29 de nov de 2013

Meu vizinho Insuportável 3ª Temp.


Capítulo 41 e 42. 



Mel: onde vai tão linda? – perguntou a Lua que tinha acabado de chegar na sala com um enorme sorriso

Lua: tenho um encontro com meu admirador secreto – piscou

Chay: eita morena poderosa – riu abraçando a esposa

Julia: tia mais linda do mundo, sabe onde está o Nando? – roeu uma unha com o irmãozinho no colo

Lua:  eu o vi pela janela – sorriu, notando o nervosismo da sobrrinha – no jardim, próximo a piscina, na casa do Arthur.

Mel: espiando o Thur pela janela? – arqueou uma sobrancelha

Lua: claro que não – respondeu pronta – olha eu tenho que ir, você e suas ideias – saiu revirando os olhos

Mel/Chay: sim ela estava – disseram juntos e caíram na gargalhada.

Lua já esperava, curiosa e ansiosa, sentada na areia da praia, no lugar em que combinaram, em frente ao restaurante japonês. Estava roendo as unhas de ansiedade, havia gostado muito de suas conversas e seu jeito de ser, eles passavam madrugadas conversando, porem não sabia se estava disposta a entrar em outro relacionamento, Arthur ainda não havia saído de sua mente e seu coração. Tinha a plena certeza de que jamais amaria a outro como amava a ele. Saiu de seu transe em um susto quando sentiu duas fortes mãos taparem seus olhos, sorriu.

Lua: É você, lorde do amor? – perguntou chamando-o pelo nome que ele tinha no facebook.

Arthur: sim princesa dos meus contos – disse da maneira em que a chamava virtualmente

Lua: Que? – sentiu seu coração ficar descompassado, tirou as mãos deles rapidamente e o encarou  tendo a certeza de que era ele – o que está fazendo aqui Arthur? Como sabe que... – paralisou pensando um pouco e se dando conta da maneira que ele falou , ficou boquiaberta e incrédula o encarando – É VOCÊ?

Arthur: Sim... – baixou a cabeça, percebendo a decepção na voz dela – eu sabia que reagiria dessa maneira... – baixou a cabeça –  mas tente entender... Lua, eu tinha que estar perto de você de alguma maneira.. – segurou as mãos dela que ainda não conseguia acreditar

Lua: como eu pude ser tão idiota? – bufou se soltando dele, não podia acreditar que aquele homem, que ela tanto gostava de conversar e tinha criando esperanças, tinha confessado certos sentimentos, era Arthur, não conseguia entender o lado dele, se sentia idiota – você não tinha o direito de me enganar Arthur. Eu... eu... você mentiu pra mim

Arthur: não foi essa minha intenção – tocou os dois lados do rosto dela com a s mãos – Lua em nenhum momento eu menti, quando te disse tudo o que sentia, quando te aconselhava e te dizia aquelas palavras, quanto te mandei todos os presentes... Apenas omiti minha identidade, porque você não me deixa chegar perto, meu amor... – acariciou as maças da bochecha dela que cerrou os olhos, seu coração batia descompassado, parecia seu primeiro encontro, mas saber que foi enganada fazia seu estomago revirar – foi a única maneira que encontrei de estar perto de você... eu não posso viver longe de você... eu te amo – roçou seu nariz no dela que entreabriu os lábios sentindo as respirações se misturarem.

Lua: não – juntou a pouca força que tinha para se afastar e virar-se de costas

Arthur: porque está fazendo isso? Esta lutando contra você mesma, Lua – franziu a testa – não estou te reconhecendo, não me ama mais? É isso? Porque sinceramente eu não entendo mais essa sua atitude, tudo bem que eu fui um idiota, mas eu estava transtornado de ciúmes, mas isso porque eu sou assim e essa é minha maneira de te amar, e se eu perdi a aliança, não foi de propósito, foi em um momento de distração.


7 comentários:

  1. Posta mais pfpf
    Posta tbm LuAr no BBB e Dangerous Love pfpf

    ResponderExcluir
  2. maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais

    ResponderExcluir
  3. Chorei com esse capitulo

    ResponderExcluir
  4. Ana Clara s229/11/2013 22:35

    OMG!!!posta mais????

    ResponderExcluir
  5. posta mais pelo amor de deus, necessito desta web ....

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo