12 de mar de 2014

Malditos Sentimentos - Capitulo 7

[Maratona]

Encontro




POV Micael

Eu estou esperando a Sophia há mais de 1 hora e meia até que avisto seus cabelos castanhos do meu lado o tempo inteiro e eu não tinha visto. 

–BUU! -Ela falou e eu comecei a ri. Como ela estava linda hoje com aquele vestido! 

–Você está linda. -Falei olhando seriamente e fixamente para o seus olhos azuis que me hipnotizaram de uma forma inexplicável. O que está acontecendo? 

–Obrigada! Você também está nada mal. -Disse ela desviando os seus olhos nos meus. -E então, como é que se faz para um garoto gostar de você? 

–Seja você mesma, sabe? Garotos não gostam de garotas forçadas. 

–Como assim? -Olhei ao redor do parque e observei que tinha várias pessoas rindo e felizes, até que avistei um garoto moreno, não muito alto, olhos claros e camisa xadrez. 

–Tá vendo aquele cara ali? -Apontei para o garoto. -Olhe para ele fixamente e se ele olhar de volta e sorri, ele está afim de você. 

–Nossa! Quanta confiança, Borges! 

–Eu sei como todos agem, Abrahão. -Então a mesma olhou fixamente para o garoto moreno, o mesmo sorriu mas quando foi falar com ela, a namorada dele deu um beijo nele. -WOW! 

–Viu? Os garotos são uns canalhas. Fletam com outras garotas enquanto estão namorando! 

–Os garotos? As garotas que são fáceis demais de enrolar! -Eu disse por fim. 

–É mesmo? O que eu vou fazer agora? -Disse ela se aproximando de mim e olhando fixamente para os meus olhos me hipnotizando. Droga, o que será que está acontecendo comigo? Por que eu estou sentindo meu estômago se embrulha e o meu coração batendo mais forte e mais fraco ao mesmo tempo? Por que minhas mãos estão trêmulas e eu consigo falar uma palavra sequer? Recupero um pouco das minhas forças, e tento não ser idiota ao ponto de não falar nada. 

–Você quer me beijar. -Conclui e seus lindos olhos se fecharam e sua boca foi se encostando na minha quando de repente... 

–Sabe qual é o problema de vocês? Acham que são a última coca do deserto quando na verdade nem fanta são. -Sussurrou no meu ouvido.

–Sabe qual é o problema das mulheres? Pensam que não temos controle sobre elas. 

–Mas vocês não têm! 

–Lamento te dizer, Abrahão, mas temos. 

–Prove. -E não falei mais nada apenas a beijei. Sabe aquela sensação esquisita no seu estômago? Ou quando você não sente seus pés no chão por um momento? Não havia mais ninguém, não havia mais nada, apenas eu, ela e a noite. Depois de alguns minutos, perdemos o fôlego e paramos o beijo. -Sentiu isso? 

–O que? -Ela disse ainda os olhos fechados. 

–Meu coração. -Levei a sua mão até o meu peito. -Está batendo mais forte e fraco ao mesmo tempo. 

–Mika... -Ela ia falar algo, mas eu a calei de novo com um beijo. Por que eu desejava tanto aqueles lábios? O que está acontecendo comigo? Perguntas e mais perguntas que nem sei a resposta de nenhuma. Eu quero apenas ela aqui comigo, quero beijá-la, quero abraça-la, quero segurá-la e nunca mais saltar e dizer que ela é minha e que ela sempre vai ser. O beijo foi bem mais rápido que o anterior porque nossos fôlegos ainda não estavam 100% recuperados e eu olhei fixamente para os seus olhos castanhos e tive a certeza de uma coisa. 

–Sophia Abrahão, eu acho que estou me apaixonando por você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo