11 de mar de 2014

12°CAPITULO: UNIDOS POR UMA CRIANÇA // O QUE VOCÊ QUER?


Oi babys, demorei mais postei... Espero que gostem do capitulo de hoje, estou bem ocupada com algumas coisas, então por hoje é só, mas prometo que vou compensar com uma maratona! 
Bjks, até mais ! 
Boooa leitura! 






Assim que eu acordei caminhei até o banheiro para fazer as minhas necessidades. Assim que sai do mesmo desci ainda sonolenta até a cozinha, como eu já esperava estou resfriada por conta da chuva que peguei ontem... Coloco água na cafeteira e logo após o café, fazendo assim a cafeteira começar a trabalhar. Vou até a geladeira pego um pote de geleia e coloco sobre a mesa, depois pego algumas torradas no armário e me sirvo, com algumas... Ouço a campainha tocar e só assim dou conta de que Emilly não se encontra. Caminho, ainda sonolenta até a porta mais quando a abro levo um susto, ao ver de quem se trata. Arthur, mais que Diabos ele quer?
–  O que você quer? – Perguntei, e nem o convidei para entrar, mais como eu já imaginava ele deu um empurrão na porta fazendo com que eu desse alguns passos para trás e deixasse um espaço para que ele entrasse.
– Bom dia pra você também ! – Falou, indo em direção ao sofá. – Porque anda me evitando ? – Perguntou se sentando no sofá e eu continuei perto da porta, como uma estatua... não estava esperando o ARTHUR olha como eu estou! Toda descabelada, o que eu faço agora ?.
– Não estou te evitando ! – Mentira. É claro que eu estou evitando! Fecho a porta e caminho até o sofá menor, mantendo uma distância boa entre eu e Arthur, já que ele estava no sofá maior.
– Mentira, é claro que você tá me evitando ! – Eu não olhava para ele mais sabia que ele me olhava, então decidi me fazer de indiferente e tirar esse clima estranho que estava rolando entre a gente. Me ajeitei no sofá e estufei o peito, fazendo com que ele ficasse maior, e louvo a Deus por ter colocado aquela camisola.
– Tá Arthur e se eu tiver te evitando ? – Olhei para ele que já me olhava e os nossos olhos se encontraram, queria virar o rosto, mais não conseguia, parecia que ele era um imã que ficava me puxando, puxando e puxando mais pra perto. – Eu  não tô afim de falar com você e pronto, não sou obrigada ! – Falei, e virei a cara tentando me acalmar, pois se eu ficasse olhando para ele com certeza isso não iria acabar bem.
– Lua, se você não sabe a gente tem que se dar bem, pra que a nossa filha não sofra. – Idiota, como se isso fosse fácil.
– Olha Arthur, a gente não tem que se dar bem, a gente tem que se suportar na frente dela. – Falei, séria voltando a olhar para ele. – Agora, quando ela não estiver perto, eu vou te odiar, com todas as minhas forças ! – Falei, e Arthur me lançou um olhar mortal.
– Gostei do cabelo ! – Dito isso Arthur levantou e já ia subindo as escadas, só que eu fui rápida e o passei parando bem na sua frente, fazendo com que os nossos corpos se colassem por alguns instantes e eu pude ouvir a respiração acelerada de Arthur, se juntando com a minha, quando percebi que eu estava olhando demais para a boca dele, separei nossos corpos e limpei a garganta, tentando acabar com aquele clima.
– Aonde pensa que vai  ? – Perguntei séria, quando vi que Arthur iria avançar mais um degrau da escada.
– Vou ver a minha filha ! – Falou  e voltou a subir.
– Não! – Assim que eu disse isso, Arthur se virou para mim, assustado com a minha resposta.

6 comentários:

  1. Amando da web, maravilhosa. posta +++++++++++++++++ pf

    ResponderExcluir
  2. Eita e agora?
    Esses dois kkkk tem q ter uma plaquinha matenha distancia.

    Adorooo essa web *-*

    ResponderExcluir
  3. Viishii Esses Dois Sao Muiitos Turroes...Ameii!!!!

    ResponderExcluir
  4. ahh ta maravilhoso viihhhhhhh posta mais *-* amando a web ♥♥♥

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo