24 de nov de 2013

Meu vizinho Insuportável 3ª Temp.


Capítulo 30
#Maratona 2 anos de AeR



Estrela: Thur... que bom que já chegou... – foi dar um abraço nele que se afastou rápido – que foi?

Arthur: Estrela , preciso que me responda umas coisas – a viu assentir estranhando – quem é você? E porque mora aqui sozinha? E conhece o pessoal da fazenda?

Estrela: por que essas perguntas agora? – desviou o olhar nervosa

Arthur: porque só conversamos sobre mim e agora acho que está na hora de saber sobre você... acho que mereço, não?

Estrela: eu não gosto de falar do meu passado... – baixou a cabeça

Arthur: por favor... confia em mim... – ela assentiu e ambos sentaram a beira do rio

Estrela: você já está bem com a Lua?

Arthur: não... cada dia pior... e acho que agora terminamos para sempre... - sentiu aquele nó na garganta – ela dormiu com outro

Estrela: tem certeza disso? – o olhou nos olhos

Arthur: cem por cento não, mas é quase certo... – baixou a cabeça

Estrela: Thur... não deixe seu amor acabar assim... não faça igual a mim – disse calma e ele a olhou – é , eu fiz a maior idiotice da minha vida, por amor...

Arthur: como assim?

Estrela: eu me chamo Leila,  era casada com o Jonas.. um peão aqui da fazenda, sempre fomos muito apaixonados, mas eu morria de ciúmes dele e sempre brigávamos muito, tivemos uma filha, você a conhece – viu que ele estava atento ao que ela dizia – sim, é a Rayana, ela é minha filha...

Arthur: que? – perguntou em um sussurro, estava incredulo – a Rayna? Mas como?

Estrela: sim... me deixe continuar... – pediu e ele assentiu – eu suspeitava que o Jonas estivesse me traindo porque estava cega de ciúmes, e o vi perto do rio com a mulher que o cercava, estava em cima dela e molhado, eu não suportei o que vi e acabei que... que... – não aguentou e caiu no choro

Arthur:  o que você fez? – arregalou os olhos a abraçando

Estrela: eu atirei nos dois – soluçou e Arthur estremeceu com o choque que levou – e me arrependi na hora, mas ele antes de morrer me disse que apenas a salvou de ser afogada e me disse que me perdoava e que me amava...

Arthur: meu deus... – a olhou incrédulo – e o que aconteceu?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo