22 de nov de 2013

Meu vizinho Insuportável 3ª Temp.

 

Capítulo 26, 27 e 28



Renan: Lu, olha o  que colhi pra você? – sorriu entrando no quarto dela – amoras

Lua: obrigada – sorriu fraco se sentando – mas agora não estou com vontade – mordeu os lábios

Renan: o que aconteceu? Pra você rejeitar amoras, com certeza foi grave – disse tirando uma mexa do cabelo dela do rosto que chorava – Arthur neh? – bufou ao ver ela assentir – viu só como ele te deixa? Odeio te ver assim, vem – puxou ela para o colo e a mesma afundou o rosto no pescoço dele

Lua: acho que ele deixou de me amar... acho que agora acabou mesmo... – fungou

Arthur: Lua eu – paralisou ao ver a cena – desculpe atrapalhar o casal... – riu irônico – ah claro, você faz ceninha e já está agarrada com o jegue – cerrou os punhos - você é mesmo uma p.... – não terminou de dizer e apenas bufou fechando os olhos para se controlar.

Renan: termina a frase e eu te quebro a cara – deixou Lua chorando na cama e levantou-se ficando de frente pra ele – aquele dia você se aproveitou que eu estava no cavalo, mas agora eu te mato seu....

Lua: não briguem por favor... – pediu entre soluços se acomodando na cama  

Arthur: não – negou com a cabeça – eu não vou me sujar e nem perder tempo por alguém que não merece... eu... – respirou fundo e saiu negando com a cabeça, Renan fechou a porta e sentou ao lado dela

Renan: devia ter me deixado bater nele... – disse deitando ao lado dela e acariciando os cabelos dela que negou com a cabeça o abraçando

Lua: viu o que ele disse?... – fungou – eu não queria que as coisas tomasse esse rumo....

Renan: Lua... minha linda me deixa tentar te fazer feliz... – não obteve resposta ela apenas se soltou dele e tapou o rosto com os braços ainda deitada – não chora mais princesa... – beijou a bochecha dela e logo os lábios acariciando de leve os braços dela, Lua correspondeu ao beijo sem se mover, precisava esquecer o que a estava matando por dentro, ela levou uma mão aos cabelos dele acariciando, o mesmo sorriu para ela que continuou séria, então ele voltou a beijá-la e desceu os beijos para o pescoço, enquanto baixava a alça do vestido, seguindo molhados beijos por seu colo e toda a parte desnuda . Lua apenas fechou os olhos e deixou ele a levar... pensando em que rumo sua vida estava tomando.

Assim que amanheceu, Renan levantou e a olhou dormindo de bruços, sorriu e calçou seu chinelo, logo saindo devagar do quarto, e desceu as escadas. Arthur deixou a primeira lagrima descer ao ver o mesmo sair do quarto de Lua com o cabelo bagunçado e cara de sono, tinha acabado de acordar, ele nunca sentiu seu peito doer tanto como naquele momento, logo viu o mesmo voltar com uma bandeja de café da manhã e entrar novamente no quarto, Arthur fechou a porta e se escorou na mesma deixando as lágrimas rolarem, se sentou no chão e escondeu o rosto com as mãos, havia a perdido e não suportava isso , estava arrasado. Depois de um tempo ali, tomou um banho e decidiu continuar vivendo... mesmo se sentindo sem vida, saiu para caminhar sem rumo e encontrou Rayana. 

Rayana: pra onde vai tão tristonho assim? – segurou o braço dele que tentou sorrir mas saiu como uma careta – tentativa de sorriso fracassada – riu

Arthur: minha vida é um fracasso – baixou a cabeça

Rayana: hey não fala assim... me fala onde está indo?

Arthur: vou ver a Estrela, conhece?

Rayana: não – estranhou – ela é daqui? Nunca ouvi falar

Arthur: sim, ela mora do outro lado do rio, não quis dizer seu nome, apenas pediu para que a chamasse de Estrela – franziu a testa quando pilar o soltou – o que foi?

Rayana: do outro lado? – perguntou espantada e o viu assentir – como ela é?

Arthur: pele clara, baixinha, cabelos longos, pretos e lisos, muito bonita ela

Rayana: MEU DEUS – colocou a mão na boca espantada e seus olhos encheram de lagrimas

Arthur:  que foi? Você conhece ela?

Rayana: ela... ela... – não conseguia terminar, estava em choque

(...)

Lua: obrigada Renan, estava uma delicia – sorriu entregando a bandeja para ele – nem sei se mereço...

Renan: hey não seja boba, mas é claro que merece – deu um beijo na testa dela e percebeu as malas no canto da parede – o que é isso?

Lua: eu vou embora – viu a cara de reprovação dele – não me olhe assim... eu não posso mais ficar aqui.... eu vou embora sozinha... – levantou-se e entrou no banheiro, em quinze minutos ela saiu já pronta e o olhou – não vou me despedir de ninguém...  me leva até o ponto de ônibus?


Renan: tem como te fazer mudar de ideia? – riu baixinho quando ela negou com a cabeça – então vamos neh... – deu de ombros a ajudando com a mala.

14 comentários:

  1. coitado do arthur, ele não merece isso da lua, posta mais

    ResponderExcluir
  2. Tadinhoo de Arthurr so sofre ..... Posta maisss

    ResponderExcluir
  3. a web ta linda, posta mais

    ResponderExcluir
  4. Nossa tadinho do Arthur ele não merece o que a Lua tá fazendo com ele,posta mais.

    ResponderExcluir
  5. tadinho do thur posta mais

    ResponderExcluir
  6. que odio,que odio,que odio , nao serio luh, me desculpa mesmo cara , mais tu ta realmente virando uma puta, como assim diz que ama o cara e ainda trai ele na maior cara de pau

    ResponderExcluir
  7. mais o arthur nunca da chance dela se explicar
    posta mais

    ResponderExcluir
  8. +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  9. Tadinho do Arthur, posta maaaais

    ResponderExcluir
  10. Posta mais pelo amor de Deus já li todas sua webs mais essa é a melhor !!!In Love

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo