5 de jan de 2014

Meu vizinho Insuportável 3º Temp.


Capítulo 64
Arthur: ah! só você pra me fazer sair de casa a essa hora – suspirou cansado, parando de caminhar naquela escuridão e apoiando as mãos nos joelhos para respirar um pouco – Lua, falta muito? Já são quatro da manhã, meu amor... – choramingou levantando-se

Lua: passam os anos e você continua insuportável – riu parando de caminhar, ajeitou a bolsa que carregava e voltou até ele, para puxá-lo pela mão e continuarem subindo naquela rocha que ficava de frente ao mar – para de reclamar, falta pouco... eu precisava vir aqui com você... pra fazer uma coisa...

Arthur: fazer o que? Poderíamos ter ficado em casa, fala pra que viemos

Lua: para de ser curioso e mimado – sorriu olhando a paisagem – viu? chegamos – voltou a olhar o mar, estavam em cima de uma rocha, a lua que estava iluminando aquele lugar estava indo embora, Lua rapidamente tirou uma toalha de cor clara, da bolsa e forrou no chão, quando olhou para Arthur sorriu abertamente com a imagem que contemplou, tendo a certeza de que ele era o homem de sua vida, estava perfeito de braços abertos sentindo o vento – vem amor... – chamou-o e o mesmo sorriu indo até ela e sentando-se e fazendo-a ficar no meio de suas pernas, assim podendo olhar aquela maravilhosa paisagem.

Arthur: lugar perfeito e momento gostoso... – cheirou o pescoço dela, afastando-lhe os cabelos – melhor ainda, com uma mulher gostosa... realmente sou muito sortudo – beijou-a no pescoço passando a língua no mesmo e escutando o risinho baixo  acompanhado de um pequeno gemido, sorriu vendo os braços femininos arrepiados e passou as mãos quentes por eles, esfregando-os – agora conta, porque quis vir aqui? Só pra ficarmos assim eu sei que não foi...

Lua: também foi – confessou e virou-se para segurar o rosto do homem amado – eu amo você... – beijou-o devagar e ele retribuiu de forma carinhosa para depois se olharem abrindo um sorriso – e também quis vir aqui, porque não pensei em um lugar melhor para deixar isso – pegou a caixinha que continha as alianças diante o olhar incrédulo do Arthur– não me olhe assim... – sorriu – o mar guardará melhor que nós esse pequeno símbolo do nosso amor, porque o verdadeiro símbolo e mais valioso, são nossos filhos e o principal – pausou acariciando o rosto dele, o olhava apaixonada, sendo retribuída com o mesmo olhar – o principal nós dois sentimos aqui e isso basta– tocou no peito esquerdo dele que emocionado apenas escutava, no inicio estava achando que Lua estava exagerando, mas não, aquilo era uma prova de que ela havia realmente percebido a lição que a vida tinha os dado com tudo o que aconteceu e agora sim seria tudo diferente, diferente de uma maneira bem melho

12 comentários:

  1. A luh e o tjur podiam almentar a familia blanco de aguiar ne

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. criatura eles ja tem 7 filhos, pra que mais ?

      Excluir
  2. Posta maisssssss

    ResponderExcluir
  3. Ana Clara s206/01/2014 13:01

    Perfeito!!!posta mais.....se você puder aumentar um pouco a fonte da letra vou te agradecer.... *__*

    ResponderExcluir
  4. ++++++++++++++

    ResponderExcluir
  5. perfeito
    ass Sofia

    ResponderExcluir
  6. +++++++++++++++++++++++++++++++++

    Ana

    ResponderExcluir
  7. +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo