29 de jun de 2014

Friendship Evidence





                                                                 "Novo lar parte um"


Capitulo 8


Pov Lua:

Fomos todo o caminho sem trocar nem uma palavra sequer.
Depois de uns trinta minutos da rodoviária, chegamos por uma grande estrada de condomínios ricos, o carro do metidinho continuou seguindo até que chegamos a um enorme portão que pelo o que parecia era a entrando de um enorme condomínio rico.
Na entrada havia cerca de quatro seguranças, eles mal olharam o carro e já permitiram a nossa entrada.
Mas meu queixo caiu mesmo foi quando meus olhos focaram nas casas daquele condomínio.
No meu vocabulário português só existia três palavras para definir aquelas casas.
Lindas, enormes e extremamente luxuosas.
Eu estava tão mas preocupada em babar naquelas mansões luxuosas, que nem percebi quando o carro parou.
O Arthur abaixou o vidro apontando para uma casa enorme e a porta da garagem abriu.
Não consegui ver muito da casa porque a janela do meu assento estava fechado e como se não bastasse o vidro do carro dele era fumê.
Mas pelo o que se percebia a casa era uma das maiores e mas luxuosas da rua pelo menos pelo lado de fora.
Ele subiu a janela dele de volta e deu regra, virando e entrando na enorme garagem.
Ele saiu do carro abrindo o porta malas e tirando a minha pequena mala.
Dei de ombros achando melhor sair para não ter, mas problemas como o de hoje na rodoviária.
Destravei a porta traseira saindo do carro.
Logo meus olhos arregalaram ao ver a minha volta cerca de uns dez carros top de linha na garagem daquela mansão.
Desencantei dos carros e estiquei meu braço para pegar a mala, mas o Arthur foi mas rápido que eu pegando a minha mala e saiu andando.
-Me siga!- ele disse mandão.
Respirei fundo e o segui por uma porta e o segui emburrada.
A porta dava acesso a uma enorme e tecnológica cozinha, que estava vazia.
Da cozinha passamos pela sala de jantar e logo chegamos na sala de estar.
Ele colocou minha mala ao lado do sofá, e foi em direção a de uma porta oposta da que chegamos.
Ou seja aquele mal educado de uma figa me deixou aqui sozinha e se mandou.
Olhei de um lado para o outro dei de ombros e sentei no enorme sofá de coro branco.
Comecei a avaliar a sala.
E cara o povo dessa casa com certeza tinha bom gosto, aquilo tudo era puro luxo.
Não que eu entendesse muito do que era fino, do que não era, mas tudo naquela casa exalava luxo muito luxo.
Alguns minutos depois o Arthur voltou para sala acompanhado de uma senhora e uma garota loira que estavam devidamente uniformizadas com um conjunto de blazer e saia.
-Lua essas são a  dona Teré que é governanta da casa. –Ele disse apontando para a senhora que me lançou um sorriso carinhoso.- E essa é a Anita que é afilhada da Teré e fica aqui ajudando-a a manter a casa em ordem.
Essa ultima nem me cumprimentou só me lançou um sorriso com desprezo.
-Prazer.-  eu disse sorrindo para as duas.
-Seja bem vinda a casa menina.- disse Teré me pegando minhas mão dando um aperto carinhoso.
Sorri em agradecimento.
-Anita você não vai dar as boas vindas para a nossa nova moradora da casa?- perguntou dona Teré
-Err.. oi!- ela disse sem olhar para a minha cara.
Bich idiota!
-Bom as meninas vão tratar de te deixar devidamente estalada, Teré qualquer coisa eu vou estar no meu quarto.- ele disse e subiu as escadas correndo.
-Vamos Lua que eu vou te levar para o seu novo quarto.- disse Teré sorrindo indo na mesma direção que o idiota do Arthur passou.
 
Continua...    

Gostaram?
Comentem que eu 
amo e posto logo.
Bjsssss
 

3 comentários:

  1. Entao pode postar pq eu to amando ♥♥♥

    Ass: Patricia ♥

    ResponderExcluir
  2. mirella vasconcelos29/06/2014 17:53

    Posta+++++++++++

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo