28 de jul de 2014

Minha irmã adotiva




Micael: A Sophia ta delirando(revirou os olhos) Nem terminamos o ano letivo.

Chay: É meu chapa, acho que vc já deveria ir escolhendo as flores das quais vão enfeitar a igreja.(gargalhou alto)

Micael: Porque que mulher gosta de complicar, néh?!(molhou os lábios com a língua) Estava tudo tão perfeito, e ela me vem com essa história.(bufou)

Arthur: Mas a Sophia não ia decidir do nada isso.(disse enquanto caminhava até seu guarda-roupa apenas envolvido pela toalha) O que vc fez, hein?!(arqueou uma das sobrancelhas)

Micael: É que ..é que a Aline, sabe?! A prima dela? Eu andei conversando com ela, pra ela me auxiliar em fazer uma surpresinha pra Sophiae ela disparou a achar que eu estava traindo ela com a Aline.(revirou os olhos) E decidiu que devemos casar.

Arthur: Difícil situação , meu caro.(deu de ombros se sentando sobre sua cama apenas de cueca boxer)

Chay: Eu escolheria as orquídeas, elas  são sempre as mais discretas.(persistiu em alfinetá-lo)

Micael: Que?(franziu o cenho)

Chay: As flores pra igreja.(gargalhou alto novamente)

Micael: HÁ-HÁ-HÁ Como vc é engraçado.(usou de seu lado irônico) Na onde vc aprender isso? Em mais um livro seu de auto ajuda?(o alfinetou por fim)

Chay: Bom, devo admitir que “100 maneiras de conquistar uma mulher” tinha algumas dicas de flores no casamento, mas quem me disse sobre as orquídeas foi a própria Sophia.(concluiu satisfeito)

Micael: “Foi a própria Sophia”( o remedou em forma de deboche)

Arthur: Se bem que a Barbie não tomaria essa atitude assim do nada.(insistiu) Micael tem algo de errado nessa história.

Micael: Claro que tem.(levantou as duas mãos aos céus) Eu casando, isso que está de errado na história.(revirou os olhos)

---:Oi(disse a loira, colocando apenas a cabeça dentro do quarto)

Chay: Já ouviu em bater na porta antes de entrar?!(indagou)

Arthur: Já pensou em respeitar a mãe do meu filho?(indagou serio)

Chay: Opa! Já pensou se eu estivesse como vim ao mundo nesse momento? Acho que não seria muito legal pra Lua néh?!

Lua: Meninos não precisam discutir por conta disso.(revirou os olhos)

Micael: Aconteceu alguma coisa Lua?(indagou preocupado)

Lua: Não.(mordeu seus lábios inferiores) Eu queria conversar com o Arthur em particular, meninos.

Micael: To precisando conversar com a Sophia mesmo.(se levantou em um pulo)

Chay: Eu não precisando conversar com a Mel não, mas eu vou junto.(concluiu saindo do quarto)

Arthur: Ta tudo bem?(indagou)

Lua: Ér..ér.. coloca uma roupa por favor.(pediu mordendo seus lábios inferiores, enquanto analisava o físico, do qual suas mãos já o tinha percorrido)

Arthur: Ta te incomodando?(indagou se levantando com um sorriso torto nos lábios)

Maldito sorriso torto! Resmungou Lua, enquanto observava o moreno vestido uma bermuda. Droga!Mil vezes droga! Não queria vê-lo vestido.

Lua: Talvez.(se limitou a dizer)

Arthur: O que devo a honra de sua ilustre visita?(indagou calmamente)

Lua: Por que vai financiar o tratamento de Pedro?(se sentou ao lado no pé da cama do mesmo)

Arthur: Quem te disse isso?(arqueou uma das sobrancelhas)

Lua: Não vem ao caso.

Arthur: Pra vim vem(se sentou em sua cama)

Lua: Isso é verdade ou não?(ignorou o comentário do mesmo)

Arthur: É verdade.(revirou os olhos) Quem te contou?(persistiu)

Lua:  Por que estava escondendo isso de mim?(arqueou uma das sobrancelhas)

Arthur: Não estava escondendo.(fez careta)

Lua: Então por que não me contou?(indagou com um sorriso vitorioso nos lábios)Tem mais alguma coisa ai , néh?(cruzou os braços)

Arthur: Não tem nada demais nisso.(se limitou a dizer)

Lua: Aaah Arthur, todo mundo sabe que vc odeia o Pedro, e do nada, vc simplesmente resolve financiar o tratamento milionário dele.(bufou) Não me velha com essa.

Arthur: Por isso que eu não queria te contar.(inspirou e expirou lentamente) Vc seria mais uma que acusaria que eu fiz isso por interesse.

Lua: E não foi?(arqueou uma das sobrancelhas)

Arthur: Claro que não Lua.(molhou seus lábios com a língua) Eu me importo com a vida das pessoas, e por mais que eu tive diferenças enormes com o Pedro, não lhe desejo o pior.

Lua: Não era isso que vc dizia a um ano atrás.(justificou)

Arthur: A um ano atrás eu não era pai, eu não tinha sofrido por amor, eu não tinha preocupações.(contraiu seu maxilar, nervoso)

Lua: É difícil acreditar nessa sua história.(admitiu)

Arthur: É só não acreditar(deu de ombros) Eu esperava isso de vc mesmo.

Lua: (mordeu seus lábios inferiores) Não quero discutir com vc.(fez bico)

Arthur: Foi vc que procurou(se limitou a dizer)

Lua: Ta bom(revirou os olhos com um sorriso orgulhoso nos lábios) Eu acredito em vc, e to super orgulhosa de vc.(Se aproximou do mesmo)

O aroma irresistível do moreno adentrou as narinas de Lua quando a mesma se inclinou para abraçá-lo. Como queria beijá-lo, queria te-lo para si.Opa! Mas a loira podia beijá-lo e acariciá-lo quando quisesse.Após o assunto “casamento” ter se instalado na mente da ruiva nos últimos meses, a mesma havia esquecido que antes de qualquer coisa eles eram namorados. Eternos namorados diria.

Lua: Chris, quero diz..(foi interrompida pelo alarmante toque de celular de Christopher que disparava em cima da cama)

Carla chamando...

Lua: Por que essa “Lombriga Dançante” ainda te liga?(indagou nervosa)

8 comentários:

  1. Lombriga dançante kkkkkkk
    Maaiiss :))
    Alice

    ResponderExcluir
  2. Kkkk, posta maiiiis, to curiosaaa!!
    Xx Beca

    ResponderExcluir
  3. posta mais Adriana,kk lombriga dançante

    ResponderExcluir
  4. ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  5. quero maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais

    ResponderExcluir
  6. mirella vasconcelos29/07/2014 17:52

    Posta +++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  7. OMG *O*
    Pq essa Carla tinha que ligar -.-

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo