13 de mar de 2014

I'm only human - [OneShot]


Hello, babys! ;)
Particularmente. ADOREI essa fic, achei que ficou super fofa... Espero que vocês também achem isso !


Personagens principais: Lua Blanco e Arthur Aguiar .
Gênero:  Drama, romance.
Categoria:  Rebelde Brasil
Classificação: +10
Autora: Vitória Alves


Booa leitura!



Sinopse:
"...Eu sou só humana
E eu me despedaço e eu me quebro
Suas palavras na minha cabeça, facas no meu coração
Você me iludiu e então desmoronei
Porque eu sou só humana..." 

Acompanhem com essa música: Christina Perri - Human

Ouço a melodia da música escolhida por mim, começar a ecoar por aquele grande espaço.

Começo a música sentindo o nervosismo se apossar de todo o meu corpo. A semanas eu não apareço na escola por vergonha. Fui enganada, fui humilhada e ainda o amo, por mais que ele tenha feito maldades contra mim.

Fecho os olhos devagar, deixando as lembranças ocuparem minha mente.

**

-  Olá! -   Falou ele, se aproximando de mim, com um sorriso encantador no rosto. Sim era o garoto mais popular da escola .

-  Oi! -   Dou o melhor sorriso que consigo e uma felicidade percorre todo o meu corpo.

-  Estava te observando e algo me encantou em você, queria te conhecer melhor... -   Ele falou e meu coração começou a bater numa velocidade indescritível e borboletas surgiram no meu estômago... Meu Deus como isso é possível? -   Será que você topa sair comigo, um dia desses ? -  Ele perguntou e a minha perna virou gelatina, agradeci a Deus por não ter caído naquele momento.

-   Claro! -   Falei, ainda com um sorriso no rosto. Mas tinha certeza de que eu dei algum sinal do meu nervosismo .

-   Então, tá... -   Ele falou, se aproximando e dando um beijo na minha bochecha . -   Depois a gente se fala ! -   Fiquei tão abobada que nem pude dizer um tchau, ou prolongar a conversa. Fiquei ali, paralisada .

**

Abri os olhos e lá estava ele, cada palavra desta música foi composta para ele, fiz pensando nele. Nossos olhos se encontraram e eu sentia que ele sabia o que eu estava tentando dizer a ele. Que eu era frágil, mas não fraca. Eu era boba, mas nem tanto. E que eu faria qualquer coisa por ele. Ainda olhando em seus olhos lembrei do nosso primeiro encontro e por algum motivo, sabia que ele também se lembrou!

**

-   Onde vamos? -   Perguntei curiosa, Arthur não falou aonde estávamos indo. Ele apenas chegou na minha casa pegou a minha mão e estamos caminhando pela grande cidade do Rio de Janeiro.

-   Tenha calma, nós já estamos chegando! -   Ele falou e eu suspirei. Quero logo saber do que se trata. [...]  Enfim chegamos a um parque enorme, com várias famílias e crianças espalhados por ele, andamos mais um pouco e nos sentamos em um banco que dava vista para um rio enorme. Tenho certeza de que esse será o melhor encontro de toda a minha vida.

**

E foi... Ele mesmo mentindo conseguiu com que eu me apaixonasse mais e mais por ele. Os beijos que trocamos, as palavras, os sorrisos, olhares... Mais uma coisa que eu nunca vou entender, vai ser o porque de tudo isso... O porque de eu ser a pateta escolhida para ser zoada, pelos populares .

Agora eu sei o porque de nunca ter respondido se me amava ou não, consciência pesada. Era isso o que ele estava sentindo, espero que ele tenha se divertido porque pra mim não nada engraçado! - A lágrima que eu não queria deixar cair, caiu e lá estava eu dando a brecha para que ele visse o meu sofrimento, novamente.

**

-  Porque ? -   Perguntei pro Arthur que estava na minha frente ao lado do grupo dos populares que riam sem parar da minha cara. Ele não respondeu e nem ousou rir, apenas abaixou a cabeça. Eu chorava ao saber que aquilo não se passou de uma aposta, de amigos para saber se o Arthur era ou não o garanhão da escola... E olhe lá... Ele passou... Ele conseguiu a novata estranha! -  Arthur, você me destruiu ! -  a dor que eu sentia no meu coração era tão grande que eu não consegui me virar e ir embora, eu fiquei ali parada vendo todos rirem de mim, até que vi Arthur se aproximar.

-   Eu sinto mui... -   Não queria que ele se aproximasse, não queria ouvir a voz dele... O que eu consegui fazer foi dar um tapa em seu rosto, até que senti algumas mãos me puxarem para fora dali, e as minhas lágrimas caiam molhando todo o meu rosto inchado... Isso não podia estar acontecendo.

**

E mesmo depois disso tudo, eu seria capaz de perdoa-lo. Mas eu não iria dizer isso a ele, ele teria que descobrir por si próprio !

Seco o meu rosto com as costas das mãos e começo a andar pelo palco, tentando disfarçar um pouco, mais acho que não adiantou todos já tinham sacado a mensagem, menos quem eu mais queria !

Viro de costas para todos, tentando não desistir de cantar e mostrar o que eu sinto, como ele não sacou? Será que ele quer sacar ? - Respiro fundo e volto a minha atenção para a platéia e quando vou olhar para ele, o acento está vazio, então eu o procuro, por todos os cantos. Lá está ele, vindo em minha direção. Um pouco longe mas aos pouco ele se aproximava, as lágrimas voltaram a cair, mais diferente das outras essas eram de alegria... Meu coração batia tão forte e rápido como na primeira vez que o vi, como na primeira vez em que nos falamos e aquele frio na barriga que eu sempre sentia quando estava ao seu lado. Ele subiu alguns degraus que ficavam a frente do palco e então ele estava ali, cada vez mais próximo... Eu esperei tanto por isso... Então quando estávamos a alguns centímetros de distância ele falou:

-  Eu te amo! -   Essas palavras que eu esperei tanto para poder ouvir... Então ele me puxou pela cintura e me colou os nossos lábios, a essa altura só havia eu e ele naquele lugar... Mais ninguém!

                                                                FIM!

9 comentários:

  1. Muiito Fofa!!!Ameii!!

    ResponderExcluir
  2. Aii Mds vc acabo comigo chorei, cara e tão incrível o dom q algumas pessoas tem de emocina a gente com poucas palavras, aiiiii to muito chorosa 😭😭😍😍❤️❤️

    ResponderExcluir
  3. que diva ameiiiiii perfeito
    ass:kawanne

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo