15 de dez de 2013

Without The Love



Autora: Bárbara
Inspirada na música: Without Love - Demi Lovato

Se quiser leiam escutando a música, CLIQUE AQUI!

Era noite de natal, meu primeiro natal sem a família. Meus pais haviam morrido em um acidente alguns meses antes, eles não tinham outros parentes, e eu era filha única devido as complicações de meu parto. Estava num bar, bebendo todas, não tinha namorado e muito menos amigos, quem iria querer ser amigo ou namorar a nerd da escola?
Depois de uns 3 copos, um homem misterioso, se sentou o meu lado, devia ter uns vinte anos... Era alto, musculoso, moreno e os olhos bem castanhos, assim que sentou pediu um copo de Uísque e se virou pra mim.
- O que uma bela dama faz em um bar no natal? – perguntou
- Estou tentando esquecer os problemas, e você? – disse
- Também, mas você não tem família? – perguntou o homem novamente
- Na verdade... Peraí, eu nem te conheço e você fica querendo saber da minha vida? Por favor, eu já vou – Deixei o dinheiro no balcão e fui embora.
Assim que saí me sentei em um banco que tinha na praça em frente ao bar, alguns segundos depois o homem misterioso apareceu logo atrás de mim e me devolveu o dinheiro.
- Quem é você em? Primeiro fica querendo saber da minha vida e depois paga minha conta no bar?
- Prazer – disse ele estendendo a mão –, meu nome é Arthur, mas pode me chamar de Thur ou de Arthur mesmo.
- Prazer, meu nome é Lua. – disse apertando sua mão.
- Bem, eu adoraria se você aceitasse passar o natal na praia comigo – disse Arthur - Aceita?
- Tudo bem, vamos.
Me levantei e fomos para praia, no caminho contamos sobre nossa vida e o porque de estarmos em pleno natal em um bar bebendo todas. Arthur me disse que sua família havia se mudado para a Inglaterra e ele preferiu ficar aqui, todos os seus amigos estavam com a família e ele não tinha namorada. Contei a ele sobre a morte dos meus pais e etc... Assim que chegamos a praia nos deitamos na areia e começamos a observar as estrelas.
- A lua esta linda hoje né? – disse Arthur
- Qual delas? – logo depois que disse isso nós ficamos gargalhando durante algum tempo.
- As duas – ele respondeu, e foi aproximando seus lábios dos meus. Assim que seus lábios se encontraram com os meus, uma corrente subiu pelo meu corpo, só havia beijado algumas vezes, mas nunca tinha sentido uma coisa assim. Ele me puxou pela cintura e eu fiquei por cima dele, ficamos assim, nos beijando, até nós necessitarmos de ar e nos separarmos, ofegantes.
- Esse nós passássemos o ano novo juntos? – perguntou
- Fechado – respondi e voltei a beijá-lo intensamente.
6 anos depois...
- As luas estão ainda mas lindas hoje – disse Arthur, depois de tudo o que aconteceu naquele natal, ele me pediu em namoro no ano novo, dois anos depois nos casamos e aqui estamos nós, com dois filhos lindos e uma vida inteira para viver.
Estávamos na praia deitados enquanto nossos filhos estavam dormindo na casa logo atrás, me virei para Arthur e comecei a alisar seu rosto.
- Obrigada Arthur, por tudo, eu te amo tanto. Você me acolheu na hora em que eu não tinha ninguém. – disse à ele.
- Você não tem que agradecer nada, eu é que te agradeço, por ter me dado filhos tão lindos, eu também te amo.
Me aproximei dele e o beijei, mas não foi um beijo selvagem, foi um beijo apaixonado, mesmo depois de tantos anos o nosso amor ainda não tinha acabado. Depois de nós termos nos beijado na praia há 6 anos atrás, eu percebi, que mesmo sem família e sem amigos, sempre vai ter alguém que nos ame, que cuide de nós, e que nos complete.
THE END?


Comentem, estou de férias e pretendo escrever muitas web's! ;)





10 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo