25 de fev de 2014

1°Capitulo: Não faz isso comigo! // Unidos Por Uma Criança


Aai, baby's vocês são lindos... <3 
Adorei os comentários de vocês, tanto que vou responder alguns! ;)

Dani: Nossa, ele é ruim mesmo! :( Mas tenho quase certeza de que a nossa Luinha, vai dar uma amolecida no coraçãozinho dele! <3

StefaniBraz Braz: Aah, que bom que gostoou! :)

 [...]

Comentem o que acharam, baby's e me deixem muito feliz ! :)



Relembrando:  – Eu quero a guarda da Maria Elena! – Assim que Arthur terminou essa frase meu coração acelerou, não sei como ele tem coragem de fazer isso comigo, mais é agora? O que faço?! 

Perdi a fala por alguns instantes, como é que é isso? Arthur quer tirar o meu bem mais precioso de mim? Não, não mesmo ! 

– Você só pode estar brincando Arthur! – Forço um sorriso, mais ao ver que Arthur ainda continuava sério, senti tudo girar, o ar começou a me faltar e eu não aguentei ficar mais em pé, me sentei lentamente na escada, apoiando meu braço no joelho, e com as mãos tapei meu rosto. – Não faz isso comigo! – Implorei, ainda sem olhar Arthur, mais sabia que ele ainda me olhava. – Por favor, não faz isso! – Tirei as mãos do meu rosto e olhei pra cima, encontrando os olhos de Arthur, Respiro fundo tentando compreender o porque de ele querer a guarda da minha pequena filha. –

– Lua, eu também tenho o direito de ter a minha filha perto de mim, e depois de hoje eu tenho certeza que você não é a mãe exemplar que eu achava que fosse ! – Falou, e eu continuo sem entender .

– Arthur eu nunca te proibi de ver a Elena. Nunca ! – Me levantei assim, voltando a ficar da altura dele, pelo simples fato de estar em cima de um degrau da escada. Você sabe que pode ter ela perto de você, quando quiser. Você é o pai dela e eu respeito isso, jamais proibiria de você ver ela ! – Falei tentando demonstrar que estava calma, mais eu e ele sabíamos que não era isso que eu estava. – E o que aconteceu hoje, Arthur? Oque ? – Perguntei por fim.

– Lua, você não tem paciência com a Elena ela é uma criança! – Passei a mão pelo rosto tentando manter a calma.

– Eu estava nervosa! – Tentei me justificar. – E outra nem vem tentar por a culpa em mim, porque foi você quem causou esse transtorno todo. Você! – Disse apontando o dedo para o peito de Arthur.

– Olha Lua, já me decidi eu quero a guarda da Maria Elena! – Arthur disse com seriedade e eu balancei a cabeça negativamente.

– Nem que eu gaste o meu ultimo tustão, com advogados eu deixo você ficar com a guarda da minha filha ! – Disse com o mesmo tom de seriedade de Arthur, e agora meu dedo já estava apontando pro seu rosto. Eu não quero que ela passe por isso. Eu não quero que ela sofra, por uma bobeira sua ! Então pelo amor de Deus, tira essa ideia idiota da sua cabeça, é pelo bem da Elena! – Terminei de falar, tirando o dedo da cara de Arthur.

– Mamãe, ola o que o papai me deu! – Vi Elena no inicio da escada com uma sacola, e logo forcei um sorriso, não quero que ela saiba o que o pai dela está tentando fazer. Alguns segundos depois Elena já estava ao meu lado, abriu a sacola e pegou uma caixinha média, a abrindo.

– Que lindo filha! – Sorri ao ver o colar, que havia dentro da simples caixa, ( o colar carregava o nome Maria Elena, parecia ser de ouro e no pingo do ‘’i’’ era um coração, era simplesmente lindo. ) . – Já agradeceu ao seu pai?! – a pequena apenas assentiu e fechou a caixinha, a colocando de volta na sacola.

– Filha vem aqui ?! – Arthur a chamou e ela estendeu o braço para que ele a pegasse no colo, e assim ele fez, a levando pra um pouco longe de mim. Ele cochichou alguma coisa em seu ouvido e ela assentiu sorrindo e ele a colocou no chão novamente. – Vai guardar seu presente, que eu quero falar com a sua mãe! – Arthur disse me olhando sério, tentei não dar a mínima mais aquele olhar dele me deixava com as pernas bambas. Pude sentir que Elena passou por mim e depois de alguns segundos ouvi Arthur começar a falar.

– Eu quero sair com ela amanhã, também acho que ela não precisa passar por esse transtorno ! – Disse Arthur me olhando ainda sério, respiro fundo e não posso deixar de mostrar a minha felicidade, apenas abro um sorriso em agradecimento para Arthur que continua com a mesma cara de quem comeu e não gostou. 

– Tá bom! – Foi a única coisa que saiu. – Porque você tá com essa cara? – Não me aguentei de curiosidade.

– Você ainda tem a cara de pau de me perguntar? – Ele quase gritou, mais eu o lancei um olhar mortal, ele sabe que eu detesto que gritem comigo.

– Olha Arthur, foi por causa do beijo? – Perguntei me referindo ao beijo da Elena com Bernardo. Ele assentiu ainda emburrado. – Pelo amor de Deus né Arthur?! – Revirei os olhos.
– Pelo amor de Deus, nada. – Falou. – Ela ainda é uma criança e você fica ensinando essas coisa pra ela ! – Começou, agora vai querer me dar outro sermão.

– Olha Arthur, nem foi um Beijo, foi um selinho. – Disse calma tentando me livrar de ter que ouvir o blá-blá-blá... de Arthur. – E outra, não teve nenhuma maldade, Você não conhece o Bernardo, ele é um fofo e mais... gosta demais da Elena ! – Garanti.

– Tá bom, Lua. – Olhou pro lado e depois me olhou novamente. – Tá bom! – Disse por fim.

– Plonto papai ! – Elena disse descendo a escada com dificuldade. Guadei ! 

– Cuidado, filha ! – Pedi, em alguns segundos Elena já estava de novo nos braços do pai e eu mais uma vez fiquei de lado.

– Filha o papai tem que ir. – Assim que Arthur falou, Elena fez bico. Mais Arthur foi rápido. – Não chora! – Pediu. – Amanhã o papai vem te buscar bem cedinho, tá bom?! –Disse a olhando nos olhos, e no mesmo instante ela abriu um sorriso e assentiu feliz. –Então tá! – Arthur me entregou Elena . – Tchau! – Me olhou e depois pra Elena.

– Tchau! – Nos duas respondemos juntas, e ele achou graça. Caminhei até a porta e a abri, deixando Arthur passar. A chuva já tinha parado. É incrível como o tempo muda de uma hora pra outra! . Arthur caminha até o portão de entrada e logo some. Olho pra Elena e a dou um beijo na bochecha. 

– Poque voche é tão gotosa, galota?! – Pergunto com voz de bebê e ela gargalha, volto para dentro de casa em meio a gargalhadas, e assim nós passamos o resto da sexta a noite. Fazendo palhaçadas, umas com as outras. Elena como sempre caiu no sono na minha cama e eu fiquei com pena de tirar ela da mesma então deixei ficar do jeito que estava . E assim dormimos, juntinhas.

10 comentários:

  1. Linda!!! Obg por postar mais hj!

    ResponderExcluir
  2. ameiiiiiiiii *--------------*

    ResponderExcluir
  3. Posta ++++++++++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  4. eu já lia essa web em outro site (ajo que você postava porquê ela foi excluída) e vou ler de novo aqui, brigado eu já estava quase desesperada tentando achar de novo

    ResponderExcluir
  5. Que web linda, posta mais?

    ResponderExcluir
  6. Porra vey essa web e perfeitaaaaaaaaa!!!!!!!!faz maratona pfffffff

    ResponderExcluir
  7. +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  8. Awm sua linda<3 *-*
    Tomara que Lua dê um jeito nele viu Arthur ta agindo assim pra atingir ela nem pensa na filha :/
    obrigada por postar o 1° cap ja estava ansiosa *O*
    Bjs
    Ass: Dani

    ResponderExcluir
  9. Quero mais, amando a web é otima

    (Fer)

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo