29 de nov de 2013

A Submissa -Capitulo 12



Arthur: Um bom dia para todos._ desejou ele abrindo a porta e afastando-se para me deixar passar _ Queria perguntar se aceitaria tomar um café comigo.


O meu coração subiu pela boca. Um encontro, Arthur a convidar-me para sair. Aclarei a garganta, tentando controlar o nervosismo.


Lua: Aceito o convite, só tenho de avisar a Sophia.


Arthur reagiu com um sorriso incrível, genuíno, natural. Oh, meu Deus... Abriu a porta da suite para eu entrar. Passei á frente dele para voltar ao quarto e deparei com Sophia e José num debate profundo.


Sophia: Lua, ele gosta de ti, sem dúvida alguma.


O José olhou para mim com um ar irritado e de desaprovação.


Sophia: Mas eu não confio nele. _ acrescentou ela.

Lua: Ele convidou-me para tomar café com ele.


A boca de abriu-se completamente. Ela agarrou-me no braço e arrastou-me para o quarto que ficava ao lado da área social da suite.


Sophia: Lua, ele tem alguma coisa. Ele é um borracho concordo, mas acho que é perigoso. Especialmente alguém como tu.

Lua: O que queres dizer com alguém como eu. _ perguntei ofendida.

Sophia: Uma inocente como tu, Lua. Tu sabes o que quero dizer. _ explicou ele levemente irritada.

Lua: Sophia, é só um café, tenho muito que estudar, por isso não vai demorar muito.

Sophia: Tu é que sabes, mas não te demores senão início uma operação de busca e salvamento.

Lua: Obrigada. _ agradeci com um abraço.


Saí da suite e deparei-me com Arthur á minha espera encostado á parede.


Lua: Ok, vamos lá ao café. _ murmurei vermelha como um tomate. Ele sorriu.

Arthur: Faça o favor, Lua.


Saímos do hotel e caminhavamos até ao café quando derepente senti uma mão a segurar a minha. Não acredito, Arthur a segurar-me a mão só posso estar a sonhar, alguém me belisque que eu ainda não acredito. Entramos no café , sentamo-nos numa mesa, fizemos o pedido e permanecemos em silêncio até Arthur o quebrar.


Arthur: É namorado.

Lua: Quem.

Arthur: O fotografo, José Rodriguez.

Lua: Não. O José é meu amigo mais nada. Porque pensou que era meu namorado.

Arthur: A forma como sorria para ele e ele para si. _ o olhar dele ficou preso no meu.

Lua: Ele é como um irmão para mim.


Arthur acenou com a cabeça, aparentemente satisfeito com a resposta.


Arthur: É  filha única.

Lua: Sim.

Arthur: Fale-me dos seus pais.

Lua: A minha mãe vive na Geórgia com o novo marido.

Arthur: E o seu pai.

Lua: O meu pai morreu quando ainda era bébé.

4 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo