19 de mai de 2014

[Mini-Fic] "Cravo e Canela"

 

Capítulo 04.



Mel: Achei super ridícula a cena da Lua defendendo o nerdizinho - revirou os olhos e em seguida bebeu um gole de seu suco de maracujá com melão.
Sophia: Achei fofo da parte dela, afinal, ele não merece apanhar, não faz nada pro Pedro.
Perola: Ninguém merece, Soph. Ele é pobre, feio e nerd. Quem? Quem em sã consciência se interessaria por ele?
Mel: Realmente, trocar o Pedro por ele é coisa de doido, e isso a Lua não é.
Pedro: Cadê ela? - chegando.
Perola: Lua? - dando uma de desentendida.
Pedro: Não sua imbecil, minha avó.
Perola: Já que é sua avó que está procurando, não, não a vimos – irônica.
Pedro: Estou falando sério e estou sem um pingo de paciência.
Mel: Aff, namorado com ciúmes é uma droga - se levantou e saiu.
Soph: A Lua não voltou depois que você e ela brigaram - esclareceu a dúvida dele.
Pedro: E pra onde ela foi?
Perola: Ai Soph, ele acha que a gente é que nem o Google, pergunta e vem várias fontes de respostas - zoou -
Soph: Pois é, ou então, pensa que nós somos o Yahoo - revirou os olhos.
Pedro: Eu estou perdendo a paciência!
Soph: Ué, mas se você só tinha um pingo de paciência até agora pouco, creio que agora ela já se esgotou, né?
Pedro: MERDA! CADÊ A LUA? - gritou atraindo várias miradas das pessoas que também estavam na cantina.
Perola: A Lua não voltou depois que vocês brigaram e creio que ela não volte mais hoje - suspirou cansada do showzinho particular dele.
Pedro: Por que? - mais calmo, se sentou na cadeira que antes Mel estava sentada.
Perola: Você pegou pesado batendo no nerd, ele nunca te fez nada, ao contrário, ele vive te evitando com medo de você.
Soph: E a Lua pode te amar, mas ela não suporta violência. Vamos Perola?
Perola: Vamos Sophia - e saíram atraindo vários olhares para suas pernas que estravam a mostra devido a saia que usavam.

[...]

Todos o mirando. Ele se sentia estranho com todos, TODOS, o mirando daquela forma. Suspirou. Começou a caminhar em direção a sua sala. Parou ao ouvir Sophia lhe chamando.

Soph: Que bom que te achei - falou ofegando, havia corrido demais.
Arthur: Desculpa se vou ser indiscreto, mas o que quer comigo?
Soph: Mandaram perguntar se você está melhor?
Arthur: - riu fracamente - Estou como sempre estive, machucado e me sentindo humilhado.
Soph: Por que não fala para os diretores?
Arthur: Sabe ... - ajeitou o óculos - ... eu nem ligo mais - deu de ombros - Eu sou pobre e aqui nessa faculdade, quem manda, são os que tem dinheiro. Falar ou não falar com os diretores não vai mudar nada minha vida aqui
Soph: Tá, de qualquer forma, obrigada pela sua atenção - sorriu e saiu em seguida.

Sophia é a mais humilde do grupo de Lua. Sempre achou errado o que Pedro fazia com Arthur mas nunca contou a amiga, sabia que ela nunca acreditaria.

Arthur seguiu para sua sala, lá ouviu mais zoações e xingamentos.

Soph chegou até onde Lua estava e se sentou ao lado dela. Elas estavam em uma área mais afastada das salas, uma espécie de área para relaxar, com muito verde e ar fresco.

Lua: Ele está bem?
Soph: Huhum. Disse que está normal, que sempre apanhou do Pedro que a surra de ontem não foi novidade.
Lua: Não sabia que o Pedro era assim, tão ... violento – suspirou.
Soph: Posso te contar uma ciosa?
Lua: Sim
Soph: Eu sempre soube que o Pedro batia no Arthur.
Lua: E por que nunca me contou?
Soph: Porque você não acreditaria em mim.
Lua: Tem razão - suspirou novamente.
Soph: Vai continuar namorando o Pedro?
Lua: Não, não quero mais nada com ele - negou com a cabeça.
Soph: E o Arthur?
Lua: O que tem ele?
Soph: Você não acha que uma mudança de visual lhe cairia bem?

Continua..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo