17 de ago de 2014

A ladra e um segredo

Capítulo 71


Arthur prestava atenção a filha enquanto jantavam, permitia que ela jantasse junto a eles, pois não se privava da presença do seu anjnho.

Sorriu vendo que ela separava todas as ervilhas em um canto do prato. Definitivamente ela era igual a mãe que também separava todas as ervilhas.

– Arthur. – chamou Lua mais uma vez.

– Sim meu amor? – Ele voltou a atenção para ela.

– Eu te perguntei se nós vamos ao baile da duquesa Lancellote.

– Você decide Lua eu não faço muita questão. – falou ele voltando a comer.

– Eu também não sou muito fã da Giovana, mas não podemos desfazer de nenhuma pessoa da alta sociedade, eu não quero procurar inimizades.

– Creio que vc tem razão, então nós vamos.

– Eu posso ir papai? – Perguntou Solange em sua inocência de sete anos. Ambos riram da pergunta da filha.

– Claro que não pequena. – falou o pai acariciando os cabelos da menina.

– Você ainda é muito novinha para frequentar bailes meu anjo.

– Ainda bem. – falou Arthur. – E espero que ainda demore muito mais, não quero ver a minha filha rodeada pelos garotos da sociedade  Londrina. – falou Arthur irritado só de pensar em alguém sequer fitando a filha.

Lua riu do ciume  do marido, a Solange não sabia  que a esperava.

Do outro lado da cidade.
– Então enviou o convite para o duque e a duquesa Aguiar?

– Claro que sim senhorita Giovana.

– Agora retire-se. – falou com arrogância na voz.

Sorriu diabólica quando se viu sozinha, Dulce não perdia por esperar, ela lhe tomara o único homem que ela amara, e pagaria caro por isso, esperara sete anos para desempenhar a sua vingança, e ela seria doce.


Por culpa daquela imbecil permanecera solteira, pois nunca quisera outro que não Arthur Queiroga Bandeira de Aguiar  e nenhum outro 

Um comentário:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo