3 de nov de 2013

Blame it on love - Cap 4






22 de Fevereiro de 2013.

Bem, como prometido escrevi breve. Ok, não tão breve assim mas pense pelo lado bom, estou escrevendo, o que já é um bom começo.

Muitos podem achar esse lance de escrever um diário coisa boba, mas eu acho importante, sabe...materializar lembranças, atos, sentimentos, acontecimentos de sua vida, para que sempre que estiver esquecendo dela, abrir um simples caderno e literalmente folear sua vida lembrando cada pedacinho dela.

Estou falando isso para você agora, porque acho que você já deve pelo menos uma vez, ter pensado que eu sou louca, infantil ou até mesmo uma tremenda boba por contar meu dia-a-dia assim, sem mais nem menos. Comecei com isso á pouco tempo, como você mesmo sabe e para ser bem sincera, estou amando.

Mas voltando á minha vida, se você ainda lembra da ultima vez que escrevi, contei que iria ao cinema com o pessoal. Tomara que você não esteja esperando que eu conte coisas interessantes, que aconteceram durante o filme, porque na verdade não existem 'coisas interessantes que aconteceram durante o filme'.

 O que á para ser contado se passou depois do filme, começou quando estávamos lanchando no Mc Donald's. Isso soou bastante infantil, mas quem não resiste a um bom e velho Mc lanche feliz? É tentação demais, todos sabem, e aqueles brinquedinhos fofos então? Tenho uma 'pequena' queda. Mas enfim, voltando a 'hora do lanche'.

Estávamos todos comendo e conversando em uma das mesas.

- Dude, tinha até esquecido do quanto isso é bom! -Chay falou com a boca parcialmente cheia.
- Que crime, Suede! Como um desses pelo menos uma vez por semana. -Falei na mesma situação do Chay.
- Não falem de boca cheia, seus mal educados! -Sophia começou com seu discurso sobre educação básica que todos deveríamos ter, mas acho que não preciso narrar tal coisa.
- Ok, Sophia! Nós entendemos. -Chay encerrou, já não aguentando tanto sermão.
- Prometam não fazer mais... -Sophia exigiu autoritária.
- Prometemos, mamãe! -Eu e o Chay falamos juntos, em um tom divertido fazendo todos gargalharem.
- Meus garotos! -Sophia brincou, fazendo vozinha de bebê.
- Vocês são hilários, tinha até esquecido. -Guga se pronunciou pela primeira vez desde os pedidos, até então estava concentrado demais...comendo.
- Somos demais, baby! -Mel brincou, dando beijinhos em seus próprios ombros.
- E...Olha a convencida! Só não é mais que a branquinha aqui. -Micael brincou.
- Ei! -Sophia protestou fazendo bico.
- To brincando, linda! -Eles deram um selinho demorado com direito a "Bleh" de todos nós.
- Ei casal, parou com a melação né?! -Arthur falou com um careta no rosto, como se fosse vomitar.
- O dude aqui ta reclamando porque não tem ficante, namorada nem mesmo peguete! -Micael cantarolou e Arthur lhe deu um pedala.
- Mika, meu caro amigo, todos nós sabemos que o que não me falta são garotas! -Arthur se fez de convencido e todos nós rimos.
- Quero milk-shake! -Eu falei de repente e todos riram.
- Que história é essa agora, pentelha? -Chay me perguntou.
- Deu vontade de tomar milk-shake ué. -Usei minha melhor voz de manha e meu melhor e maior bico.
- Eu compro um para você, vamos lá! -Guga levantou-se. Já falei que ele é um baita fofo?!.
- Obrigado! -Lhe dei um beijo na bochecha e fomos comprar o milk-shake.
- Disponha, princesa! -Ele sorriu galanteador e me abraçou pela cintura.
- O Guga gamou mesmo na Lua hem?! -Ouvi Sophia falar enquanto ainda estávamos a uma distância significativa da mesa.
- Percebi. -Arthur falou de mal gosto. Então ta, garoto mais estranho esse Aguiar.

Seguimos até a fila, enquanto esperávamos ficamos conversando sobre coisas bobas.

- Cor favorita? -Perguntei divertida.
- Amarelo! -Ele respondeu e nós gargalhamos.
- Vou ser bem sincera, estava esperando um 'Verde, vermelho ou azul'. -Afirmei mordendo meus lábios.
- Sou imprevisível, não me subestime! -Ele gargalhou ao falar.
- Uau, impressionei. -Ele sorriu e se aproximou, ficando com o rosto tão perto que podia sentir sua respiração.
- Vai se impressionar ainda mais, só preciso de tempo... -Ele falou roçando nossos lábios, sorri.
- Ei, já fizeram o pedido? -Arthur chegou vamos dizer, do nada. Nos separamos rapidamente.
- Ainda não! -Respondi normalmente, nada aconteceu mesmo. Ele nem acabou de interromper um beijo meu e do Guga de propósito.
- Eu vou querer um também, chocolate! -Ele falou sorridente. Assenti com a cabeça e fui fazer os pedidos enquanto Guga e Arthur conversavam bem atrás de mim.
- Qual é dude, precisava atrapalhar assim? -Guga perguntou de mal humor.
- E cara, foi mal...Nem tinha visto! -Arthur respondeu todo sínico, qual é a dele afinal ?.
- Prontinho. -Cortei o papo chegando com os 3 milk-shake's.

Voltamos para a mesa e continuamos a conversar sobre diversas coisas bobas. Enfim, nada de interessante, para resumir.

Saímos da praça de alimentação e fomos dar uma volta no shopping, só para passar o tempo mesmo.
Estávamos passando em frente a uma loja de roupas, não preciso nem contar né?! Entramos, por conta de uma paixão imensa por algumas roupas da vitrine.

- Ai que linda! -Sophia apontou para uma blusa.
- E essa calça? Perfeita! -Mel gritou ao ver uma calça.
- Você também é assim comprando roupa, Luh? -Guga perguntou me puxando para seu colo, já que eu estava em pé e ele sentado em um sofá.
- Não
- Ufa, ainda bem! -Ele suspirou aliviado.
- Sou pior! -Respondi marota e ele arregalou os olhos.

Enfim, compramos algumas roupas, que na opinião dos garotos foram muitas, e fomos para casa. Guga e Arthur eram os únicos de carro então levaram todos em casa, de acordo com a distância.

- Então, já que a Luh mora perto, ela vai comigo né?! -Arthur perguntou quando todos já estavam entrando nos carros.
- Pode deixar, cara! Eu a levo sem problemas! -Guga respondeu desafiador. Não entendi mas assenti e adentrei no carro dele, ouvindo Arthur bufar levemente.

Deixamos a Mel e o Micael em suas casas e o Guga seguiu em direção a minha. Chegamos e ele desceu do carro, não entendi bem, até ele abrir minha porta e fazer uma especie de reverencia. De novo, ele é muito fofo, cara.

- Não precisa, Guga! -Falei envergonhada, já comentei que fico meiga quando estou com vergonha? Pois é.
- Claro que precisa, linda! -Ele sorriu e me roubou um selinho demorado.
- Boa noite. -Segui em direção a porta de entrada.
- Boa noite...Ei, espera! -Ele falou mais alto depois de uma breve pausa. Eu me aproximei dele.
- Posso ter a honra de um ganhar um beijo de uma bela donzela como você? -Ele brincou me fazendo sorrir.
Não respondi, aproximei nosso lábios roçando-os levemente. Ele passou a língua brevemente no meu lábio superior e eu abri levemente, nossas línguas se encontraram e um choque percorreu meu corpo. Gostaria que aquele beijo durasse mais tempo, com toda certeza. Nos separamos com selinhos e respiração ofegante.

- Agora sim, boa noite! -Ele falou maroto, sorrindo de canto.
- Boa noite! -Eu sorri e entrei em casa, vi o carro dele dobrar a esquina e suspirei levemente.

Está tarde, e infelizmente amanhã tem aula, e se você está se perguntando o porque de eu não ter contado o dia de ontem {21 de Fevereiro de 2013}, não aconteceu nada de interessante, fiquei em casa, assisti um filme, comi pipoca, fiz a atividade e dormi, muito interessante.
Pois bem, agora eu vou indo...minha caminha linda me espera.


Xoxo- Lua

3 comentários:

  1. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh posta mais muito lindo, anw amei o Guga e a Lua, mais é lógico que eu prefiro o Arthur !

    ResponderExcluir
  2. Quero maissssss, quero Lua mais Arthur

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo