28 de nov de 2013

67ª Capítulo - "Tudo por uma promessa"


POV NARRADOR
Parecia mentira. Como é que uma criança tao pequena poderia ter ido tao longe? Bom, na verdade, não sabemos se é longe ou perto… o que sabemos é que ele desapareceu.
Lua não estava bem, nada bem mesmo. Para piorar a situação, Arthur julgava-se como culpado, apesar de não ter culpa nenhuma do que aconteceu.


O casal não parecia ser mais o mesmo. Até chay, que veio ontem à casa deles, achou o mesmo.

FLASH BACK ON

Quando a campainha tocou, Arthur correu em direção à porta, pensando que podia ser alguém com o seu pequeno Rodrigo nos braços, mas não era…

Arthur: ahh, é voce… - disse, desanimado ao ver o amigo
Chay: nossa, também te amo, sabia? – Chay entrou e fechou a porta – O que aconteceu? – questionou ao ver Lua sentava no sofá, chorando, de cabeça baixa – Vocês brigaram?
Arthur: não… é pior que isso
Chay: vao pedir o divorcio? – chutou ele
Arthur: chay, se é para falar merda, fica calado! – disse arthur descontrolado
Chay: mas que caras de enterro são essas afinal?
Lua: é o Rodrigo, Chay… - Lua levantou e abraçou o amigo, deitando a cabeça no ombro dele – Ele desapareceu!
Chay: mentira né? – ele abraçou ela e sentiu o corpo da loirinha tremendo – Mentira né? Cadê o meu afilhado! – ele começou a olhar por toda a sala…
Arthur: voce acha mesmo? – Arthur voltou a chorar – A culpa é toda minha!
Lua: não é não Arthur…
Arthur: é sim! Foi por minha culpa que ele desapareceu…
Chay: mas vocês procuraram ele?
Arthur: eu andei pelas ruas pior que um louco… ele é bebé, não ia ir longe
Chay: arthur, vamos combinar que ele não foi a lugar nenhum sozinho né? Alguém sequestrou ele!

Ao ouvir tais palavras, Lua começou a chorar ainda mais e dessa vez correu para o quarto, para sofrer calada, longe de tudo e de todos. Era no quarto do Rodrigo que el permanecia sempre.

Chay: voce tem ideia de quem possa ter sido?
Arthur: não sei… - ele disse olhando a janela – Chay, eu sai da piscina e foi buscar uma toalha. Ele estava aqui em casa, no jardim, perto da piscina cara. Ele tava quieto e nem estava passando ninguém por aqui. Quando eu chego à rua com a Lua, ele simplesmente já não está lá…
Chay: voce não se pode culpar por isso.
Arthur: se eu não tivesse ido buscar a porra da toalha, nada disso tinha acontecido
Chay: voce não sabe! – avisou o amigo – Eu to aqui para tudo meu irmão! Agente vai encontrar o meu afilhado, eu sei que vamos! – abraçou forte o Arthur

FLASH BACK OFF

Ontem, quando chay saiu de casa do Arthur e da Lua, ele contou aos amigos o que tinha acontecido, nomeadamente Sophia, Mica e a sua namorada, a Mel. Todos ficaram em choque, sem saber o que falar.

Durante a noite, de ontem para hoje, Lua acordou varias vezes aos gritos, tendo pesadelos terríveis com o Rodrigo. Uma vez era porque sonhava que estavam afogando o bebé, depois é que o tinham sequestrado… enfim, coisas terríveis!
Arthur acordava com os gritos da mulher e tentava a acalmar, mas sem sucesso.

Hoje, pela manha, durante o café, ninguém comia nem conversava. Lua tinha o rosto péssimo, assim como o de Arthur.

Arthur: Lua, agente não pode desanimar
Lua: voce quer que eu ria numa situação dessas? Quer que eu coma, quando eu nem sei se o meu filho está comendo? – ela começou a chorar de novo – Eu não consigo Arthur! eu não consigo… - ela atacou de novo
Arthur: eu sei… eu sei que é difícil – ele conteu o choro e foi abraçar Lua – Mas agente tem de ser fortes.
Lua: eu não consigo Arthur… eu quero o meu filho. Eu quero agora ele… - ela chorava no ombro dele

Todos saibam já que Rodrigo tinha desaparecido, menos Katia e Leo, os pais de Arthur. mas isso era por pouco tempo, pois Arthur pediu para os pais virem à sua casa, ainda hoje e que era um assunto serio.
Assim que chegaram, com um o sorrisao no rosto, viram Lua e Arthur sérios na sala e logo calcularam que o assunto era serio mesmo.

Leo: comecem a falar… estou vendo que é serio mesmo!
Arthur: pior que é mesmo… pai, eu pensei muito e vou deixar voce ficar à frente, na clinica.
Leo: na sua clinica de reabilitação? Porque?
Arthur: sim… eu não tenho outra. É porque aconteceu uma coisa grave…
Katia: o que? – perguntou ela, não sabendo nem da historia à metade – Cadê o Rodrigo, ele está dormindo?
Arthur: é disso que eu vou falar agora… - ele segurou forte a mão da Lua, pois viu que a menina chorava de novo – O Rodrigo desapareceu… e nós suspeitamos que seja um sequestro.
Leo: o que? – ele se levantou do sofá
Katia: não… eu não ouvi isso – ela começou a chorar – Aii meu deus, o meu netinho… o meu netinho não! levaram o meu netinho… - ela começou a andar de um lado para o outro
Arthur: calma mae… não piora as coisas por favor – Arthur começou a chorar também – Poxa mae, tá sendo difícil para mim também.
Lua: ele estava com agente no jardim… ai eu subi para procurar o protetor solar e o Arthur subiu para ir buscar uma toalha. Quando voltamos, ele não estava mais.
Katia: isso parece historia de filmes… - ela disse com a mao na cabeça, de novo sentada no sofá
Arthur: eu acho melhor  ir buscar um copo com agua…
Leo: eu também acho. A sua mae esta branca – enquanto falava, Leo abanava um papel para fazer ar pro rosto dela
Katia: façam eu acordar rápido desse pesadelo… me tragam o meu neto. – pedia

Todos tiveram mais ou menos a mesma reação.
Lua e Arthur a toda a hora recebiam mensagens dos amigos e conhecidos, que sabiam do acontecido, desejando as melhores, muita força e mensagens pequenas de carinho falando que tudo ia dar certo.

Já tinha 24horas mais ou menos desde que Rodrigo tinha desaparecido e o pânico era cada vez maior. Arthur, depois dos pais saírem de casa dele, foi de carro pela zona em que vive e perguntou inclusive a pessoas se tinha visto um bebé pequeno com todas as características do Rodrigo, mas ninguém o tinha visto.
Quando ele chegou a casa, por volta das 8horas da noite, reparou que tudo estava demasiado calmo. Ele tinha deixado a Lua sozinha em casa e tinha medo do que ela pudesse fazer, então, correu até ao seu quarto procurando ela. Ele não a viu ali. Então, passou pelo quarto do lado, onde viu Lua encostada ao berço do Rodrigo, chorando, abraçada ao seu bonequinho que ele costumava brincar.

Arthur: voce não pode se isolar…
Lua: alguém viu alguma coisa?
Arthur: não… - ele foi até ela, sentando ao seu lado, no chao – Estou com um aperto no peito. Parece um sufoco até.
Lua: eu sinto o mesmo – ela chorava e abraçou o braço do marido – O que será que aconteceu com o nosso pequeno?
Arthur: eu não sei amor… só sei que se eu sei quem fez isso, eu mato o desgraçado!
Lua: mata nada… eu é que mato.
Arthur: - ele suspirou – Quero o meu pequeno aqui de volta.
Lua: somos dois…
Arthur: se ele não aparecer dentro de 5 dias, eu cometo uma loucura! – ele afirmou
Lua: não não… nem pensar. Voce não vai fazer nada de cabeça quente. Não me vai deixar aqui
Arthur: eu não sou nada sem ele Lua – Arthur começou a chorar
Lua: não podemos desistir amor! – os dois se abraçaram e continuaram chorando noite dentro

5 comentários:

  1. Pq eles não chamam a policia ???

    ResponderExcluir
  2. faz o Rodrigo aparecer pf

    Ana

    ResponderExcluir
  3. ++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  4. que dó deles
    ass Sofia

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo