besteira '– fechou aspas – , você deveria ter esperado mais um pouco ou até mesmo se protegido! – Ela falou um pouco baixo, mas alto o bastante para que Arthur ouvisse e caísse no riso. – Arthur! – Ela repreendeu o esposo, que tentou ficar sério, mas não deu...
– Tá, eu vou sair... – Ele caminhou rapidamente até a porta e saiu.
        Ele não queria acabar com o discurso dela... 
– Eu to apavorado! – Flávio se sentiu mas confortável ao ver que Arthur havia saído.
        Lua suspirou, e apesar de tudo ela viu que ele só era um menino com medo do futuro.
– Eu também estaria... – Ela passou as mãos pelo cabelo . – Mas o melhor que você tem a fazer agora, é enfrentar... Apesar de tudo é um presente que você e Jú estão recebendo! – Lua falou calmamente. – Bom, eu tenho que ir, espero que você mude de ideia! – deu um meio sorriso e Flávio apenas a acompanhou com o olhar.
        Quando Lua saiu da casa estava completamente mas calma e segura do que antes... Pelo que ela pode ver, Flávio mudaria de ideia... Talvez não agora, mas daqui a algum tempo, sim.
– E ai, Lua? – Assim que Júlia viu Lua saindo da casa, ela correu em direção da mesma e a bombardeou de perguntas. – O que ele disse? Vai me ajudar? Ele contou pro pai dele? Fala alguma coisa, Lua... Não faça a mesma coisa que o Arthur, ele não para de rir por um segundo! – Lua olhou por cima dos ombros de Júlia e viu Arthur a alguns metros de distancia, encostado no carro gargalhando.
– Se você me deixar falar.... – Júlia respirou fundo e então fez um sinal com a mão para que Lua desse continuidade. –  Tá, ele disse que tá com medo, mas eu acho que ele vai tomar a decisão certa! – Júlia pôs a mão no peito e soltou um suspiro aliviado. – Quanto as outras perguntas eu não sei... Quando ele tomar a decisão dele, você vai ficar sabendo!– Deu de ombros e seguiu em direção ao carro. – Para de rir, palhaço! – Assim que Lua passou por Arthur deu um tapa em seu braço ele não a obedeceu.
– O que aconteceu pra ele ter essa crise de riso? – Júlia perguntou enquanto olhava atenta para o irmão.
– Não sei... – Lua deu de ombros e fechou a cara para Arthur. – É sério, Arthur! – Olhou-o nos olhos. – Para! – Ele respirou fundo e então parou, pelo menos por... Hm, 2 segundos?! Até voltar a gargalhar. Lua colocou as mãos no rosto, tentando se esconder... Ela estava ficando constrangida.
– É, sério Arthur, para! – Ela pediu manhosa. – Você está me deixando sem graça! – Ele fez um sinal para que ela esperasse mas um pouco, ela cruzou os braços e então após esperar por uns 2 minutos ou mais... Ele se cansou de rir.
...
        Depois de algum tempo, Lua, Arthur e Júlia chegaram a casa onde Júlia ainda morava.
– Amanhã umas 9:00 horas eu passo aqui pra te pegar, okay? – Lua se virou um pouco para poder encarar Júlia que estava sentada no banco de trás.
– Será que eu não poderia ir dormir na casa de vocês de novo? Se eu ficar aqui, vou acabar fazendo besteira e o meu pai vai desconfiar e eu prefiro que ele não fique sabendo de nada, por enquanto! –  Arthur bufou, estava incomodado com tudo aquilo... Sua irmãzinha? Grávida? Tinha que ser um pesadelo... Logo ela? 
 – Tá, vai lá pegar suas coisas! – Lua respondeu a menina que deu um meio sorriso agradecido e saiu do carro. – Tá com essa cara porque? – Perguntou para Arthur que abaixou o rádio.
– Porque a minha irmã tá grávida e tá escondendo isso do meu pai! – Ele falou com a maior naturalidade possível .
– Para de show, Arthur... Não é o fim do mundo! –  Respondeu friamente.
– É quase! – Ele respondeu enquanto abria a janela do carro.
[...]
– Ela tá demorando! – Lua reclamou. – Será que aconteceu alguma coisa? –  Perguntou preocupada .
– Não sei! – Respondeu secamente. 
        Lua revirou os olhos e saiu do carro.
– Tô ficando preocupada, Arthur! – Ela falou enquanto roía as unhas. – Vou lá ver se tá tudo certo... Qualquer coisa eu te chamo! – Ela falou enquanto fechava o porta do carro.
        Rapidamente ela caminhou até a entrada da antiga casa de Arthur, e já pode ouvir que nada corria bem... Os gritos do Sr. Aguiar ecoavam por todo o quintal.
– Arthur... – Lua chamou o marido que saiu do carro no mesmo instante. – Ai meu Deus ! – Lua passou as mãos já trêmulas e suadas pelos cabelos. 
        Arthur já se aproximava, então Lua também começou a andar em direção a entrada da casa e os gritos só aumentavam conforme eles se aproximavam.
        Assim que eles chegaram a frente da porta de entrada, viram que a mesma estava aberta, então entraram e se depararam com a seguinte cena: Leonardo com uma caixa aberta de um teste de gravidez.
– Porque isso estava no seu quarto, Júlia? – Ele perguntou enquanto tentava se aproximar mas da garota que recuava a cada passo que ele dava. – Você tá grávida? – Ele gritava descontroladamente, Júlia viu que Lua e Arthur haviam chegado e correu até Arthur que a acolheu em seus braços.
– Tenta se acalmar... – Lua tentou falar mas foi interrompida severamente pelo sogro.
– Cale a boca! –  Ele ordenou, Lua estava pronta para responde-lo.
 – PAI ! – Arthur gritou chamando a atenção dele. – Mantenha-se calmo! – Abaixou o tom de voz e se aproximou do homem que estava a beira de ter um infarto.
– Como calma, Arthur? – Ele olhou enraivecido para Júlia. – Eu estou criando uma vadia? – Lua se aproximou mas de Júlia e a segurou pelo braço, a garota estava séria e se segurando para não cair em lágrimas .
 – Pai, ela não é uma vadia... Ela só, foi muito apressada, isso iria acabar acontecendo mas tarde, ela só se adiantou um pouco....  – Ele deu de ombros e Leonardo bufou.
 – Você diz isso porque ainda não é pai...  – Pôs a mão no coração e respirou fundo.  –  Quem foi o desgraçado que te engravidou?  – Leonardo perguntou para Júlia que não conseguiu responde-lo, sim, ela estava errada de ter engravidado, mas isso não dava a ele o direito de chama-la de "vadia" ou coisas piores.  – Responda... Ou será que nem você sabe?  – Lua bufou e respondeu a ele.
 –  Olha só, não é hora pra você ter um ataque de pelancas, você tem que apoiar a sua filha e não insultar ela desse jeito... Ela errou?  – Lua perguntou, mas ela mesma respondeu.  – Sim, errou, mas quem não erra?  – Leonardo negou com a cabeça.  – Você deveria fazer o seu papel de pai e agradecer a Deus por não ser uma coisa grave... Um filho é um presente, e olha... Você deveria ficar muito feliz com isso, porque essa casa tá um poço de tristeza e uma criança aqui, cairia muito bem, pôs traria alegria.... Coisa que aqui não tem a anos!   – Leonardo sorriu debochado.
 – Porque você se casou com essa abusada?  – Perguntou ao Arthur.
         Lua ia responde-lo mas Arthur não deixou.
 – Vamos embora, nada que dissermos a ele vai adiantar agora...  – Arthur foi em direção as duas e sussurrou.  – Vai lá em cima pegar as suas coisas, Jú!  – Assim ela fez. Lua até então, permanecia calada e encarava Leonardo com fúria.  – Para com isso!  – Arthur pediu, enquanto segurava o braço de Lua.
 – Não!  – Ela se soltou.  – Tá vendo como ele tá? Tá doido... Sabe porque? Excesso de trabalho!  – Arthur revirou os olhos e a segurou de novo.  – E é assim que você vai ficar....  –  Ela estava falando alto o bastante para que Leonardo também a ouvisse.  –  Só que EU não vou aceitar isso!  – Deu ênfase na palavra destacada. 
 –  Jura que você quer ter uma DR aqui?  – Arthur gritou, assim como ela e a soltou. Lua cerrou os olhos e saiu dali, voltando para o carro.
 – Eu não sei o que você viu nessa mulher, meu filho, você merecia coisa muito melhor!  – Leonardo se sentou no sofá, Arthur não estava nada bem, e pra piorar a situação seu pai quer dar palpites a ele sobre a sua própria vida... Pior não podia ficar.
 – Pai, ela é o melhor pra mim!  – Suspirou.  – E por favor, não se intrometa na minha vida pessoal!  – Júlia apareceu na sala, carregando uma mochila e uma pasta na mão... Talvez fossem os seus documentos. Com um olhar triste e um sorriso forçado, ela saiu daquela casa, rezando a Deus para que tudo desse certo!
...
        Lua estava sentada no banco da frente com uma cara de poucos amigos, ela estava com raiva... Tanto de Arthur, quanto do pai dele... Como é possível, uma pessoa mudar tanto? Antes da morte da Kátia, Leonardo era um homem bom, vivia alegre e agora virou esse homem frio e calculista.
        Júlia chorava... Não acreditava no que tinha acontecido, seu próprio pai... Ela havia imaginado coisas, havia imaginado que ele a mataria... Mas isso seria menos pior do que ouvir seu próprio pai a chamar de vadia.
 – Para de chorar, Júlia!  – Arthur pediu impaciente, Júlia fungou, mas continuou a chorar.
 –  Deixa ela chorar...  Que saco!  – Lua reclamou... Não se pode nem chorar em paz que ele já vem querendo reclamar ? Aaah, isso é tão irritante .
 – Não tem porque ela chorar, Tá tudo sobe controle!  – Lua deu um sorriso debochado e passou as mãos pelo rosto.
 – PRA VOCÊ NÉ? IDIOTA!  – Gritou.  – Seu pai é um babaca e xingou ela, óbvio que tá tudo bem... Né?!  –  Arthur parou em um sinal vermelho e encarou Lua.
 – Ele tá de cabeça quente é normal, o que ela tem que fazer agora é se manter calma...  – Lua negou com a cabeça.
 – Não, ela tem que chorar, porque só assim ela vai conseguir se acalmar e esquecer por algum tempo o que ele disse, pra depois chorar de novo, porque voltou a se lembrar!  – Disse ela e Arthur encostou a cabeça no banco.
 – Tá, Lua... Você tá certa!  – Ele disse, pra variar...
 – VOCÊ SABE O QUANTO ISSO ME IRRITA?  – Gritou, Arthur bufou e encarou ela perplexo.  –  VOCÊ SEMPRE TERMINA UMA DISCUSSÃO ASSIM... ISSO É MUUUITO IRRITANTE E EU NÃO AGUENTO MAIS!  –  O som das buzinas começaram a ecoar por todo canto.
 – NÃO É ISSO QUE VOCÊ GOSTA DE OUVIR?  – Ele se virou para ela, que cerrou os punhos.
 – NÃO, EU GOSTO E QUERO QUE A GENTE RESOLVA OS NOSSOS ASSUNTOS COMO QUALQUER CASAL NORMAL, MAS ISSO NUNCA ACONTECE COM A GENTE, ARTHUR... PORQUE VOCÊ SEMPRE DÁ UM JEITO DE TERMINAR A NOSSA DISCUSSÃO COM ESSA DROGA DE FRASE!  – E as buzinas continuava a ser apertadas, o sangue de Lua e Arthur cada vez mais quente, o choro de Júlia ecoando pelo carro... Era o verdadeiro caos.
        Arthur deu partida no carro e não disse mas nada, apenas ouviu... Nada nem ninguém irritava ele, como a Lua... 
[...]
 – Você dorme no sofá hoje!  – Lua disse quando passou por Arthur, Júlia lançou um olhar surpreso para Arthur.
 – Deus muito obrigado por isso!  – Debochou enquanto seguia Lua.
[...]
        Arthur pegou seu travesseiro e um cobertor, Lua se sentou na cama e tirava os seus brincos da orelha, sem dizer nada. O que era um milagre, já ela sempre tinha MUITO o que dizer! 
[...]
        Em pensar que a única com um problema de verdade naquela casa é a Júlia... 

 **
A parte da sereal killer foi a melhor Kkkkklkl
Quando seu pc fica bon você podia fazer uma maratona u.u
Amo essa web
Xx Mila Mozart
Resposta: Ashauhsuahsuahs... Pode deixar que quando eu tiver um tempo eu vou preparar uma maratona! Bjs e obg por comentar! :*
Ahaha morri "Serial Killer" oí Arthur por tras do cordeiro tem a diabinha u.u
Adoreiii, nossa Viih :/ que paia -.-
Tomara q vc volte logo :D
É quem sabe uma maratona pra dar uma atualizada ;)
ass: Danni Aires
Resposta: Ahahahah' ... Pode deixar q quando eu tiver tempo, faço uma maratona diva pra vcs! :* Bjs e obg por comentar! :*
Uhhhuuuuu adorei/rachei kkkkkkkkk
Resposta: Aahsiuahushahsuaijaijsd... :) Bjs e obg por comentar! :)
Serial Killer kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ai mds!
Não foi outras pessoas que fizeram a "Lua ingênua e bondosa" sumir, Aguiar. Foi vc mesmo darling!
Amando! ♥
Resposta: kkkk'... Mds, agr ele tem que aguentar com as consequências, né?! HAUhuhsuha...Bjs e obg por comentar! :*
Eu já tava com sdds ... eita q o thur vai ficar com medo da lua , depois de uma dessas Xx adaline
Resposta: Ahuahsuahsa... Fica naaaada... Lua amolece quando ele fala grosso! AHuahsuahu... Bjs e obg por comentar! :*
Posta ++++++++
Ameeii *-*
Lua perigosa ataca !.!.!
Resposta: Asahushaushau... Bjs e obg por comentar! :)



7 comentários:

  1. Esses dois precisam de uma noite só deles pra se resolverem de vez !. Kkk
    Posta +++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  2. Ai mds! Concordo com a Julia ⇧ esse estresse todo já é falta de certas coisas kkkk
    Não demora pra postaaar! ❤

    ResponderExcluir
  3. Ai eu lendo o me pocando de ri aqui , esses dois precisam de uma noite só deles se é que vc me entende ;)

    #Tathy Dantas

    ResponderExcluir
  4. Putz... As coisas esquentaram estre o Thur e a luh, faz eles te uma recaida logo, mas continuarem brigando KKK
    Tá perfeita a web amor
    Xx Mila Mozart

    ResponderExcluir
  5. Lua gosta quando o thur fala grosso , e deve gostar mais ainda quando ele mete grosso kkkkkkkk posta mais logo , pfv sou viciada Xx adaline

    ResponderExcluir
  6. Amei vc bem que podia fazer uma maratona top pra gente !!!

    ResponderExcluir
  7. Eita só a Lua pra tentar apartar o caos da Julia :(.... Esse sogro dela eim :S oh velhor chato :@.
    É ta bom de Arthur repensar que a vida ñ é assim, e se eles tivessem um baby? *O*
    Kkkk Arthur começou com crise de risos terminou dormindo no sofa ahahahahaha
    Ahhh Viihhh que saudades...
    Kkk anciosa pelos proximos capitulos Iiii Iiii i :)

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo