3 de jun de 2014

30° Capitulo: Unidos por uma criança // ESPECIAL...


Oooi amores, quanto tempo não? rs'

Ainda estou sem o computador, deu o maior problema e agora a minha mãe quer trocar porque ainda tá na garantia e blá, blá, blá... Mais enfim, ainda não estou com o meu computador estou postando pelo computador da minha amiga... Desculpem-me se eu demorei a postar! Beijinhos! : **


– Liga pa ele mamãe! - Elena pediu e eu assenti,caminhei até telefone fixo e procurei o número do Bê na agenda, disquei e em 3 toques a mãe dele atendeu.

– Alô? - A mãe do Bernardo atendeu.

– Carol, sou eu Lua ! - Falei e Elena olhou para mim com um sorriso de orelha a orelha .

– Oi Lu, tudo bem? - Ela perguntou com um tom de voz agora mais atento .

– Tudo bem... - Respondi. - E com vocês ? - Perguntei sobre a família .

– Estamos todos ótimos ! - Sorriu e falou. - Acabamos de voltar de uma viagem ! - Falou... Então foi por isso que o Bernardo nem deu as caras no hospital. - E a Leninha ? - Imagino que ela não sabe que a minha baby está com a perninha quebrada.

– Aah, a Elena caiu da escada e quebrou a perna, mais já está melhor ... - Soltei o ar, não conseguia ao menos pensar nisso... Ela caiu por minha culpa !

– Nossa, Lua... Eu não acredito! - Pude ouvir o tom de voz dela, estava incrédula.

– Mais agora está tudo bem, graças a Deus! - Falei. - Mais eu liguei pra Lena falar com o Bê...

– aah, claro... Quando ele saber disso... Quero só ver ! - Sorriu e eu a acompanhei, ele era super preocupado com a minha pequena e isso me fazia gostar dele, eu vejo nos olhos dele que ele realmente gosta dela.- Vou chamar ele, só um minuto! - Falou

– Tá bom... Brigado! - Ouvi alguns passos e uma voz bem ao fundo e depois os passos vieram se aproximando. - Oi tia Lu! - A voz do Bê ecoou e eu sorri.

– Oi meu amor! - Falei.- Pera, que a tia vai passar pra Leninha ! - Falei e caminhei até onde Elena estava com um sorriso enorme no rosto, assim que eu me aproximei ela estendeu os braços para pegar o telefone o mais rápido possível. Deixei ela na sala conversando com ele e tratei de ir tomar um ar lá fora ... A conversa deles seria ... Longa... Tratei de pensar em o que eu faria quando o Arthur chegasse, depois de tudo o que aconteceu... O que eu vou fazer, não posso ficar com medo, eu tenho que ser corajosa e enfrentar todos os meus medos e um dos piores é o meu medo pelo Arthur... Não por ele ser má pessoa, mais por ele me magoar, mais ... Se é que ainda é possível.

Sento em um banquinho que tem na varanda da minha casa e olho toda a extensão, o dia está tão lindo hoje, o céu azul com nuvens branquinhas... Dias assim me passam paz, alegria, como se nada de ruim possa acontecer. - Respiro fundo e solto o ar fechando os olhos e jogo a cabeça para trás fazendo assim ela se encostar na parede próxima ao banco, permaneço lá até ouvir a voz da Elena chamando pelo meu nome. Volto para sala e ela está do mesmo jeito, só que sem o telefone na mão .

– Mamãe o Bê vai vim pa ca! - Falou e eu arregalei os olhos o Arthur, não gostava dele ! Droga, o Arthur está vindo pra cá... Ferrou!

– Minha filha o seu pai vai vim pra cá! - Falei e depois de alguns segundos ela teve a mesma reação que eu, ela com certeza sabia que o pai dela não ia com a cara do Bê.

– Mamãe, agola eu não possu fazer nada ! - Ela fez bico e cruzou os braços.

– É, você faz as besteiras e eu é quem tenho que ouvir !- Falei cruzando os braços também, ela revirou os olhos e bufou.

– O papai num vai fala nada naum ! - Falou.

– Você não conhece ele! - Falei e ela bufou novamente, Foi ai que eu ouvi um carro estacionar, Droga é o Arthur! -

– É ele mamãe ! - Quase gritou.

– Eu sei! - Falei e mordi os lábios, Droga... Era só o que me faltava ! Relaxa, vai dar tudo certo... Não tem com que se preocupar, Lua... Ele não vai falar nada... Relaxa ! - Eu tentava me convencer de que ele não iria falar nada e que ele não iria armar um escândalo por que sua menininha iria receber o namoradinho em casa hoje... O que mais me preocupa é o que o Arthur vai aprontar pra cima do Bernardo, ele é tão fofo, que chega dar pena... Mais se o Arthur aprontar alguma coisa, ele vai ouvir !
Sai do meu pequeno transe com as batidas na porta que Arthur deu, e meu coração se acelerou, olhei para Elena e ela deu de ombros como se não estivesse nem aí que o pai dela tinha chegado, mais no fundo eu sabia muito bem que ela está nervosa, tanto quanto eu.
Fui atender a porta rezando que Arthur, não estivesse com o seu péssimo humor diário, como pode a pessoa ser tão linda e ter o humor tão instável como o de Arthur... Ôh, homem complicado !
Abri a porta e lá estava ele, com uma regata masculina azul celeste... Como deixa os músculos dele amostra ... - Mordo os lábios e continuo encarando seu abdômen bem definido... Só aí caio em si, mais que droga é essa Lua? – Balanço a cabeça em negação para tentar tirar todos os meus pensamentos impróprios, mais é em vão ... – A bermuda jeans escura, que batia nos joelhos e uma havaiana... Até simples ele consegue me fazer suspirar! – Suspiro e dou um meio sorriso, quando olho em seus olhos ele também está sorrindo e eu deixo ele passar, mal posso cumprimentar ele, já que a Elena grita pra ele ir logo pra perto dela.

Fecho a porta e caminho para o sofá onde eles estão sentados Arthur a esquerda, Elena ao lado dele e eu me sento a direita de Elena, ela pega a minha mão e segura firme como se me pedisse pra falar com ele sobre o Bernardo.

Limpo a garganta e solto a mão de Elena para ajeitar meu cabelo.
– É ... Sabe quem vai vim te visitar hoje, Elena ? – Perguntei como se ela não soubesse de nada... Como ela não é nada boba, logo sacou a minha jogada.
– Quem mamãe ? – Perguntou virando o rosto pra mim, e depois Arthur fez o mesmo.
– O Bê ! – Falei e meu coração disparou, será que o Arthur lembra quem é esse tal de " Bê " ?
– Aaaaaai, mamãe eu num acledito ! – Falou Elena batendo palminhas e eu sorri, ela seria uma boa atriz !. Arrisquei olhar para Arthur e como eu previ ele estava com a cara azeda que eu tanto odiava.
– E posso saber o que ele vem fazer aqui ? – Perguntou ele com um tom de voz sério e grave, tremi... Isso é tão sexy!
– Eli vem mi ve papai! – Falou Elena para o pai dela que a encarava, ela sorriu e deu de ombros eu apenas a segui, virei a cara e encarei a tevê .
– Eu não quero você com esse moleque Elena! – Falou ele, e ela o encarou, eu mordi o lábio e me afastei um pouco dos dois, ela não é respondona e ele é insistente, essa briga só está começando !
– Eli naum é um moleque papai, ele é meu namolado !– Falou e virou a cara, Arthur negou com a cabeça e olhou pra mim.
– Você educou essa menina muito mal! – Franzi o cenho e não pude deixar de responder ele.
– E onde é que você estava para me ajudar a educa-la melhor? Onde você estava ? – Perguntei, senti um nó se formar na minha garganta, ele nem viu ela falar as primeiras palavras, não foi ele quem teve que aprender na marra que a vida não é apenas diversão, agora ELE, justo ELE, vem aqui e me fala que eu não sei educar a minha própria filha ? .
O silêncio tomou conta do lugar, já estava constrangida até algumas batidinhas na porta desfazer todo aquele mal estar que se formava.
Fui atender e vejo o Bernardo e a mãe dele na porta sorriu abaixo para cumprimentar ele.
– Oi, Bê ! – Falo e ele sorri.
– Oi tia Lua! – Fala ele e eu sorriu.
– Entra a Leninha tá sentada ali na sala, vai lá ! – Abro caminho para ele passar e assim ele faz, sai correndo em busca da Elena.
– Entra Carol! – Beijei as bochechas dela e depois a encarei.
– Não posso vou ter que dar uma saída, passei aqui correndo só pro Bernardo ver a Elena, mais a gente já tá indo! – Falou e eu neguei.
– Deixa ele aqui, quando você voltar pega ele ! – Falei e ela hesitou. – Vamos, eles estão morrendo de saudade um do outro! – Lembrei-a e ela assentiu, sorri e ela falou.
– Prometo não chegar muito tarde ! – Falou e eu assenti. – Bernardo ? – Ela chamou ele e em segundos ele estava na porta .– A mamãe vai sair e você vai ficar com a tia Lua e a Elena tá bom ? – Perguntou e ele assentiu dando um abraço na mãe .
– Tau, mãe ! – Ela beijou a bochecha dele e respondeu.
– Tchau! – Ela me abraçou e saiu, fechei a porta e fui caminhando para o meu antigo lugar com Bernardo ao meu lado, ele sentou no meu lugar e eu ao lado dele. Elena e ele conversavam, riam , comentavam sobre os desenhos que passavam... Eles são tão fofos juntos... - Suspiro e sorrio olhando para os dois. Arthur estava quieto na dele, olhava para os dois mais não estava nada satisfeito com o rumo que as coisas tinham tomado, como uma pessoa não pode gostar do Bernardo ? Ele é tão lindo, tão simpático.  -  

–  E a Kalen, Bê? –  Perguntou Elena de bico. Pra você que se pergunta " Quem é Karen? " Bom Karen é uma rival da Elena, Bernardo é muito amigo dela e Elena com certeza perguntou por achar que eles passaram esse tempo todo juntos, pois o Bernardo nem ao menos ligou para ela.

–  Não falei com ela, eu tava viajando! –  Ele falou e ela soltou o ar, como um alívio.

 –  Pla onde você viajou? –  Ela perguntou parecendo um pouco mais empolgada do que o normal.

–  Paris ! –  Falou sorrindo e começou a contar todos os detalhes da viagem, contou tudo! TUDO MESMO, do começo ao fim da viajem, Elena ficou encantada como sempre, pudia ver nos olhos dela de como ela gosta do Bê, ela parece comigo quando eu comecei a ' Ficar ' com o Arthur, tudo o que ele falava eu amava, mesmo que não fizesse o mínimo sentido... Mais acho que ela tem mais sorte do que eu pois encontrou alguém que ama ela.

Ouço o telefone tocar e me levanto para pega-lo, ele estava ao lado de Arthur que quando eu me aproximei para pegar ele pegou primeiro e atendeu, sorrindo cinicamente . ' Arg, ele consegue me irritar ! ' 

 –  Alô ? –  Falou e eu bufei tentando pegar o telefone da sua mão, mais é em vão já que ele me impede segurando a minha mão. ' Todo o meu corpo se arrepia em resposta ao seu toque, sempre quando ele encosta em mim é como se uma chama se reacendesse dentro de mim, em todos os homens com quem eu já fiquei nenhum conseguiu me fazer sentir metade de tudo o que o Arthur faz comigo, isso é inacreditável ! ' Seu bom humor parece ir embora de uma hora para outra, quem será ? Começo a ficar nervosa.

– Quem é Arthur ? –  Pergunto e ele revira os olhos entregando o celular para mim. Pego imediatamente de sua mão e saio para fora de casa, me sento na varanda e só aí falo ao telefone .

–  Alô? –  Pergunto com uma certa curiosidade.

–  Lua ! –  Droga, é o Micael. Por isso o Arthur ficou sério de uma hora para outra. 

–  Aaah, oi Micael ! –  Falei e forcei um riso, eu realmente não esperava a ligação dele... Não hoje ! 

–  Tudo bem, querida ? –  Perguntou e um nó se formou na minha garganta. " Querida ?" 

–  Tudo sim e com você ? –  Perguntei mais eu não queria saber, só queria desligar o telefone. Não sei o que eu sinto pelo Micael ele é um cara legal, mais não é pra mim, eu poderia até tentar levar tudo mais adiante, mais eu nunca conseguiria, eu até tento me enganar mais o meu destino é amar o Arthur... Sempre, mesmo que isso me faça sofrer! 

–  Estou ótimo! – Sorriu e eu tentei sorrir também, mais o máximo que consegui fazer foi soltar um suspiro cansado. –  E então? Está tão sumida !  –  Falou, parece que ele não reparou que eu não estou muito para conversa hoje !

–  É que eu ando meia ocupada ! –  Sorri fraco e ele falou.

–  Eu também só agora tive um tempo para falar com você, e também consegui uma folga pra gente sair hoje, que tal? –  Ele perguntou como se tivesse certeza de que eu aceitaria, mais ai é que ele se engana, não vou sair com ele ! Não mesmo! 

–  Então Mika, eu não posso hoje, tenho que ficar de olho na Elena ela ainda está com o pé engessado !  –  Falei e ele respirou fundo do outro lado da linha, pude sentir a decepção na sua voz.

–  Mais não dá pra deixar ela com o Arthur ? –  Perguntou.–  Só hoje ? Eu reservei uma mesa no restaurante pra gente ! 

–  Não, não dá ! –  Claro que dava eu quem não queria sair com ele, não mesmo, mais eu sabia quem sairia com ele numa boa ! –  Mais você eu posso falar pra uma  amiga minha te acompanhar... Afinal você tirou o dia de folga e reservou uma mesa, mais eu não posso ir.. Se você quiser que eu fale com essa amiga minha. –  Me levanto do banco e desço as escadinhas da entrada, caminho até a borda da piscina e me sento lá, com os pés dentro d'água .

–  Tudo bem...–  Ele falou parecendo não muito feliz.

–  Então eu vou marcar tudo direitinho com ela, aí eu dou o seu número pra ela e vocês conversam, okay ? –  Perguntei um pouco mais aliviada, eu pelo menos não teria que sair com ele ! 

–  Okay! –  Ele falou, meio desanimado.–  Tenho que desligar agora, até mais ! – Falou .

–  Até ! –  Desligo e sorrio, ' ufa, ainda bem que eu escapei!  ' . Ouço alguns passos se aproximando e me viro para ver quem é... Arthur !   –  O que você quer, hein Arthur? –  Pergunto me levantando e me viro para ele, que está parado com os braços cruzados diante do peito fazendo com que seus músculos ganhassem total destaque.

–  O que ele queria ? –  Perguntou. 

–  Ora, Arthur, eu lá te devo alguma satisfação ? –  Meu tom de voz é totalmente sarcástico, quem ele pensa que é pra querer saber da minha vida ? . Passo ao lado dele, afim de voltar para sala e prestar atenção na Elena e no Bernardo. Sinto a sua mão forte puxar o meu braço e como ele me puxou com força eu acabei encostando em seu peito, foi aí que ele soltou o meu braço, meus olhos subiram ao encontro dos dele e nossas respirações já ofegantes aceleravam cada vez mais, uma das mãos dele tocou o meu rosto e depois tirou uma mexa loira de meu rosto e colocou-a atrás da minha orelha. Mordi o lábio e encarei o lábio vermelho e entreaberto dele, como eu quero beija-lo como eu quero... ! Quando eu estava a ponto de beija-lo ouço Bernardo me chamar e levo um susto, empurro Arthur e ele cai na piscina. Droga !  Bernardo que estava na varanda começa a rir e eu entro em desespero, ele vai me matar ! 


11 comentários:

  1. que sdds dessa web *-* posta mais

    ResponderExcluir
  2. Que top
    Posta mais

    ResponderExcluir
  3. Kkkkk agora o thur mata o Be

    ResponderExcluir
  4. Muito bom posta maissss tava com saudade muiiiiiiiitas saudade eu amo a Elena linda
    Lane Lima

    ResponderExcluir
  5. Nossa bote tempo nisso viu, Vih
    Kkkk Arthur com ciumes de Lua e Elena vai ver o q é bom agr.
    adoreeei já estava sentindo falta...

    ResponderExcluir
  6. Eu estava sentindo mta falta :'( pOSTA MAAAIIS

    ResponderExcluir
  7. Muito boa essa Web!!! Posta mais!!! Já faz uma semana e nada de ep novo!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo