20 de out de 2014

Beloved Husband - 6 - ( The reckoning ) Part.1 Maratona

Boa Leitura! ;)
3/3


– Bom dia ! – Desejou, enquanto se sentava a mesa junto com a Júlia... Ela não tinha visto o Arthur, ele deveria ter saído pra trabalhar...
– Bom dia! – Sorriu respondendo. – E então, quem é Felipe? – Ela perguntou, tinha passado a noite se perguntando: Quem é esse cara?
Lua sorriu e deu de ombros.
– Sabe que eu não sei? Só falei aquilo pra deixar o Arthur com uma pulga atrás da orelha! – Júlia negou com a cabeça, sabia que o seu irmão não era de muita brincadeira...
– Lua, Lua... Vocês estão casados a 10 anos e você ainda não sabe que ele não gosta de brincadeirinhas e provocações ? – Perguntou a menina e depois bebericou o seu suco de laranja.
– Sei, mas eu adoro ver ele com raiva... – Soltou um risinho. – É tão sexy ! – Suspirou.
– Ixxi... Meu Deus, poupe-me dos detalhes ! – Júlia fez careta, mas depois voltou a ficar séria.
– Que foi? – Lua perguntou vendo a cara que Júlia fazia.
– Nada, eu só tô grávida! – Ironizou, Lua deu um meio sorriso.
– Você deveria estar feliz!
– Feliz? A criança nem tem um pai! – Disse ela .
– Claro que tem, ele só é covarde demais pra assumir... Mas pode deixar que ele vai virar um homem de verdade! – Lua pegou um pedaço de bolo e arrancou um pedaço com a boca. – Por bem ou por mal! – Disse por fim, Júlia franziu o cenho mas não se importou, afinal, Flávio merecia aprender com a vida a virar um homem de verdade... Ele não aprenderia com a "vida" mas sim com a Lua!
...
– Já marquei a sua consulta... Amanhã as 10:00 ! – Deu um meio sorriso, enquanto Júlia mordia o lábio inferior, mostrando que estava nervosa, com algo. – Que foi?
– Meu pai, o Arthur, o Chay... – Ela suspirou. – Eles vão me matar... Eu queria que a minha mãe estivesse aqui! – Passou a mão pelo longo cabelo.
– Ela sempre vai estar com você... – Lua tentou convence-la. – E não se preocupe com o Arthur... Com ele eu me entendo! – Deu um meio sorriso amoroso.
– Obrigado Lua, eu não sei o que eu faria sem você! – Júlia se aproximou de Lua e então a abraçou, a menina estava se sentindo uma burra... Sim, uma burra por ter ignorado por tanto tempo sua cunhada, uma pessoa tão boa como Lua não merecia as coisas ruins que ela já havia dito sobre a mesma.
...
A noite chegou, Lua e Júlia estavam na sala assistindo tevê e esperando o Arthur pra jantar... Como era de se esperar Arthur demorou mais do que deveria e as duas foram comer... Quando ele chegou, tomou um banho e desceu para jantar... As meninas ficaram na sala conversando e assistindo televisão.
– Se for menina, já sabe qual vai ser o nome ? – Lua perguntou empolgada, Júlia sorriu e negou com a cabeça. – Se você quiser colocar, Lua, eu não me importo! – Sorriu e deu de ombros. Júlia caiu na gargalhada.
– Vou pensar no seu caso! – Deu uma piscadela . – Porque você e o Arthur não tem filhos? – Perguntou, Lua torceu a boca .
– Aah, sei lá... Eu amo criança, mas tenho medo... Da dor do parto, de não ser uma boa mãe... Coisas assim! – Falou, e sem nem perceber traumatizou a pobre Júlia.
– Eu não tinha pensado nisso! – Respirou fundo... – Eu vou virar uma baleira, vou sentir uma dor desgraçada, e ainda de quebra, não vou poder dar nada pro meu filho, porque vou ser uma mãe solteira e ainda por cima pobre, porque quando o meu pai descobrir... Ele vai me deserdar. – Ela buscou por ar. – É horrível estar grávida...

– Quem está gravida? – Arthur apareceu do nada na sala... As duas olharam para ele e depois se encararam... Merda, agora as coisas iriam piorar ... – Lua? – Ele chamou-a, ela o encarou mas depois desviou o olhar e colocou a mão em frente a boca, como quem não iria dizer nada... Então Arthur olhou para Júlia. – Júlia? – Ela a chamou e a garota o olhou, já com os olhos marejados ela estava morrendo de medo da reação do irmão, ele a mataria!
Arthur arregalou os olhos e olhou para Lua que deu um meio sorriso sem graça.
– Você tá grávida? – Ele perguntou gritando, Júlia não conseguiu se controlar, já estava chorando e sem condições de explicar nada...Por isso, Lua decidiu falar.
– Calma, Arthur. – Ela se levantou do sofá e foi até o marido que negava com a cabeça e encarava Júlia... A raiva que ele sentia naquele momento era a maior que ele já havia sentido em toda a sua vida.
– Calma? Ela tá grávida, Lua! Grá-vi-da! – Gritou mais alto, Lua bufou.
– Para de gritar! – Gritou mais alto; – Nós temos que apoiar ela, não há mas nada a se fazer! – Continuou a gritar, Arthur então olhou nos olhos de Lua, só gritando ela tinha a atenção dele... Era incrível! – Ela ainda é uma criança, precisa do nosso apoio, da nossa ajuda! – Abaixou o tom de voz.
– Criança não faz criança! – Falou ele, e então caminhou um pouco para ir até Júlia, a menina o viu se aproximar e então se levantou assustada... O que ele queria? Machuca-la? Bater nela? ... Lua vendo o que ele queria fazer, entrou na sua frente.
– PARA, ARTHUR! – Voltou a gritar. – SE EU TIVESSE GRÁVIDA, VOCÊ BATERIA EM MIM? TENTA ENTENDER, É SÓ UMA CRIANÇA! – Arthur encarou a Lua e então recuou.
– Claro que não... Você é a minha mulher, nós temos uma vida juntos... E ela? A única coisa que preocupa ela é com quem ela vai pegar a cola da recuperação de matemática! – Lua negou com a cabeça.
– Você não pode fazer nada, Arthur... – Ela sussurrou se aproximando novamente dele, ela tocou o seu rosto e o olhou nos olhos. – Ajuda ela ! – Pediu, Arthur então olhou para Júlia e depois para Lua.
– Desde quando você sabe disso? – Ele perguntou recuando novamente.
– Arthur...
– DESDE QUANDO LUA ? – Gritou, Lua fechou a cara .
– NÃO GRITA COMIGO! – Mandou.
– FALA LUA! – Ele continuou a gritar.
– Desde ontem! – Júlia se pronunciou.
Arthur a encarou por alguns segundos e depois olhou para Lua que estava vermelha de raiva.
– VOCÊ ESCONDEU ISSO DE MIM? QUE ÓTIMO, EM LUA? PARABÉNS! – Ele bateu palminhas .
– EU FIZ ISSO PRA AJUDAR ELA, SEU IDIOTA! – Ela tentou gritar mais alto.
– PAREM VOCÊS DOIS! – Júlia gritou pedindo... Ela não conseguia acreditar que o motivo de toda aquela briga era ela.
Ela conseguiu chamar a atenção de ambos.
– EU NÃO QUERO MAS A AJUDA DE NINGUÉM, EU VOU DAR O MEU JEITO... SOZINHA! – Foi só o que a menina disse, antes de sair de casa porta a fora...
– VIU O QUE VOCÊ FEZ ? – Lua gritou para o Arthur e então saiu e foi atrás de Júlia.
...
Lua conseguiu alcançar Júlia, por sorte ela conseguiu convencer a garota de que tudo daria certo e que Arthur iria ajudar, era só ter calma e paciência... Júlia resolveu não voltar para casa do irmão, resolveu ir para a casa do pai, lá ela talvez conseguisse se acalmar um pouco.
Quando Lua voltou para casa, viu que Arthur estava sentado no sofá, pensativo e talvez um pouco mais calmo. Ela se aproximou e se sentou ao lado dele.
– Ela está bem? – Ele perguntou em um quase sussurro, Lua virou-se um pouco para encarar ele melhor.
– Sim ! – Suspirou e esperou que ele lhe dissesse alguma coisa, mas ele não o fez, ficaram em silêncio, ela o encarando e ele olhando para frente... Perdido em seus pensamentos!
– Quem mais sabe? – Indagou.
– Ninguém... – murmurou ela .
Arthur encarou Lua indignado.
– Você não deveria ter ajudado ela! – Criticou, Lua respirou fundo e declarou.
– Você queria o que? – Olhou pra ele com certa raiva.– Que eu virasse as costas e deixasse ela fazer uma besteira ? – Esperou por uma resposta, mas não teve. – Ela é só uma menina, Arthur... Ela tá perdida, como eu posso virar as costas? Como eu posso ignorar? – Passou a mão pelo cabelo, demonstrando nervosismo. – Ou melhor... Como você, pode fazer isso?
E o silêncio voltou a reinar...
– Quem é o pai? – Desconversou.
Lua engoliu em seco e buscou coragem pra falar.
– Bom... Isso? – Mordiscou o próprio lábio.
– É, Lua... Isso! – Disse ele impaciente.
– Eu não conheço! – Disse apenas.
Arthur franziu o cenho.
– Tem alguma coisa errada... O que é? – Ele virou de lado para encarar Lua melhor.
– Na... na...da! – Gaguejou.
– Lua... – Ele a repreendeu.
– Tá... – Respirou fundo. – Ele não quer assumir ! – Arthur arregalou os olhos e então Lua completou. – Eu vou fazer ele assumir, fica calmo... Por favor! – Pediu ela.
Arthur negou com a cabeça e pôs as mãos no rosto, tapando-o por completo.
– Ainda bem que a minha mãe não tá viva pra ter esse desgosto! – Lua negou com a cabeça e suspirou.
– Para de falar besteira, Arthur! – O repreendeu.
Ele bufou e tirou as mãos do rosto.
– O que você pretende fazer com o safado? – Ele olhou para Lua que deu um meio sorriso.
– Relaxa, eu ainda tô decidindo... – Ela fez uma cara de pensativa e depois voltou a falar . – Eu não sei se eu esfolo ele ou se eu enforco... Qual você prefere ? – Arthur sorriu fraco e negou com a cabeça.
– Só você... Lua! – Suspirou cansado.
Ela deu um meio sorriso e suspirou também.
– Vai dormir, tenta relaxar... Eu vou cuidar de tudo! – Ela disse baixinho e ele meneou a cabeça .
– Isso vai ser impossível! – Declarou.
– É... Eu sei! – Ela bufou.
– Vamos ir atrás dele! – Ele pediu... – Eu juro que não faço nenhuma besteira, só vou... – Lua revirou os olhos e disse
– Nem vem... Você não me engana! – Ela encostou a cabeça nas costas do sofá e então fechou os olhos por alguns segundos.
– Eu juro, Lua... Por favor... Vamos! – Insistiu ele feito uma criança teimosa.
– Arthur... – Ela o repreendeu, mas de nada adiantou ele continuou a pedir... – Tá, tá... Vamos ver se a Jú vai nos levar até ele!– Ela se levantou e pegou seu celular que estava em cima de uma mesinha ao lado do sofá. Mexeu por alguns segundos e então levou o celular a orelha. – Oi, Jú... Sim, eu te falei que ele iria acabar aceitando! – Ela olhou pro Arthur e então desviou o olhar. – Será que você pode me levar até a casa do seu ex ou... Atual... namorado? – Ela mordeu o lábio inferior e passou a mão pelos cabelos. – Sim, ele quer ir... – Torceu os lábios e olhou para o Arthur que a encarava aflito. – Okay, nós vamos passar ai! – Sorriu e deu um "joinha" pro Arthur que assentiu e se levantou já indo pegar as chaves. – Beijos! – Desligou. – Vamos, Arthur... Rápido! – Ela estava com pressa por querer acabar logo com toda essa agonia, ela já tinha ensaiado todo o discurso que tinha criado mentalmente para falar com o moleque ela acabaria com ele, não com agressões físicas, ela só faria ele ter vergonha de ter nascido.

Bom, amores é isso... Espero que tenham gostado... ;) Beijos e até o próximo capítulo! :*

9 comentários:

  1. Posta ++++++
    Ameeii *-*
    Quero só ver o que esses dois vão fazer !.

    ResponderExcluir
  2. To com um leve presentimento de que a lua e o arthur vão aprontar com esse tal de flavio...

    #Vivi

    ResponderExcluir
  3. Tenho pena desse Flávio!
    Vc vai postar amanhã né??
    Amando! ♥

    ResponderExcluir
  4. Quero só ver oq a lua vai fala pro menino kkk
    Lua e Arthur são fogo kkk
    Posta mais amanhã, tá perfeito
    Xx Mila Mozart

    ResponderExcluir
  5. Perrrrrfeeeitoo *O*
    É só a Lua pra fazer o Arthur não ter treco e fazer besteiras com essa noticia.
    Esses dois é a tampa e a panela u.u
    Tomara que dê tudo certo com a Julia.
    Adoreeeeeii *O*

    ResponderExcluir
  6. Cada dia amo mais essa web
    A Lua colocando moral kkkkkk
    (Helo)

    ResponderExcluir
  7. Homi, isso lá é hr de para de escrever o capitulo? Poste mais pelo amor. To comendo os dedos de ansiedade e curiosidade pra ver o q a Luinha vai fazer com o covarde. E tbm quero ver a Lua colocando o plano em pratica p Thur se mancar. By: Lela

    ResponderExcluir
  8. Posta mais!!!! Saudades!!! ;(

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo