3 de ago de 2014

Criminal Scene- Capítulo 2



Fui pra minha casa e coloquei um
vestido vermelho colado e que vinha até os joelhos e que tinha um decote que realçam meus seios, coloquei um sapato vermelho com uns detalhes pratas,  passei um sombra em meus olho a e finalizei com um delineador,  rímel, lápis de olho e um batom vermelho cor de sangue, e soltei meus cabelos que antes se encontravam em um coque agora estavam soltos e com belas pontas onduladas. Passei um perfume e peguei minha arma e coloquei em minha meia que ficava abaixo do meu vestido e não daria pra ver,  peguei minha bolsa e coloquei minhas coisas dentro e olhei o relógio que marcava 20h50, abrir a porta do meu apartamento e segui pro elevador e sair indo pro estacionamento e pegando minha BMW e seguindo pra a boate. Alguns policias iam disfarçados como eu,  achei que prender ele agora ia ficar muito óbvio pois ele sabe que está sendo procurado mais como o senhor Cooper pediu quem somos nós pra discordar.
     Cheguei na boate, dei minha chave pro manobrista e segui pra porta entrei e encontre um monte de vadias andando pra um lado e pra outro seminuas, avistei Sophia e Micael sentados no bar e segui até eles. Rolei meus olhos naquela boate procura do Arthur e nada mais avistei ele em seguida na área vip e descendo as escadas, peguei a minha escuta e coloquei no ouvido e Sophia e Mica fizeram o mesmo agora seguiria as ordens de Chay.

- Fico feliz que estejam aqui-  A voz de Arthur ecoou pela boate toda- Agora se divertam nessa porra -Falou e saiu sendo seguido por duas vadias


    Já que tinha que disfarçar,  fui pra pista e dancei um pouco mais não tirei os olhos de Arthur que agora estava no bar conversando com um cara e ele parecia nervoso.

   Vi horas depois ele conversando com um  outro cara e segurando o cara pelo colarinho e o empurrando pra fora agora era hora de agir.

- Lua, segui pra saída de emergência-  Chay falou e eu obedeci e chamei uns policias que ali se encontravam disfarçados

    Fui até as portas do fundo e retirei a arma da meia e posicionei na minha mão e suspirei e abri a porta e mirei a arma em sua cabeça e falei.

- Polícia Federal do Canadá,  Arthur Aguiar você está preso mãos pra cima!- Falei e o mesmo soltou a arma e colocou a mão na cabeça e virou lentamente e encarei seu rosto onde se encontrava um sorriso malicioso.

- Grande Lua, enfim nos conhecemos-  Arthur falou e eu me aproximei dele e chutei a arma de perto dele e puxei suas mãos pra trás.

- Digo o mesmo,  Arthur você estará preso por ordem judicial, você tem direito a um advogado e se não tiver condições de pagar um advogado o governo enviaram um pra você. -Falei o virando e ficando de frente para mim

-Até que você e esperta pra uma garota-  Falou e piscou

- Tenho meus defeitos- Falei e colocaram ele no carro da Polícia. Olhei em volta pessoas curiosas olhavam-  Anda vão pra casa de vocês já basta estes aqui mexendo com coisa que não deve.

      Falei e eles continuaram peguei minha arma e levantei pra cima e soltei um tiro, e depois todos saíram. Peguei meu carro e seguir pra delegacia, cheguei nela e fui pra sala de interrogatório,  onde ele se encontrava com a mão amarrada sobre a mesa e o Micael conversava com ele. Entrei na sala e Micael me encarou e logo saiu.

- Então você é o grande Arthur Aguiar? - Falei me sentando

- O próprio desde 1989 - Falou debochado

- Eu não acredito que um gato como você mexe com isso, é muito desperdício - Falei

- Não acredito que uma deusa como você é uma detetive e um desperdício em dobro-  Falou

- Mas o motivo nem as belezas um do outro,  porque você matou James Cooper? - Falei e agora seu rosto se encontrava sério e sua respiração compensada

- Por motivos de dívidas

- Mas porque? - Falei

- Coisas que não vem a seu respeito- Se cursou na mesa colocando seu peito contra ela

 - Não vem ao meu respeito? Muitas coisas que vem de você é do meu respeito

- Ai é você que ta se preocupando não eu-  Falou e desviou o olhar

- Você é bastante temido aqui,  mulherengo, traficante, assassino , e o quer você é mais-  Falei e o encarei e ele continuava a não me olhar-  FALA ARTHUR, o que você é mais-  Falei e bati a mão na mesa

- Eu sou, uma espécie que você nunca vai conhecer

- Você é mais que isso não se comporte como um menino popular aonde muitas garotas querem você

- Mas eu sou assim Lua,  não tem como mudar

- Tem se você querer

- Virou minha mãe agora? - Falou

- Não, sou estou querendo dar conforto pra familiares que perderam seus filhos por motivos que nem você mesmo sabe explicar- Falei e ele me encarava com um certo olhar de repente Chay entra sala.

- Lua,  pagaram a fiança dele-  Olhei pro Chay incrédula e encarei Arthur aonde tinha um sorriso vitorioso

- Ok, pode tirar a algema dele Falei e polícias vieram tirar, quando ele ia sair eu o chamei-  Arthur,  só lhe deixo um aviso se você mais alguma coisa que lhe leve pra cadeia sábia que irei te caçar até no inferno irei fazer caralho a quatro mais eu irei pegar você deixo um aviso

- Então veremos quem pega quem-  Falou e deu uma piscadela pra mim e saiu dali

       Obrigado pelos comentários,  e que bom que estão gostando 

10 comentários:

  1. mirella vasconcelos03/08/2014 18:29

    Ta bom demais posta mais

    ResponderExcluir
  2. Lindos, amei posta mais

    Adriana

    ResponderExcluir
  3. "Então veremos quem pega quem" nem é convencido a pessoa. kkkk
    Posta mais

    ResponderExcluir
  4. Q Divoo!!! Posta maiiiis!!!
    Xx Beca

    ResponderExcluir
  5. Isso tá ficando muito bom!!! Posta MAIS!

    ResponderExcluir
  6. Arthur sedutor <3

    Ana

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo