28 de jul de 2014

72°The Hunger Games - Time of Terror



Espero que gostem!

Capítulo 4


-Quer saber?Você é ridículo - Lua fala e arruma sua adaga nos bolsos
-Já sabia,você já me disse isso algumas vezes,arranja um novo apelido - Ele fala sarcastico e passa por ela andando em frente em direção ao final do beco,Lua o segue colocando a mochila sobre os ombros


-Vamos procurar água antes de...de procurá-los - Ele fala em tom mais calmo e ela assente eles andam a espreita pelas ruas,Arthur com o arco montado e Lua com uma adaga em posição e a outra em local fácil para pegar caso necessário 


-Você não acha que vai ter um riozinho por ai dando sopa para nós né? - Lua quebra o silêncio que se instalou desde que sairam do "acampamento" e desde que discutiram
-Claro que não né Lua - Arthur falou e Lua deu de ombros

 -Provavelmente dentro de uma dessas casas,deve ter alguma torneira saindo água nós só temos que procurar -Ele fala e empurra a porta de uma casa com cuidado
-Ah claro porque com o pouquinho de casa que tem aqui,a gente termina rapidinho - Lua fala em um tom de cinismo parando ao lado de Arthur na entrada da porta ele vira o rosto e encara os profundos olhos castanhos e desvia o olhar em seguida 

-Cala a boca Lua -Ele fala e entra na casa
-Só para isso que eu sirvo? Calar a boca?
-Não para me atasanar também - Arthur fala em voz baixa 

-Pra me atasanar também -Lua imita engrossando a voz também em voz baixa
-Você é tão infantil Lua-Ele fala com o arco em posição 
-Infantil - Lua murmura dando de ombros -Mais algum elogio? - Ela pergunta com desdém 
-Não,to guardando para mais tarde -Ele fala e dá uma piscadela para ela que revira os olhos 
-Se estivermos vivos? - Ela fala analisando a casa onde estão 
-É isso ai-Ele fala continua andando pela casa -Acho que a cozinha é por ali-Ele aponta com a cabeça

                ...
-Fala sério,até que tivemos sorte - Arthur fala segurando o riso enquanto andavam em um lugar onde eles desviavam de carros abandonados onde haviam muitos prédios em volta
-É claro,depois de quatro casas encontramos água limpa,ainda bem que conseguimos encher as garrafas -Lua se interrompe com uma careta


-Antes de virar sangue - Arthur fala e faz uma careta - Aquilo foi nojento - Ele fala e Lua concorda com a cabeça -Mas sua cara foi melhor! - Arthur fala e sorri respirando fundo
-E você começou a rir-Ela fala e revira os olhos girando a adaga na mão 
-Shii - Arthur sussura e empurra Lua para trás de um prédio 
-O que foi?-Ela sussura e ele aponta com a cabeça para o acampamento a frente,os carreiristas sentados no chão,comendo e conversando 
- 7 -Lua sussura - Nosso número e distraidos - Ela fala e olha confiante para Arthur que assente 
-Vai para o outro lado -Ele sussura arrumando o arco em posição -Ataca ao meu sinal -Ele murmura
-E qual vai ser o sinal -Ela murmura pegando a outra adaga 
-Você vai ouvir -Ele sussura e dá uma piscadela para Lua que vai se afastando em silêncio com agilidade,Lua está entre dois prédios aos pedaços está agachada com as duas adagas em mãos ela olha para os carreiritas sorrindo e brincando uns com os outros como se não tivessem que matar uns aos outros....
BUM!O canhão soa e Lua entende que aquele é seu sinal



Oi oi!
Como estão?
Voltamos com ação! (Tiro,porrada e bombaaa (8! Okay parei)
Espero que estejam gostando,Comentem!
Mais tarde tem mais!
Beijocas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo