8 de jul de 2014

RED - Capitulo 1







Anos depois...
A justiça controla cada passo de cada ser humano neste mundo. Mas ninguém para pra pensar que essa justiça também pode ser muito injusta. Como pessoas que se dizem "Boas" podem deixar uma criança indefesa sob a guarda de um monstro como aquela mulher?
Minha mãe, Emily, ela maltratava o meu irmão bem debaixo do meu nariz e eu nunca desconfiei. Ela nunca fez isso comigo mas, ele é o filho bastardo. Fruto de uma traição do meu pai que é um homem bom o suficiente para fazer a escolha certa entre traze-lo para casa e cuidar dele ou deixa-lo morrer de fome da rua... as vezes acho que o Victor seria mais feliz na rua do que apanhando todos os dias.
Quando fiquei maior de idade minha mãe fez questão de me tirar logo de casa para que não precisasse mais bater nele as escondidas... e eu nunca desconfiei. Só uma vez quando voltei do trabalho mais cedo no dia do aniversário dele trazendo um bolo e um presente, eu vi ela ameaçando uma criança de 7 anos, 7 anos.
A partir daquele dia não importavam as desculpas, aquela não era a minha mãe. Então eu parei de falar dela, com ela ou qualquer coisa do gênero e estou tentando conseguir a guarda do meu irmão.
Depois de sair (de novo) do tribunal sem nada, fui dar uma passada na praia pra esclarecer as ideias.
Quando eu cheguei me direcionei ao quiosque da minha amiga Mel, nós nos conhecemos na faculdade já que lá eu não era "O garoto acusado de estupro". Quando cheguei lá vi que em uma das mesas havia uma mulher loira que parecia estar dormindo com a cabeça pra cima da mesa. Com cuidado fui até lá para não assusta-la.
-Oi -balancei um pouco seu braço e ela levantou a cabeça assustada com os cachos loiros indo para o seu rosto -Desculpa, é que você tava dormindo aqui. Está bêbada? quer que eu ligue pra alguém? -Perguntei.
Então ela passou a mão do cabelo tirando os cachos que estavam cobrindo minha visão do seu rosto... era, a Lua?
-Lua? -perguntei assustado com o fato da "Patricinha do colégio" (como todos a chamavam desde o ensino fundamental) estar dormindo na mesa de um quiosque de praia.
-Arthur? Ah só me faltava essa agora. -Ela respondeu irritada esfregando a mão nos olhos com força.
-Bom te ver também loirinha. Oque você ta fazendo aqui?
-E te interessa?
-Bom, o quiosque é da minha melhor amiga e você estava dormindo em uma das mesas então... sim, me interessa. -Falei sendo obvil e ela rolou os olhos.
-Eu estou gravida -Ok, aquilo me pegou de surpresa. Não que eu não estivesse esperando isso, na verdade eu esperava isso desde o ensino médio mas ok.
-E isso não explicou o porque de você estar dormindo aqui. -Falei.
-Acontece que a gravidez não era planejada e o meu namorado surtou quando soube... ele me bateu, e quando eu voltei pra casa tive que contar pros meus pais e eles surtaram. Me colocaram pra fora de casa sem dinheiro,sem comida e só com a roupa do corpo. -Ela desabafou aos poucos, acho que tinha processado que só tinha eu ali e ela precisava colocar pra fora.
-E você veio pra cá? Não podia ir pra casa de uma amiga? -Perguntei
-Elas me abandonaram... Eu só tinha essa praia. -Mordi a minha língua mas eu precisava fazer o que iria fazer agora.
-Vem, eu te levo pra minha casa.


XOXO
Maddie

7 comentários:

  1. posta mais faz maratona dessa web

    ResponderExcluir
  2. e faz maratona dessa fic
    super amei ela

    ResponderExcluir
  3. Adoreiii o 1cap Maddie❤️😍
    Continuaaaa, sua Diva de webs Perfect 👑💙😘

    ResponderExcluir
  4. Posta maiiiis!
    Amei o primeiro capitulo e estou anciosa para o segundo *-*
    Xx Beca

    ResponderExcluir
  5. Já pode postar mais hotgirl !!
    Ameeeeeeeeeeeeeii !! <3 '
    Ficou perfect !! *-----* '

    ResponderExcluir
  6. Como voce acaba o capitulo assim????????
    Posta mais mulher, AMEEEI!!

    ResponderExcluir
  7. Dylan divando ali em cima *--*

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo