6 de mar de 2014

A SUBMISSA -CAPITULO 24 -MARATONA













Arthur: Todos nós o fizemos, talvez não com tanto dramatismo como tu._ disse secamente._ Trata-se de conhecer-mos os nossos limites, Lua. Eu sou todo a favor de desafiar os limites, mas realmente isso vai além do aceit-avel. Tens por hábito ter este tipo de comportamento.


Eu tinha a cabeça a zunir de excesso de álcool e irritação. O que raio ele tinha a ver com isso. Eu não lhe tinha dito para aparecer. Parecia um homem de meia-idade a repreender-me como um homem malcomportada. Parte de mim queria dizer-lhe que se me apetecesse embebedar-me todas as noites, era um problema meu e ele não tinha nada a ver com isso _ mas não era corajosa o suficiente. Não depois de ter vomitado á frente dele. Porque é que ele ainda estava ali.


Lua: Não._ disse com agravo _ Nunca me embebedei antes e neste momento não tenho desejo nenhum de voltar a fazê-lo.


Não compreendia a razão da presença dele ali. Comecei a sentir-me tonta. Ele reparou e agarrou-me antes que eu pudesse cair, e puxou-me para os braços dele, apertando-me contra o peito como uma criança.


Arthur: Anda eu levo-te a casa._ murmurou.

Lua: Preciso de dizer a Sophia.

Arthur: O meu irmão pode dizer-lhe.

Lua: Quem.

Arthur O meu irmão Micael  está a falar com a  Sophia.

Lua: Hã. _ eu não estava a compreender.

Arthur: Ele estava comigo quando me ligaste.

Lua: Como é que me encontraste.

Arthur: Localizei o teu  Celular  Lua

Arthur: Trouxeste algum casaco ou carteira Bolsa ?

Lua: Hã... sim, trouxe . Arthur, por favor, preciso a avisar a Sophia. Ela vai ficar preocupada.

Arthur: Se tem de ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo