25 de mai de 2014

57° Capítulo - A ladra e um segredo


Arthur andava de um lado para o outro com raiva, Lua se arriscara muito roubando a joalheria se algo tivesse acontecido com ela, ele não se perdoaria, pois a amava muito, teria que tomar medidas drásticas com ela ou ela se arriscaria novamente.


Subiu a escada em espiral de dois em dois degraus, entrou no quarto sem bater e a encontrou chorando.


 Ainda chora pequena?


 Me perdoa Arthur .  ela pediu entre soluços.


 Lua já passou, mas eu realmente espero que isso jamais volte  acontecer, vc já se arriscou demais.


Ele sentou-se ao seu lado e a abraçou com carinho.


 Sua irmã em breve estará conosco.


 Eu assim espero Thur.


 Confie em mim meu amor.  ele segurou-lhe o queixo e fez com que ela o fitasse.


 Eu confio.  ela sorriu e ambos trocaram um beijo apaixonado, depois a paixão tomou os dois e eles fizeram amor apaixonadamente.

(...)
Arthur achava que Dulce não estava nada bem, pois andava pálida, não comia quase nada e chorava sem parar, isso o estava deixando muito preocupado, desde do dia que ele a encontrou na cabana ela estava muito diferente.

Entrou no quarto e a encontrou olhando pela janela do quarto pensativa.

 Você esta bem Lua?  Ele perguntou se aproximando dela e a abraçando com carinho.

 Thur eu preciso lhe contar algo.   falou ela com voz tremula se voltando para ele.

 Fala meu anjo!  Ele a incentivou.

 Eu.  começou Lua e lágrimas fluiram dos seus olhos.

 Lua o que foi?

 Eu estou esperando um filho seu.

 Vamos ter um filho?

Perguntou Arthur com um sorriso de orelha a orelha.

 Sim.

 Oh meu amor!  Ele a ergueu em seus braços e rodopiou com ela pelo quarto.

Foi aí que ele percebeu que Lua permanecia infeliz.

 Luh vc não está feliz por carregar um filho meu?

Seu coração se acelerou por fazer essa pergunta, será que Lua não o amava mais e não queria um filho dele?

 VC não me ama e é por isso que não quer um filho meu?

Lua percebeu a tristeza no semblante de Arthur, sabia que ele sofreria com o que ela diria a seguir, porém ela  precisava terminar com aquele casamento onde ela só traria confusão para a vida do seu amado duque.

 Eu não te amo Arthur, jamais o amei, eu só me casei com vc porque o Leonardo quis assim.

 Vc está mentindo Lua  falou Arthur com os olhos cheios de lágrimas, aquilo partiu o seu coração, mas tinha que seguir até o final.

 Eu não estou mentindo Arthur, nunca o amei ,sempre amei o Thiago, e a ideia de ter um filho com vc me deixa muito triste queria que ele fosse do Thiago.  falou Lua  dando a cartada final.

 Vc já se deitou com ele?  Perguntou Arthur a sacudindo com violência

 Claro que não, apesar de não ama-lo nunca lhe fui infiel.

Arthur a soltou, passando as mãos pelos cabelos atordoado, doia saber que a mulher que ele amava, amava outro.

 Eu vou voltar para a casa do Leonardo.

 Nunca, vc é minha esposa, amando ou não  me amando vc está casada comigo e assim continuará, esta esperando o meu herdeiro.  ele se voltou para ela e se aproximou dela.  Se acha que a deixarei livre para correr para os braços daquele maldito esta muito enganada, você vai ficar aqui e continuará a ser a minha esposa e se tentar fugir eu a encontro e mato o maldito do Amaral, ficou claro Lua Maria?  Perguntou ele quase gritando.

 Sim .  falou Lua em um fio de voz, percebia toda a magoa na voz do marido, e se sentiu o pior ser do mundo por lhe causar essa dor.

Arthur a fitou mais uma vez saiu do quarto e a trancou lá dentro.


Lua se jogou na cama e chorou, queria que ele a deixasse ir, porém devia ter imaginado que ele não a deixaria partir...

8 comentários:

  1. posta mais ta perfeito

    ResponderExcluir
  2. ai que triste posta mais to mega curiosa

    ResponderExcluir
  3. Faz que a lua goste do thur coitado dele, posta mais

    ResponderExcluir
  4. Ela má coitado do Arthur..
    Lane Lima

    ResponderExcluir
  5. oh nao estou conseguindo ver pelo celular desde que mudou o jeito do blog .

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo