22 de nov de 2014

Beloved Husband - 7 - ( The reckoning ) Part.2

Boa Leitura! :)



Lua e Arthur foram o mais rápido que podiam, buscaram a Júlia e então seguiram até o apartamento do Flávio.
– Vire a esquerda! – Júlia disse para Arthur que dirigia. – Essa casa branca! – Falou e então Lua olhou pra Arthur que estava focado no seu caminho.
– Arthur, você vai ficar aqui com a Jú, tá? – Lua disse enquanto soltava o cinto de segurança.
– Que? – Ele olhou para ela. – Claro que não, eu vou ir falar com esse marginal! – Soltou-se também.
– Pelo amor de Deus, Arthur... – Lua passou as mãos pelo rosto demonstrando preocupação. – Se você for, você não vai tocar nele, ouviu? – Arthur revirou os olhos, virou o rosto e não respondeu nada. – Arthur! – Chamou ele, ele voltou a fita-la e respondeu de má vontade.
– Tá! – Fechou a cara.
– Okay, então vamos... Jú, você fica! – Olhou pra menina que estava no banco de trás, que apenas assentiu. – Hm, qual é o nome dele mesmo? – Soltou um risinho.
– Flávio! – Lua fez careta e olhou pro Arthur que torceu os lábios e deu de ombros.
– Que nome estranho... – Lua falou enquanto saia do carro... Arthur fez o mesmo e os dois andaram até a enorme casa branca. Pela casa, o rapaz era bem rico... Mas porque não assumir a criança?
Eles tocaram a campainha, algumas vezes antes de uma senhora de idade os atender.
– Boa noite! – Lua desejou e a senhora deu um meio sorriso amigável. – Eu gostaria de falar com o Flávio! – A senhora assentiu.
– Entrem, eu vou chama-lo. – Ela abriu um espaço para que Lua e Arthur entrassem.
Assim eles fizeram, a senhora fechou a porta e subiu a enorme escada de madeira.
– Nossa, que casa linda! – Lua sussurrou para Arthur que andava ao seu lado enquanto dava alguns passos pela sala... – Ah, deixa eu te falar uma coisa ! – Ela se virou para ele. – Não olha pra mim quando eu estiver falando com ele! – Arthur franziu o cenho.
– Porque?
– Porque se você me olhar, eu vou te olhar e vou ri! – Disse como se fosse a coisa mais óbvia do mundo, Arthur se preparou para dizer alguma coisa, mas ouviu passos vindos da escada, e lá estava o babaca que engravidou a sua irmã, ele já estava se preparando para dar um passo a frente, mas Lua segurou o seu braço e depois o entrelaçou ao dela. Ele a encarou e logo depois bufou, voltando a olhar o rapaz que descia pela escada.
Branquinho, moreno, bem vestido... Tem tinha tudo pra ser um namorado perfeito...
– Arthur? – O menino paralizou na metade da escada, Arthur deu um meio sorriso cínico e assentiu.
– Você conhece ele? – Lua sussurrou no ouvido de Arthur.
– Sim, as vezes eu jogo golfe com o pai dele! – Sussurrou de volta.
– O que vocês querem? – Ele não se moveu, ainda continuava parado no meio da escadaria.
– Desça, só vamos ter uma conversa bastante civilizada! – Lua falou enquanto também continuava parada.
– Não, estou bem aqui! – O garoto falou, Arthur bufou.
– Desce logo, moleque! – Arthur falou grosso e Lua pode jurar que o viu tremer... Aos poucos o rapaz desceu as escadas e ficou a alguns metros de distância de Lua e Arthur... 
– Falem! – Lua ergueu a sobrancelha e negou a cabeça com desdém.
– Sinceramente eu achava que a Jú encontraria alguém bem melhor, achei que ela encontraria um homem de verdade, não um moleque como você! – Flávio torceu os lábios e engoliu em seco. – Eu só tenho um recado pra te dar... Só isso... – Ela deu um meio sorriso ameaçador. – Ou você toma uma atitude de homem, ou você foge... Some... Desaparece, da vida da Júlia... Porque se você fizer ela chorar, eu juro garoto! – Deu um passo a frente e diminuiu a distancia de Flávio para ela.– Eu acabo com a sua vida... E te garanto que você nunca mais poderá fazer outro bebê! – Flávio a esta altura, estava tão assustado que mal conseguia falar alguma coisa para se defender. Não conseguir mas fazer bebês? Isso é demais para mim! Pensava o garoto. 
        Ao ver que tinha conseguido cumprir a sua ' meta ', que era deixar o garoto bastante assustado, Lua deu um meio sorriso malicioso na direção do rapaz. Arthur estava paralizado morrendo de vontade de rir, mas assim não fez pôs estava tão assustado quanto o garoto... Com quem ele estava casado? Com uma Serial Killer, com certeza essa não era a ingênua e bondosa, Lua com a qual ele havia se casado... O que fizeram com ela? 
...


Meus amores, meus amores me desculpem pela demora... Eu não fiz por mal, não sei o que aconteceu com o meu computador, deu a louca... JURO, agora ele só pega quando quer... (Cheio de vírus) :( . Talvez amanhã, eu coloque no conserto e tals, por enquanto tô no pc do meu pai... Mas sabe como é, né ? Quase nunca ele me deixa mexer... Porque ? Bom... Notas baixas seriam as respostas ? Sim, exatamente! :(
Mil desculpas!
OBS: Quando meu pc voltar a funcionar, tudo vai voltar ao normal... 
Bjs


7 comentários:

  1. A parte da sereal killer foi a melhor Kkkkklkl
    Quando seu pc fica bon você podia fazer uma maratona u.u
    Amo essa web
    Xx Mila Mozart

    ResponderExcluir
  2. Ahaha morri "Serial Killer" oí Arthur por tras do cordeiro tem a diabinha u.u
    Adoreiii, nossa Viih :/ que paia -.-
    Tomara q vc volte logo :D
    É quem sabe uma maratona pra dar uma atualizada ;)
    ass: Danni Aires

    ResponderExcluir
  3. Uhhhuuuuu adorei/rachei kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Serial Killer kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ai mds!
    Não foi outras pessoas que fizeram a "Lua ingênua e bondosa" sumir, Aguiar. Foi vc mesmo darling!
    Amando! ♥

    ResponderExcluir
  5. Eu já tava com sdds ... eita q o thur vai ficar com medo da lua , depois de uma dessas Xx adaline

    ResponderExcluir
  6. Posta ++++++++
    Ameeii *-*
    Lua perigosa ataca !.!.!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo