9 de mar de 2014

Aprendendo A Amar II









-nao precisa , e nao tem oq explicar vc mentiu pra mim
-e vc oq ta fazendo aki
-nao tenta contornar a situaçao a sua melhor amiga ta na fossa e eu to a ajudando
-oq aconteceu pergunta pra ela q de mim vc nao tem mais nenhuma resposta
-como isso mesmo -ela virou pra sair mas ele a puxou pelo braço-
-me solta
- nao vc é minha
-agora eu sou sua mas pra vc mentir eu nao sou nada só a otaria q ficaria em casa cuidando da sua filha pra vc sair
-eu nao posso sair ?
-pode eu nunca te proibir e nem vou nem quero, mas mentir isso q eu te proibibo e nao tem mais o q proibir parece q eu nao importo
-nao é isso
-cala a boca q vc ta todo errado-ela forçou o braço saiu pegou o primeiro taxi q viu

no taxi roberta chora e nao vai pra casa ela passa a noite na praia pensando na vida se ela errou e quando amanhece ela volta pra casa toma banho e vai durmir no sofá do quarto da manu ela ve q diego ja ta acordado mas nem liga ate q ele aparece na porta

-dorme no quarto
-nao
vai ficar com dor nas costas
-nao se preucupa comigo
-claro  q preuculpo vc é minha vida
-entao desculpa mas parece a sua vida acabou
-ta falndo serio
-nao sei eu nao sei de nada
-deixa pelo mens eu explicar
-nao precisa
-por favor
-mas rapido q eu to com sono

diego explica tudo pra roberta e ela aceita seu pedido de desculpa mas continua indiferente diego vai trabalhar no meio do expediente recebe uma ligaçao de luisa

-fala luh
-diego vem pra casa agora
-oq aconteceu
-a roberta nao ta em casa nem a MANU O GUARDA ROUPA DA MANU TA VAZIO E DA ROH TBM TO ACHANDO Q ELA FEZ ALGUMA BESTEIRA
-to indo pra ai

diego chega em casa em menos de 15 minutos e luisa ta sentada no sofá com uma carata na mao

-e dá roberta?
-sim eu nao abri e pra vc

diego termina de ler a carta com lagrimas nos olhos e arranca pro o unico lugar q ela  estaria luisa pega acarta do chao e lê e chora com a carta q diz

“E mais uma vez, eu abri uma página sua de uma rede social e fiquei olhando sua foto. Como eu já sorri olhando praquilo, você não tem idéia. Mas das ultimas vezes, infelizmente não era sorrindo que eu olhava, era com desanimo, com saudade e mágoa misturadas. Porque você tinha que morrer? Porque você tinha que matar tudo que eu sentia? Me obrigar a morrer também. Me obrigar a fingir estar viva pra todo mundo. Me obrigar a não chorar, quando tive vontade de chorar. Vontade de te esmurrar, te dizer que você é um idiota, um babaca, um cretino, um fraco, nunca passou disso. Nunca uma piada sua foi engraçada, nunca você me surpreendeu. Nunca. Mas eu não consigo deixar de pensar em você, a cada dia, a cada ato meu. E quando eu procuro outras pessoas, eu procuro imaginando você me vendo. E tendo ódio de mim. Porque eu quero que sinta ódio. Porque ódio significa alguma coisa, e é melhor que indiferença. Você que já foi tudo, já foi minha esperança, foi meu futuro imaginado, hoje não é nada. Não passa de uma foto numa rede social. Se eu vivo bem sem você, porque eu continuo te olhando? Porque eu sempre volto aqui? Porque eu ouço musicas que falam de tristeza? Por quê? Você não vale isso. Mas eu faço. Eu continuo fazendo. Como uma cerimônia de luto, eu sigo a risca. Mas acontece que você não morreu de verdade, do jeito que eu preferia que morresse. Você está ai vivo, vivendo sua vida, fazendo suas coisas, feliz, tranqüilo, sem sentir minha falta, sem olhar minha foto em rede social. Porque eu não consigo? Porque você não podia ser alguém? Eu esperei muito de você? Não. Eu não esperei nada, eu entendi tudo, eu entendia o que ninguém entenderia. Eu respeitei. Eu fiz como você quis. Tudo. Eu me anulei. Eu deixei de me amar, pra todo meu amor ser só seu. Eu voltei atrás. Eu chorei, eu pedi desculpas, eu agüentei besteiras. Agüentei tudo. Ajuntando do chão, migalhas do seu carinho, migalhas do seu amor. Do seu jeito explosivo e calmo. Um dia me amando como se a terra fosse acabar depois da meia noite. No outro dia um desconhecido me pedindo pra tratá-lo como qualquer um, por favor. Você é meu personagem favorito. O dono de todos os meus textos, de todas as minhas histórias. O dono da curvinha das minhas costas. E eu tenho que dizer isso agora, só pra uma foto numa rede social. Porque você morreu na minha vida. Você pediu demissão, seu cargo era o de presidente, era membro honorário do conselho, tinha tapete vermelho e eu me vestiria até de secretária se te agradasse. E você pediu demissão, sem aviso prévio nem nada. Me diz agora? Como viver bem? Como sobreviver, sem essa ponta de angustia? Eu sou feliz, cara. Eu sou feliz demais. Mas eu sou infeliz demais, quando penso em você. Quando penso no que poderia ser, no que poderia ter sido. Eu sei que não dá. Eu nem quero que dê. Não quero mais. Mas não sei o que fazer com esse nó. Vai passar né? Eu sei. Com o tempo eu não vou mais olhar sua foto, nem sofrer, nem pensar o quanto é infeliz tudo o que aconteceu. Tomara que passe logo. Porque a vontade de te ressuscitar as vezes, me domina.” ( tati bernardi)
levarei a sua foto comigo sempre

roberta messi


ela estava ela ela como ele previa sentada com os pes enterrados na areia olhando o mar e a pequena manu brincando com suas maozinhas cheias de areia nem ligando pro q acontecia ERRADO  ela olha pra tras e ve o pai e abre um enorme sorriso e abre os bracinhos pra ele roberta olha assustada pra traz e ve diego

-viu eu meio q ressucitei - pegando a amnu no colo-
-mesmo eu nao querendo mesmo eu te explicando mesmo eu errando-disse meia chorosa
-hey vc nao errou o otario fui eu q fiz tudo errado eu q perdi a sua confiança eu te entendo de dou todo direito d e dizer q me odeia , q eu nao presto q eu sou o cara mais horrivel do mundo pra vc
-tbm nao é assim feio vc nunca foi-  ela tirou risadas de ambos
-me perdoa por favor eu ju
-nao termina essa frase nao jura o q vc talvez nao consiga comprir
-entao vamos zerar apertar restart e começar tudo de novo?eu nao existo longe de vc a solidao é meu pior castigo eu conto as horas pra poder te ver mas o relogio ta de mal comigo......
-nao faz assim eu nao quero parecer fraca
-mas vc nao é e nunca foi fraca nao vai ser agora q vc vai ser volta comigo pra casa pra nossa casa
-err.... eu nao sei
-roberta nao faz isso comigo agora eu te imploro pela manu , pelo q ta vindo ou se resta algum sentimento por mim
-pior q resta todo sentimento de odio , amor , paixao, medo, insegurança , emoçao tudo dentro de mim
-e vc acha q comigo é diferente?vamos roberta por favor agora sou q to pedindo pra vc ficar
-ta eu fico- antes dela terminar de completar diego a beija pode parecer ridiculo mas foi um beio de saudade, medo de perder aquilo de novo , amor , paixao era o sentimento q reinava no beijo e só acabou quando a pequena manu estala um beijo na bochecha da mae q chorava e os dois acabam rindo
-é parece q ela gostou - e manu riu do comentario do pai
-vamos pra casa
-como é bom ouvir isso

chegando em casa luisa ta andando de um lado pro outro toda descabelada

-ai graças a deus nao some de novo eu ja tava lindo pra policia , defesa civeil e o caralho a quatro roberta é serio nao faz mais e isso e diego como vc vai atraz dela sem me dizer nada e me deixa nesse estado eu to toda descabelada quase fusei o chao de tanto andar de um lado pra outro sem nunhuma noticia - ela puxou o ar pra falar mas alguma coisa mas roberta a interrompeu
-calma criatura eu to bem a manu tbm e o diego nao fez por mal
-se vc s fizerem isso de novo
-vc mata a gente nos sabemos

depois de 30 segundos de silencio os tre scairam na gargalhada e ficaram assim a tarde toda zuando a luisa pelo seu desespero

a noite foi caindo e parecia q estava tudo ttranquilo todos estavam sentados no sofa vendo bob esponja e rindo dos episodeos repitidos mas q manu nao tinha visto e o telefone toca

ligaçao on

-alo
-roberta?
-oi alice
-ja falei com meu pai e a eva e tbm pro pedro ele disse q vai me esperar q lindo né
-alice vc tem certeza q vc quer isso
-vai amarelar
-nao eu compro o q falo
-mas entao
-eu nao quero q depois vc venha pedindo a criança de volta ok
-ok
-ah e tem outra eu vou falar toda a verdade pra criança quando ela tiver a idade certa ta?
-vc q sabe o filho é seu
-ok alice vc vai quando
-sexta-feira - ela começou a falar da viajem e tudo mais e roberta começou achorar pq ela nao tava nem ai pro filho dela e sim pra si mesma diego percebeu pegou o telefone de roberta
-alice sou eu o diego depois a roh fala com vc ta?
-ta aconteceu algo
-nao ela vi por a manu pra durmir
-tchau
-tchau
ligaçao off

-ela é uma irresponsavel eu nunca pensei q ela ia fazer isso o grau de decepçao meu com ela esta enorme e eu nao sei oq faço
-sempre lembrar q a criança nao tem nada a ver com o q ela fez ou deixou de fazer
-é vc tem rzao
-vamos dormir
-vamos
-tchau luh
-tchau gente e roh se cuida tá
-tra bom amiga brigada viu desesperada
-kkkk tchau

roberta e diego se amaram a noite toda como se nada os atrapalhassem e foram dormir felizes no outro dia de manha....


continua.....

2 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo