7 de set de 2014

38° Capítulo - Caminhos traçados




Andando pelos enormes corredores do colégio Mel procurava por Arthur, sabia que ele era a pessoa mais indicada para fazer isso. E de repente veio outro estalo na sua cabeça, acabará de ter uma ideia melhor ainda, rapidamente pegou um celular e mandou uma mensagem para os amigos.
                                              
                                                           *****
A agonia tomava conta de todo o corpo de Lua, queria saber o que Melanie estava tramando. Estranhou quando todas as suas amigas receberam mensagens ao mesmo tempo e ela não, mas preferiu ficar na sua.
O sinal do termino do intervalo bateu. Com o coração quase saindo pela boca Lua se levantou, para muito aquilo não passava de uma besteira, mas pra ela era algo muito importante, era sobre seu futuro. A faculdade que ela queria estudar no próximo ano era muito rígida em relação as notas, a jovem precisava entrar com nenhuma nota abaixo de 8. Lua tinha escolhido mais essa profissão por sua mãe do que por ela mesmo, mas já que a tinha escolhido iria fazer tudo direitinho.

– Lua vamos logo. – Alice falou puxando a amiga pra sala.
– Alice eu to com medo. – Disse a jovem roendo as unhas. Alice riu, e deu um tapa na mão da loira. – Relaxa a gente vai dar um jeito.
– Esse é um dos meus medos também. – Confessou fazendo Alice gargalhar.
– Senta ai, e cala a boca. – Mandou Alice ao chegar ao lugar da amiga. – Vou pro meu lugar. – Disse saindo.
– Seja o que Deus quiser. – sussurrou.
             Alunos entravam rindo e brincando, e nada de Melanie chegar, para o desespero da loira.Alguns minutos se passaram e Mel entrou junto com Edu.

– Vamos voltar aos trabalhos turma. – Edu disse pegando novamente seu diário. – Lua. – O professor a chamou. – Mel já me disse sobre tudo. – Sobre tudo o que? Era o que Lua se perguntava. Estava perdida neste assunto. – Podem começar. – Disse sorrindo para Lua, a mesma sorriu forçado de volta. – Levante-se Lua e venha cá. – Pediu e a loira o obedeceu. – Podem começa.
– Menina cheia de personalidade, meiga, amorosa. – Micael disse se levantando. – A Lua é do tipo de menina que odeia violência e injustiça. Não se deixa levar pelas pessoas! Das minha amigas ela é a mais pé no chão, mas também erra como todo mundo.
– Ela é o tipo de pessoa que coloca a felicidade das outras pessoas na frente da sua.– Disse Diego ficando de pé.

– A felicidade dos amigos e familiares, ela pensa primeiro nas pessoas que ela ama e depois nela. Isso é uma das coisas que eu mais admiro em você. – Sophia disse abraçando Diego. – Pra você não adianta nada estar feliz se seus amigos estarem triste. Lua Maria Blanco é a pessoa mais generosa que eu conheço, e me sinto muito sortuda de tê-la como minha melhor amiga. – disse emocionada, e a essa altura Lua também estava.

– Quando conheci a Lua, eu estava cheia de feridas no coração,  marcas que com o tempo foram se cicatrizando, marcas que ela junto com a Ray, a Sophia e a Juliana me ajudaram a cicatrizar. – Mel fungou. – Ela me ensinou que não importa da onde você veio o que importa é quem você realmente é. Naquela época eu tinha acabado de sair de um orfanato, me sentindo uma pobre coitada que foi abandonada pelos pais e que achava que nunca teria amigas de verdade, e ai ela apareceu. – Apontou para amiga, que chorava junto com ela. Se lembrava bem do dia que havia conhecido Mel, tinha sido um dia difícil, a menina estava acoada. – E me mostrou que eu era especial.

– Marrenta de mais essa menina. –Rodrigo disse apontando para amiga. – Desde pequena ela costumava ficar irritadinha, mas depois vinha correndo pedir a minha ajuda e a do Arthur, porque ela sabia que não importava o que acontece-se ela seria sempre a nossa princesinha, e sempre faríamos tudo pra ajuda-la, nunca dá o braço a torcer. – Sorriu brincando. – Eu tenho orgulho de você pequena, por você ter se transformada nessa menina forte,que luta pelo que quer.­– Lua chorava ao ouvir as palavras do amigo. Conviveu sua infância toda com Rodrigo e o conhecia muito bem.Ele era como um irmão mais velho. – Ela é um anjo em forma de pessoa. Eu sei é brega e tal mas é isso que ela é pra mim. – Declarou.

– Só tenho um conselho pra dar pra vocês. – Chay disse dando um suspense. – Nunca magoe uma amiga de Lua Maria Blanco, porque se não você é uma pessoa morta. – Disse fazendo todos rirem. – Falando serio agora. – o garoto ficou serio encarando a jovem a sua frente. – Você é uma pessoa única Luinha você consegue confortar cada um de nós com uma simples palavra, as vezes só de você estar aqui já é um conforto loira. – Chay deu a mão para namorada. – E você junto com a Dona Ray são os cúpidos do grupo.

– Como eu sempre digo você é o centro do grupo, as vezes parece que você é             quem uni a gente, pode parecer besteira. – Ray levantou também. – Você com essa sabedoria sempre consegue fazer a gente enxergar as coisa de uma outra forma, por isso sempre quando eu tenho um problema a primeira pessoa que vem em minha  mente é você, porque você sempre tem os melhores conselhos, e sempre vai estar aqui pronta pra ajudar. – Deu uma pausa recuperando o folego. – Isso não é algo forçado, é algo da sua natureza. Você sempre foi assim, a menina que age por impulso, mas sempre esta pronta pra ouvir um amigo que precisa de você. Você cuida de quem ama, como se cuidasse do seu bem mais precioso. – Sorriu vendo Lua assentir. – É por essa razão que a gente te ama. Mesmo você pirando as vezes por causa das discussões que há entre nós.

– O que dizer sobre essa menina linda. – Guilherme fingiu pensar. – Que ela é linda todo mundo sabe, mas ninguém sabe o que ela esconde dentro desse coraçãozinho. – Apontou para direção de Lua. – Coração cheio de sonhos, e o maior deles é ter uma noticia do pai. – Disse tocando no ponto forte de Lua. – Ela sempre quis saber sobre ele, mas nunca deixou isso parecer uma necessidade, ela brinca, ela briga, grita, dá uma de estressada mas no fundo ela é só uma menina confusa.

– A deusa Blanco uhu! – Juliana gritou tentando descontrair. – A Lua que eu conheço é uma menina carinhosa, meiga, divertida, carismatica, chantagista é tudo mais... – Juliana sorriu se aproximando da mesma. – Concordo com o que a Ray disse você é o nosso porto seguro, e quando você esta mal nós também ficamos.Me diz como não amar alguém com um coração enorme como o seu? Não conheço nenhuma pessoa que tenha um terço da sua bondade e que coloque a amizade em primeiro lugar. – Disse secada as lagrimas que insistiam em escorrer. – A Lua se faz de forte pra todo mundo mais por dentro ela é frágil igual a um cristal que se não cuidar e zelar, acaba se quebrando. Por causa disso cuidamos tão bem de você. – Voltou para o seu lugar.

– Eu conheço a Lua à pouco tempo e já a adoro, ela é uma pessoa muito acolhedora, simpática e pude perceber que ela sempre procura o melhor nas pessoas. – Alice disse.

                Ficaram alguns minutos em silencio, todos seus amigos tinha falado porem ainda faltava alguém.Sim era ele. O coração de Lua pedia por aquilo, ela sabia que não estavam em seu melhor momento, mas ainda assim ela sentia algo muito forte por ele. Seus amigos também esperavam, mas nada aconteceu. Estavam prontos para se sentarem quando Arthur levantou.

Ela é do tipo de garota tímida, aquela que se esconde de holofotes, aquela que tem vergonha de tudo, que fica vermelha quando alguém a elogia muito,é aquela que procura ser sempre a melhor amiga,dar sempre os melhores conselho.A Lua foge de todos os padrões, não existe uma palavra certa para defini-la porque ela é única. – O garoto dizia olhando no fundo do olhos da menina que soluçava abraçada ao professor. – E se tem uma coisa que ela odeia é ser comparada. Ela é do tipo que chora em silencio, que esconde o que sente. Ela tem medo do futuro, tem medo de se apaixonar e se machucar depois. Ela tem pavor do abandono e por isso se afasta quando pensa que pode estar se apaixonando. É uma menina sensível, manhosa, chorona, ela só tem pose de forte mas por dentro é uma menininha frágil. É do tipo que não consegue agir sobre pressão,despedidas a deixam nervosa, a Luh muitas vezes agride pra se defender e pra extravasar a raiva, pra não ter que mostrar esse lado fraco dela. – Ao terminar de  falar Arthur olhou no fundo dos olhos de Lua e sorriu, fazendo o coração da loira bater mais rápido.Começou a caminhar para perto dos amigos, mas antes de chegar, viu a sua pequena correr em sua direção e se jogar em seus braços chorando, ele continuava parado, não sabia se a abraçava ou não.


– Me abraça Thur por favor. – Ela sussurrou no ouvido do moreno que se arrepiou de imediato. Arthur passou aos braços ao redor de Lua abraçando-a bem forte. 
         
        Minutos depois os amigos se juntaram no abraço, formando uma abraço em grupo.Todos na admiravam a cena.

– Sentem-se por favor.  Edu pediu. Depois dos alunos sentarem ele prosseguiu.  Vocês querem saber por quê eu passei esse trabalho pra vocês?Trabalho que muitos acharam estranho.  Perguntou e todos assentiram.   Quero trabalhar a cumplicidade, a confiança e o respeito com vocês. Queria ver como vocês reagem ao ver outra pessoa falando o que ela conheceu de você, não queria algo superficial, mais sim algo verdadeiro. E eu vi isso aqui hoje. Muitos me emocionaram. Mas o que me deixou mais emocionado foi o que acabou de acontecer aqui, a pessoa que tem amigos como os seus Lua, é uma pessoa muito sortuda.   Disse sorrindo.  Gente eu quero que vocês vejam que não dá pra viver sozinho, não dá pra ser só você e pronto. As pessoas precisam de amigos , mas eu digo amigos de verdade. Aqueles que você pode chamar quando estiver em uma cilada, aquele que vai te ouvir primeiro e depois te julga, aquela pessoa que vai apontar seus erros e dizer pra vocês melhorarem.Quem inventou aquela frase que diz que a união faz a força tava coberto de razão.Você sozinho pode ate ser bom, mas você com seus amigos de verdade é melhor ainda.  Edu andava pela sala, deixando uma duvida em cada cabeça.   Me digam do que adianta cultivar o rancor no coração ao inves do amor? - Edu foi interrompido pelo sinal.   Na próxima aula a gente continua. Tchau turma.

Espero que gostem, porque eu particularmente amei.Até chorei, não liguem eu sou muito chorona as vezes. 
Comentem dizendo o que acharam do Capítulo
PS:Coloquei aquele negocio do pai da Lua na hora do Gui falar pk ja não sabia o que escrever
Agradeço a minha priminha linda que me ajudou a escrever a parte do Thur.

9 comentários:

  1. muito perfeito!!!! eu tbm chorei kk

    ResponderExcluir
  2. Q lindo foi emocionante
    cada vez mais perfeita está web

    ResponderExcluir
  3. Quee liiindooo *O* foi emocionante. Quem tem amigos de verdade tem: TUDO :D
    Perfeitoo *=*

    ResponderExcluir
  4. Capítulo fodastico, quase chorei ameiiii

    ResponderExcluir
  5. Uou, oq dizer sobre esse cap? Cara, foi PERFEITO, e to vendo q n fui a unica q chorou lendo né?! Realmente, qm tem amigos assim, tem TUDO. Perfeito demais. Posta maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais. By: Lela

    ResponderExcluir
  6. lindo demais

    Ana

    ResponderExcluir
  7. ameeeeeeeeeeei

    ResponderExcluir
  8. PERFEIÇÃO PERFEIÇÃO PERFEIÇÃO
    Não digo mais nada!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo