17 de nov de 2013

Meu vizinho Insuportável 3ª Temp.

 

Capítulo 24 e 25



Os dias foram passando com calma... Lua e Arthur cada dia mais afastados, Lua ligava para Sophia e Melanie de vez em quando para saber dos filhos, assim como Arthur. estava chovendo e estava de noite, Lua estava procurando Vivi junto com Renan, mas nem sinal da menina, estava preocupada, quando chegou em casa e se despediu dele com um selinho, se dirigiu a cozinha encontrou a filha lá, encolhida e se preocupou

Lua: filha, onde estava? eu te procurei feito louca

Vivi: só andando por aí mãe... não se preocupa – forçou um sorriso

Lua: own meu amor... vem, vamos dormir com a mamãe , vem.. está com carinha de quem precisa de colo – disse e para o espanto da mãe ela assentiu se controlando para não deixar as lagrimas escaparem, e abraçou a mãe com força, Lua se preocupou , mas apenas segurou a mão dela e seguiram para o quarto

(...)

Arthur estava em uma espécie de caverna ajudando sua confidente, a única que o entendia, a pintar aquele local e surgiu uma duvida nele

Arthur: engraçado, desde o dia que te conheci na beira do rio, não sei seu nome – viu ela sorrir jogando um pouco de tinta nele

####: não costumo dizer meu nome... é um segredo que guardo

Arthur: você é bem misteriosa... ninguém te conhece por aqui?

####: não... – ficou um tempo em silencio – me chame de Estrela... gosto desse nome – sorriu

Arthur: Estrela... gostei, gosto muito de conversar com você Estrela, me faz esquecer de tudo e ainda me ajuda.... não sei como agradecer... queria poder te ajudar de alguma forma... te vejo tão sozinha...

Estrela: já me ajuda muito me fazendo companhia, e sendo meu amigo, acredite – lhe sorriu mais uma vez

Arthur ficou mais umas horas conversando com aquela mulher misteriosa e logo foi para casa, direto para a cozinha tentar tirar aquela tinta das mãos, porem estava difícil, então tirou a aliança com um pouco de dificuldade e colocou na mesa, assim conseguindo aos poucos tirar a mancha, logo subiu para o quarto e colocou as mãos na cabeça ao lembrar que esqueceu a aliança, então voltou para buscá-la se surpreendendo ao ver que a mesma já não estava mais naquele local e se desesperou.

No dia seguinte, Arthur acordou cedo e foi revirar toda a cozinha tentando encontrar a aliança e se assustou quando viu Lua entrar

Lua: aconteceu alguma coisa? – perguntou preocupada e passou a língua pelos lábios ao perceber que ele estava apenas de cueca

Arthur: não... nada... eu estava procurando o ... – sorriu ao perceber o olhar dela por seu corpo – não importa – se aproximou dela umedecendo os lábios – Lu... eu acho que... bom... precisamos conversar...

Lua: eu sei... – o olhou nos olhos com um sorriso, não aguentava mais estar separada dele – eu sinto muito sua falta Arthur...

Arthur: verdade? – perguntou sorrindo e ela assentiu entrelaçando seus dedos nos dele e quando ele ia tocar seus lábios nos dela, Lua se separou rapidamente olhando-o horrorizada – o que foi Lu? Que cara é essa? – perguntou preocupado ao ver que ela estava aponto de chorar

Lua: eu vou... eu preciso ficar sozinha – engoliu o choro

Arthur: mas precisamos conversar – disse segurando o braço dela

Lua: acho que não faz mais sentido... – olhou para os dedos dele mais uma vez e se soltou saindo rapidamente Dalí

Arthur demorou alguns minutos e logo percebeu o que havia acontecido, ela o viu sem aliança, precisava se explicar, procurou mais um pouco por ali e logo subiu para falar com ela, entrou no quarto sem bater e a viu deitada, abraçada ao travesseiro, sentou-se na cama e acariciou o braço dela

Arthur: Lu... se é pela aliança eu...

Lua: Arthur, não precisa me explicar.... eu já entendi, agora sai daqui por favor – soluçou – eu quero ficar sozinha

Arthur: mas Lua, eu sei que está assim pela aliança e eu juro que vou encontrar... – explicou-se

Lua: você perdeu? – o encarou incrédula com os olhos repleto por lagrimas, vê-lo sem o símbolo da união de ambos, doía-lhe mais que qualquer pancada – Arthur sai daqui... você me magoou de mais, sai daqui... eu sei que não é importante pra você... não adianta se justificar, se não, não teria perdido...

Arthur: também não se faça de inocente – se irritou – não me culpe porque você não é nenhuma vitima Lua... e sim maior culpada do que está acontecendo com nós dois


Lua: SAI DAQUI AGORA – o empurrou e ele a olhou por um tempo e logo saiu do quarto em lagrimas também. 

11 comentários:

  1. Tadinho de Arthur eh traído e ainda sai como culpado.. Posta maissss

    ResponderExcluir
  2. Ana Clara s217/11/2013 18:27

    Thur......tadixnho dele!!!!posta mais...

    ResponderExcluir
  3. Coitado do thur
    Posta mais

    ResponderExcluir
  4. tadinho do meu Bebê
    post +++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  5. Posta mais amando cada vez mais.a web .

    ResponderExcluir
  6. Eu acho errado isso o Arthur que sai como o culpado alem de ser chifrado, eu acho que a Lua tem que correr atras um pouco por que é so o Arthur que vai atras dela...

    ResponderExcluir
  7. +++++++++++++++ pf

    ResponderExcluir
  8. é ta na hr da lua ir atrás do arthur tadinho do meu baby <3 !!!

    ResponderExcluir
  9. posta mais... saudade

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo