27 de nov de 2013

9° Capítulo - Caminhos traçados

Do lado de fora, Lua esperava por um taxi em frente a escola, o que estava difícil de achar pelo horário. Estava tão distraída tentando ligar pra um taxista amigo da sua mãe ,que nem percebeu quando o carro de Arthur estacionou na frente dela e Arthur buzinou a assustando.
– Que susto Arthur. – Disse ofegante com a mão coração e Arthur riu.
– Entra no carro! – Ordenou. – Ia embora sem mim? – Perguntou assim que ela entrou no carro.
– Você tava com a sua namorada, e eu queria ir embora. – Respondeu como se fosse obvio enquanto ele dava partida.
– Você sabe que se me pedisse pra ir embora , eu ia te levar. – Olhou rapidamente pra ela.
– Eu não! Tenho a leve impressão que a Giovana não vai com a minha cara. – Disse e riu logo depois.

– Você não presta Lua. –Negou com a cabeça.
– Eu? – Perguntou se fazendo de ofendida. – Se sua  namorada tem cara de morena azeda eu não tenho culpa. – Retrucou.
– Eu não ouvi isso. – Arthur negou com a cabeça e ligou o radio. – Melhor escutar uma musica. –colocou um cd do Bon Jovi.
– Você tem razão. – Colocou na musica “It's My Life” , e Arthur revirou os olhos.
– Essa não Luh. – Pediu manhoso, olhando o transito.
–  It's my life/ It's now or never/ I ain't gonna live forever/ I just want to live while I'm alive/(It's my life) /My heart is like an open highway /Like Frankie said/ I did it my way
I just wanna live while I'm alive /It's my life. – Lua cantava e se mexia com forme a musica.
– Ai meu deus!  Eu mereço. – Exclamou e completou a musica.
Minutos depois Arthur e Lua estavam estacionado o carro na garagem de casa.
– Eu amei a festa. – Lua sorriu para Arthur. – Foi bem legal né?
– É. Luh pega pra mim  a minha carteira carteira e o celular no porta luvas?
– Pego. –Abriu o porta luvas e pegou o que ele havia pedido, mais quando foi entrega-lo algo caiu de sua carteira.
– Eu pego! – Os dois disseram juntos, e rapidamente pegaram o papel,mas a mão de Arthur acabou tocando na de Lua o que fez com que ela estremece e os dois se olharam. Lua olhava para boca de Arthur que estava a centímetros da sua, e quando seus lábios estavam quase se tocando, Lua cai na real e sai do carro correndo.
– Lua!! – Arthur  gritou e correu atrás dela. – Ei espera. – A segurou pelo braço.
– Desculpa Arthur. – Se soltou dos braços dele e se trancou no  quarto.
– Droga!


No dia seguinte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo