21 de ago de 2014

Your bed or mine? - Capitulo 7 - THE PERFECT FIT Part. 4

Heey môzamores... <3
Será que a Sarah vai conseguir? :/ Acho que não hein?! Ahsuhaus...
Até mais meus amores, comentem muito e beeêijos! :**
"Fanfic movida a comentários."



— Eu disse a Arthur que, se não confiava em mim agora, alguns dias não fariam diferença. — Lua enxugou novas lágrimas e olhou para Melanie, que estava ouvindo a história pela primeira vez.
— Ele disse a Lua que voltaria no domingo e que, até lá, ficaria no centro de treinamento.
— E, como a idiota que sou eu disse: "Está bem. Não importa se você não consegue se decidir se sou mentirosa e traidora. Estarei sentada bem aqui a sua espera no domingo para que você me diga se ficaremos juntos, ou se resolveu me dar o fora".
Sophia trocou um olhar com Melanie.
— Ela não disse isso.
Melanie revirou os olhos.
— Eu sei. Mas quer perceba ou não, Lua , você não agiu como uma idiota. Nem Arthur . Ele pediu o tempo que precisava para re­fletir. E você o concedeu. Em outra época, ele teria saído de CASA outra vez, e você estaria providenciando a troca da fechadura da porta. Vocês dois fizeram um grande progresso.
— E isso não é reconfortante? — retrucou Lua sarcástica. — Fazermos um progresso tão grande e ainda acabarmos nos divor­ciando?
— Arthur acabará enxergando a razão — encorajou-a Sophia.
— Não sei... Tudo o que sei é que, depois que ele colocou al­gumas coisas numa mochila e saiu, não consegui parar de pensar em Sarah. Fui ficando cada vez mais furiosa, até que peguei a foto e fui a CASA dela.
— Lua a fez cair sentada! — riu Sophia.
— Já falei que foi um acidente.
— Mas ela mereceu.
— Sabe o que é mais estranho? Eu acabei ficando com pena de Sarah! — exclamou Lua, ainda incrédula. — Ela quase des­maiou quando viu a foto. Depois ficou lá, encarando-me como se não fizesse ideia do que eu estava falando. Então, ficou tão enver­gonhada que começou a chorar.
— E o que ela disse? — perguntou Melanie.
— Oh, Sarah admitiu que era responsável pela foto.
— Pena que você não foi confrontá-la junto com Arthur, como ele sugeriu — lamentou Melanie.
— Oh, aquela cobra teria negado tudo e ainda teria se feito de vítima — disse Sophia de cenho franzido. — Podem apostar.
Lua soltou um suspiro trêmulo.
— O mais doloroso é que Arthur duvidou de mim. Já havia con­cluído que eu era culpada antes mesmo de ter chegado em casa com a foto. Pude ver isso na expressão dele logo que entrei na sala.
— Uma foto é contundente demais — argumentou Melanie. —Tente ver as coisas sob o ponto de vista de Arthur. Sem mencionar que agora você tem provas de que Sarah foi a responsável. Você tem de ligar para ele e lhe contar o que descobriu.
— Não! Se Arthur não puder chegar sozinho à conclusão de que eu jamais o trairia sem que eu tenha de provar isso, eu não o quero de volta!
Melanie e Sophia trocaram um olhar preocupado.
— Não quer mesmo ficar aqui esta noite?
— Não, não quero deixar Simon sozinho. Tudo que quero fazer agora é ir para CASA, tomar um banho quente, com sorte, dormir logo que minha cabeça pousar no travesseiro.
Sophia olhou para Melanie.
— Eu lhe dei um composto de chá de ervas calmante para preparar. Se ela tomar umas duas xícaras bem fortes depois do banho, terá uma boa noite de sono.
Lua levantou-se da mesa da cozinha e adiantou-se até a porta. Virou-se, porém, antes de sair.
— Falo sério — avisou. — Não interfiram nisto. Nenhuma de vocês. Se alguém tiver de contar a Arthur que Sarah estava por trás dos telefonemas e da foto, eu mereço o privilégio.
— O que é outra maneira de dizer que Arthur não saberá, porque você nunca lhe contará.
— Quero que vocês duas jurem que não contarão a Arthur sobre Sarah.
— Eu juro — disseram Sophia e Melanie em uníssono, embora não parecendo muito contentes com aquilo.
— Obrigada — murmurou Lua antes de voltar para casa.
...
Arthur não retornou ao centro de treinamento depois que saiu de casa com uma mochila. Já aborrecera Scrappy demais com seus problemas pessoais e lhe dissera que só retornaria na terça-feira, conforme planejado inicialmente, quando deixara a SDS transtor­nado com a desconcertante foto naquela tarde.
Ele rumou para um HOTEL, mas primeiro parou para comprar duas garrafas de tequila... Caso uma não fosse o bastante para amenizar a dor. Uma vez que raramente bebia não tinha como saber de quanta tequila precisaria para esquecer uma história tão louca como a de Lua e fazer com que a maldita foto que parecia gravada em sua mente desaparecesse.
...
Passava das dez da noite de sexta quando Sarah parou sua Mercedes diante da CASA de Sophia. Mesmo sabendo o que tinha de fazer, temia cada minuto pela frente. Sophia não ficaria nada contente em vê-la. Especialmente depois de ter batido o telefone na sua cara quando tentara lhe ligar mais cedo. Aquilo a impedira de ligar para Melanie e receber idêntico tratamento.
E enfrentar Lua novamente estava fora de cogitação. Ela estava furiosa demais para ser racio­nal. E com bom motivo. Mas quando tornasse a vê-la, Sarah queria que fosse depois que tivesse assumido a completa responsabilidade pelos telefonemas e a foto. Pretendia contar a Arthur o que seu irmão fizera. E por que Matt fizera algo tão terrível. Forçar Sophia a ouvi-la primeiro era sua única esperança caso encontrassem Arthur depois.
Tentara ligar para ele no trabalho. Mas a mensagem na secretária eletrônica informara que a SDS ficaria fechada devido ao feriado prolongado de Quatro de Julho, só voltando a reabrir na terça-feira. Assim mesmo, Sarah fora até o centro de treinamento, esperando encontrá-lo lá, mas fora atendida por um segurança de ar descon­fiado que se identificara como Scrappy e a informara que o Sr. Aguiar saíra à tarde e só voltaria na terça-feira.
Sarah , então, dirigira de volta a Woodberry Park, Sophia sendo seu último recurso. Ela certamente saberia o número do celular de Arthur .
Ela respirou fundo e saiu do carro.
Como não foi de admirar, Sophia soltou um impropério e bateu a porta na sua cara. Determinada, Sarah persistiu, conseguindo con­vencer Sophia a deixá-la entrar. Felizmente, Micael e os gêmeos já esta­vam dormindo e, não querendo acordá-los, uma hostil Sophia , enfim, conduziu-a até a cozinha, dizendo-lhe que fosse breve.
Sarah confessou tudo: sua depressão profunda depois do divór­cio. Como quisera desesperadamente que todas elas fossem ami­gas. As pulseiras do clube que encomendara para presenteá-las e todos os preparativos que fizera para a reunião em sua casa. Como ficara arrasada quando haviam lhe dito que não iriam. O plano de Matt, que apesar de insano, só tivera o objetivo de tentar ajudá-la.
Também explicou que tentara entrar em contato com Arthur , mas que não o encontrara no centro. Quando terminara de falar, estava chorando e, tendo mudado completamente de atitude, Arthur colo­cou-se a seu lado, dando-lhe tapinhas de consolo nas costas.
— E foi por isso que vim até você — concluiu Sarah soluçante.
— Imaginei que teria o número do celular de Arthur.
— Sim, eu tenho, mas Lua me fez jurar que eu não diria nada a Arthur . Ela já decidiu que se tiver de provar a ele que não estava mentindo, não o quer de volta.
— Mas isso seria trágico — gemeu Sarah consternada. — Acha que conseguirei me perdoar se Lua e Arthur terminarem seu CASA­mento, sendo que posso impedir e não o fizer?
Ela olhou fixamente para Sophia .
— Você se perdoaria? Está disposta a deixar que uma promessa que fez a Lua quando ela estava transtornada impeça você de salvar o casamento deles?
— Colocando a situação dessa maneira, não, não quero ficar calada e deixar Arthur bancar o tolo novamente. Lua aceitou-o de volta uma vez. Eu a conheço bem o bastante para saber que não o fará de novo — declarou Sophia . — Vou pegar a agenda com o nú­mero do celular dele.
— Diga a Arthur que preciso vê-lo pessoalmente — pediu Sarah .
— Farei tudo que estiver ao meu alcance para esclarecer essa con­fusão toda.
...


*****

Anonimo: Arthur devia confiar mais na Lua ,
Resposta: Também acho, afinal... O que é um Casamento sem confiança, ahahaha' Bjks! :** Obg por comentar!

Giully: Pelo amor de Deus posta ++++++++
Resposta:  Acalma o coração, mulé... Ahushuashua... Bjks! :** Obg por comentar! 

Danny Aires : 
Ohhh nãooo o fim não :'( vou sofrer se isso acontecer. 
A Sarah vai contar a verdade, e Arthur vai ter que se desculpar com Lua. 
Tomara que role reconciliaçããooo <3 
Por favor, Viihh *O*
Resposta: Será que eles vão se acertar ? 'o' Sei não hein? Ahauhsha...  Bjks! :** Obg por comentar! ;)

Naná Góes: 
 Finamente Sarah tomou uma decisão certa!
Amando! ^-^
Resposta: Finalmente msm... Ela é uma boa pessoa, só que sofrida! :/ Bjks! :** Obg por comentar! 


11 comentários:

  1. Posta maiiiis
    Xx Beca

    ResponderExcluir
  2. WEBB LINDAA POSTA MAISS.. TO AMANDOOOO!!!

    ResponderExcluir
  3. Tô gostando dessa nova Sarah! Hahaha ^-^
    Amando <3

    ResponderExcluir
  4. Sarah decidiu, contar pra Arthur \Õ/ mas com ele meio chapado será que vai acreditar?
    Morrendoooooo :C
    Awm Viih *-* que venha uma reconciliação >.< ahhh eu apegada u.u kkkkkk bjus, de nada, eu adoroo suas Fanfic *O*

    ResponderExcluir
  5. Weeee perfeita super apegadaaaa... Postaaa maiisss!!

    ResponderExcluir
  6. Aí meu coração posta mais . Já quero o thur pedindo mil e 2 desculpas a lua ... mais ele já deve estar bêbado demais para atender o cell e voltar pra casa sozinho Xx adaline

    ResponderExcluir
  7. mirella vasconcelos23/08/2014 11:46

    A sarah tem que conseguir falar com o thur e ele pedir desculpa pra lua e falar que nunca mais vai desconfiar dela.

    ResponderExcluir
  8. ++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo