30 de jul de 2014

A NAMORADA DO PAPAI - 1

Boa Leitura!


     

                                                Papai e seu olhar sedutor.


   Marie:

        Hoje é o dia em que eu e o papai iremos procurar uma confeitaria que possa fazer os doces e bolos do meu aniversário de 8 anos. Estou muito feliz e ansiosa, a cada dia se aproxima mais o dia em que eu serei independente.

- Vamos querida ! -  Meu pai falou cruzando os braços e encostando-se no batente da porta do meu quarto. 
-  Sim, só um minuto! -  Eu falei me levantando da mesinha do computador e indo em direção ao banheiro, me olho no espelho e passo um batom incolor que está em cima da minha enorme pia de mármore. Coloco o baton dentro da minha bolsinha de maquiagem e ajeito os meus cabelos negros e lisos. 
- Marie! -  Meu pai me chamou mais uma vez e eu revirei os olhos, Não aprende a esperar... Faço um biquinho e sorrio para o espelho saindo do banheiro logo após. Meu pai ainda estava na mesma posição eu peguei a minha bolsinha em cima da cama e sai do meu quarto seguida pelo meu pai.
- Alguém já te falou que você é muito apressadinho? -  Eu perguntei e pude ouvir seu riso, ele afagou meus cabelos e eu bufei. - Paaaai, eu acabei de arruma-los! -  O repreendi e ele tirou a mão das minhas madeixas .
- Anda muito vaidosa, já tem algum gavião de olho em você ? - Ele perguntou já ao meu lado, eu apenas neguei a cabeça e abri a porta de casa, e o esperando do lado de fora .
        Eu neguei com a cabeça sorrindo.
- Todos os garotos que eu conheço, tem medo de mim! -  Falei enquanto ele trancava a porta, ele sorriu e veio em minha direção agarrando a minha pequena mão. 
-  Eu acho isso muito bom, continue assim! -  Falou e eu rolei os olhos e remexi a cabeça em negação.
        Andamos até o carro que já estava estacionado em frente de casa, meu pai abriu a porta pra mim e eu entrei logo colocando o cinto de segurança, nesse meio tempo meu pai também entrou no carro e fez o mesmo que eu. E depois deu partida no carro em rumo a primeira confeitaria que ele achou que eu gostaria .
        Depois de quase vinte minutos nos chegamos a bendita confeitaria, pelo lado de fora já a julguei mal. Toda rosa? Odeio rosa... Eu olhei pro meu pai que soltava o cinto de segurança, quanto o meu quanto o dele.  Meu pai saiu do carro primeiro e depois veio abrir a porta para mim. 
- Tente melhorar essa carinha! -  Ele falou e eu forcei um sorriso assim que nos aproximamos da loja. Assim que abrimos a porta um sininho tocou e todos os atendentes voltaram suas atenções para nós dois, logo uma moça morena com os olhos bem puxadinhos veio nos atender .
- Olá, bem vindos ao : Jonne's Confectionery - Ela falou olhando para o meu pai que sorriu sem mostrar os dentes . -  Posso ajudar em alguma coisa ? -  Ela olhou o meu pai de cima abaixo e mordeu os lábios. Nossa, como ela é vulgar! 
- Sim, eu quero ver uns bolos e cupcakes para minha festa! -  Eu falei, mais ela mal me olhou... Estava encantada demais pela beleza do meu amado pai. Cruzei os braços e comecei a bater o pé no chão impaciente.  -  VAMOS EMBORA PAPAI, O ATENDIMENTO DESSE LUGAR É PÉSSIMO!  - Eu falei séria e recebi o olhar desaprovador do meu pai para cima de mim, mesmo assim não me importei, puxei a sua mão em direção a saída .
 - Não precisava fazer esse seu show!  -  Ele falou e eu revirei os olhos soltando a sua mão e entrando no carro que estava estacionado em frente a loja.
        Fomos em busca da próxima lojinha de doces que não ficava muito longe dali, como o meu pai havia dito. Ele parou o carro em frente a loja, ela é completamente diferente da outra, ao invés de rosa é marrom e branco, é uma loja linda, pode-se vê-la pelo lado de fora já que a sua parede era de vidro, seu interior era completamente lindo, com porta-cupcakes espalhados por todo o espaço, tem também bolos de todos os tipo, de todas as cores... Enfim... É linda! 
        Eu e o meu pai adentramos a loja de mãos dadas e como tinham algumas pessoas na loja, nenhum atendente veio até nós dois, então eu e ele fomos até a bancada onde tinha uma mulher atrás que colocava alguns cupcakes coloridos dentro vitrine. 
 - Olá, bem vindos ao: Candy Shop!  - Ela falou sorrindo meigamente.  - Posso ajudar ?  -  Ela perguntou e deixou a bandeja cheia de cupcake de lado e logo após olhou para mim e em seguida para o meu pai, e então voltou a olhar para mim um pouco vermelha, eu sorri e comecei a falar.
 - Oi, meu nome é Marie. Eu vou fazer 8 anos e quero que vocês façam alguns doces para a minha festa, sem contar com o bolo!  - Falei e a moça morena de cabelos lisos olhou para o meu pai assustada. Talvez por que ser uma menina de 7 anos e ser tão... Esperta ?! . Ela fechou os olhos e balançou a cabeça como se estivesse espantando um pensamento não muito bom. 
 - É...  -  Ela buscou alguma palavra, mais não achou. Então ela limpou a garganta e me olhou. -  Claro... Quer dar uma olhada em alguns doces ?  -  Ela me perguntou e eu assenti. Ela sorriu e pegou a bandeja de cupcakes voltando a colocar alguns na vitrine. -  Temos de todos os tipos, qual cor você prefere ?  -  Ela perguntou e eu nem pensei antes de falar .
 - Preto!  -  Eu sorri e olhei pro meu pai que revirou os olhos.
 - Okay!  -  Ela voltou a deixar a bandeja de lado e saiu de trás do balcão. Ela usava uma calça jeans bem colada no corpo, uma camiseta preta com o nome da loja escrita no peito e um all star assim como o meu... Preto!  -  Gostei do All Star!  -  Ela falou e eu sorri.
 -  Eu também gostei do seu!  -  Ela sorriu .
 -  Venham!  -  Ela se virou e foi em direção a alguns porta-cupcakes .  -  Pra começar, vamos ver se você gosta de algum desses!  -  Ela falou e pegou alguns cupcakes colocando-os em cima de uma mesinha que estava próxima.  -  Sentem-se  - ela pediu e assim eu e o meu pai fizemos. Ela com certeza é uma boa profissional!  - Esses são alguns modelos novos, e temos em todos os sabores!  - Falou apontando para três cupcakes que já estavam a minha frente . 
        O primeiro é todo preto, sendo que nele tem uma caveira na cor branca... É muito maneiro! . O segundo também é preto mais a cobertura é branca. Suponho que seja chantilly! e tem um gato preto também comestível em cima. O terceiro, é uma aranha simplesmente muito maneira, suas patas saem para fora da forminha vermelha do doce os olhos da aranha são vermelhos e ele é repleto de granulado de chocolate. 
        Os três são perfeitos mais sem dúvidas eu vou escolher o terceiro.
 - O terceiro, o terceiro  - Me empolguei ao falar, a atendente sorriu e eu olhei para o meu pai que a olhava, e então olhou para mim sorrindo.
 -  Tem certeza ?  -  Ele perguntou e assenti.
 - Bom, então... Experimentem !  -  Ela falou, enquanto pegava dois pratinhos que estavam perto de um porta-cupcake e depois se virando para gente e o colocando em cima da mesa. Ela colocou o que eu escolhi dentro de um pratinho e pegou outro doce para o meu pai. Nos comemos em silêncio. É uma delicia, chocolate... Como eu adoro chocolate! 
      Olhei para o meu pai que comia tranquilamente, eu limpei a minha boca e falei.
 - É uma delícia sem dúvidas vou ficar com ele!  -  Comuniquei e ela assentiu sorrindo sem mostrar os dentes .
 - Você só vai querer um modelo de cupcake?  -  Ela falou tirando um bloquinho de dentro do bolso da calça. Eu assenti, não quero que a minha festa vire um circo !  -  E quantos destes vocês iram deixar encomendados ?  -  Eu dei de ombros e olhei pro meu pai que mexia no celular, revirei os olhos e tentei imaginar quantas pessoas iriam a minha festa... Talvez 500? Não... É muito... 100?! Acho que 100 estaria bom! 
 -  100, não é papai?!  -  Eu chamei a sua atenção e ele colocou o celular em cima da mesa assentindo. 
 - Tudo bem...  - Ela anotou.  -  Quanto ao bolo, vocês podem dar uma olhada por toda a loja !  -  Ela falou, olhando em volta e eu balancei a cabeça positivamente. Me levantei e fui dar uma volta pela loja seguida da moça e do meu pai. Todos eram lindos, mais eu quero algo muito maneiro, e não coisinhas fofas ! 
 - Nenhum desses me agradou!  -  Falei e ela mordeu o lábio em sinal de nervosismo.  - 
 - Tem certeza filha, tem tantos bolos aqui!  -  Meu pai falou e eu assenti com total certeza.
 - Bom... Eu posso fazer um bolo exclusivo para você !  -  Ela falou empolgada. Ela é bastante agradável! 
 - Olha... É você quem faz ?  -  Meu pai me pareceu interessado em saber. Ela apenas assentiu sem graça.  -  
 - Tudo bem, mais primeiro eu tenho que ver o projeto, não quero ser pega de surpresa, preciso saber como ele vai ser!  -  Eu falei um pouco impaciente, afinal meu pai não é do tipo que se interessa por uma mulher... Ele só pode se interessar por mim! 
 - Hm, tudo bem!  -  Ela sorriu amigável e anotou algo no bloquinho.  -  Vocês podem ir tratar do preço ali no caixa !  -  Ela apontou para o balcão onde tinha uma moça baixinha e gorda atrás .  -  Com licença!  -  Ela arrancou a folha do bloquinho e entregou para o meu pai.
 - Obrigado!  -  Meu pai falou olhando para ela que assentiu e saiu um pouco envergonhada .
 -  Isso é sério ?  -  perguntei indo em direção ao caixa, senti meu pai andar atras de mim.
 -  Isso o que ?  -  Ele perguntou e eu parei na fila do único caixa da loja.
 - Você estar interessado pela atendente/confeiteira.  - dei ênfase ao ' atendente/confeiteira ' .
 - Não vou discutir com você no meio da loja!  -  Ele falou parando ao meu lado na fila da loja, e me pareceu procurar por alguma coisa . Que no caso, é ... A Atendente ! . Quando eu estava começando a gostar dela meu pai da uma de homem querendo uma namorada e fica encarando a pobre com o seu ' olhar sedutor ' .

        Meu pai resolveu os preços no caixa e deu metade do dinheiro a vista, eu estava a procura da atendente que meu pai estava de olho e a encontrei atendendo um casal de namorados ou noivos, sei lá... Ela viu que eu a olhava e sorriu acenando. Para eu não parecer mal educada acenei de volta dando um meio sorriso falso.
                                                        ATÉ NUNCA MAIS, BARANGA! 

10 comentários:

  1. Posta ++++++++
    Ameeii *-*
    Nossa, até me assustei com ela, que menina mais brava .!..!

    ResponderExcluir
  2. Amei posta mais P.S q meninha mais ciumenta

    ResponderExcluir
  3. Amei, Nossa menina mais ciumenta mais tb com o pai que tem ate eu

    ResponderExcluir
  4. essa Marie é danadinha e bastante ciumenta

    ResponderExcluir
  5. ela parece a própria mãe ou sogra do pai dela kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    tadinho do Arthur kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ana

    ResponderExcluir
  6. a filha do Arthur vai dar muito trabalho pra ele kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Nossa amei tipo muito , a filha do thur vai dar muito trabalho a eles kkkkkkkk
    Xx adaline

    ResponderExcluir
  8. mirella vasconcelos02/08/2014 18:33

    Amei a filha do thur é muito ciumenta

    ResponderExcluir
  9. Posta maiiis
    Xx Beca

    ResponderExcluir
  10. A Marie é " Exquentadinhaaaa " kkkkk gostei da Fic

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo