21 de out de 2013

The surprise - Capítulo único.





Capítulo único.
Autora: Camila Oliveira
Classificação: Cada um sabe o que lê.

- Domingo é nosso aniversário, dois anos de namoro. Quero fazer algo especial para ela! - Arthur conversava com um amigo. Foi logo após a faculdade á um barzinho frequentado, para que pudesse conversar com Chay sobre uma possível surpresa para Lua.
- Caraca, maluco! Já faz esse tempo todo que vocês estão juntos? -Chay, amigo de Arthur desde o colégio, seu confidente, conselheiro, parceiro, irmão.
- Pois é, cara ...desde o 2º ano -Arthur 'avisou' orgulhoso. Eles namoravam desde os 17 anos, quando perceberam que o que sentiam um pelo outro era mais que amizade, foi mágico, difícil, digno de um filme. Se conheciam desde os 8 anos de idade, sempre amigos, melhores amigos, me atrevo a falar; quando os dois descobriram o sentimento a mais que tinham, custou a ficarem juntos. Brigas e mais brigas, 'términos' de no máximo uma semana, saudade... nada conseguiu fazer a proeza de separar {verdadeiramente} Lua e Arthur. Aqui está eles, dois anos de namoro, morando juntos, ambos na faculdade, fazendo estágios e além de tudo, se amando incondicionalmente.
- Então, no que você pensou? -Arthur queria fazer algo especial, memorável, mágico, se possível, Lua merecia o melhor, e ele com certeza iria lhe dar.
- Sinceramente? Eu não pensei muito em nada. Mas quero que seja uma surpresa, e que seja perfeito! - Arthur sempre foi meio perfeccionista, tudo deveria sair exatamente como tinha que sair.
- Dude, seu celular está tocando. Deve ser a Luh! - Arthur olhou no visor e confirmou com a cabeça, levantou-se e foi para um lugar mais afastado, para que pudesse compreender o que Lua dizia, devido a barulheira no local ele não a estava ouvindo bem.
- Alô?! Thur? -Lua perguntou receosa. Ela deveria estar saindo da faculdade, ou chegou em casa e ao não encontrar Arthur ficou preocupada e resolveu ligar.
- Oi Luh! -Arthur sempre sorria ao ouvi-la dizer seu nome, era inevitável e sempre muito bobo. Homem apaixonado é sempre meio bobo.
- Onde você está? Cheguei em casa e não te encontrei, fiquei preocupada! -Eu falei, a Luh é que nem mães, chegou, não encontrou alguém em casa, fica logo preocupada. Porém, o Arthur sabendo como ela é, deixa sempre algum recado.
- Estou no "Will's" com o Chay, não deixei recado no mural porque vim direto da faculdade pra cá! -Ele explicou de vagar e sorriu de canto, naquele momento uma "lampadazinha" se acendeu na sua cabeça, já sabia o que iria fazer para Lua no aniversário de dois anos de namoro.
- Hm...Fiquei preocupada! -Ela falou dengosa, e Arthur sabia...ela estava carente e fazendo drama para que o mesmo fosse logo para casa.
- Já estou indo para casa, pequena. Pare de fazer esse drama todo, mocinha...coisa mais feia! -Ele abafou o riso com uma mão e a ouviu rir baixinho do outro lado da linha.
- Ok, vem logo, Bebê. E a propósito...eu nunca faço drama, tá?! -Arthur sorriu novamente, ironicamente. Enquanto Lua ria abafado.
- Tudo bem, santinha! Já estou indo, beijos! -Arthur se despediu e sorriu novamente bobo.
- Beijo, amo você! -Ela estava realmente carente hoje, qualquer um perceberia. Arthur adorava quando ela estava assim, era muito fofo.
- Amo você! -Ele respondeu carinhoso e desligou, retornando para a mesa em que havia deixado Chay alguns minutos antes.
- Eai?! -Chay perguntou animado, enquanto tomava sua cerveja.
- Já sei o que vou dar para ela Domingo, você vai ter que me ajudar. -Arthur respondeu catando algumas notas na carteira.
- Tudo bem! -Chay respondeu animado enquanto esperava que o amigo finalmente desenrolasse o plano para ele, que estava extremamente curioso.
- Amanhã eu te ligo, a gente se encontra e te falo tudo! -Arthur levantou-se, deixando o dinheiro em cima da mesa, debaixo do copo de suco que havia bebido.
- Fechou! Já vai? -Chay perguntou obviamente, enquanto dava um sorriso de canto para uma morena na mesa do lado.
- Já, a Luh já está em casa! -Arthur sorriu e saiu, deixando Chay sentado, rindo e negando com a cabeça.

***

Alguns minutos depois Arthur chegou em casa, entrou e encontrou a sala completamente escura, fechou a porta e acendeu a luz calmamente, deixando as coisas em cima da mesinha ao lado da porta. Surpreso, deixou que as chaves caíssem, com a visão á sua frente, Lua estava estupida mente sensual, com uma lingerie preta, a que Arthur mais gostava. O pobrezinho, estava quase tendo um infarto, paralisou e ficou a olhando (lê-se babando), enquanto Lua apenas achava graça da situação
- Chegou! -Lua falou animadamente, se aproximando dele.
- L-L-Luh! -Arthur a chamou, em um sussurro.
- Sim... -Lua realmente estava em mais um de seus joguinhos de sedução que tanto enlouqueciam Arthur.
- Lua Maria, o que você está querendo fazer comigo? Me fazer ter um infarte? -Arthur perguntou já suado, o desejo era eminente em sua expressão.
- Não, querido, estou apenas recebendo meu lindo namorado. Então, vamos jantar? -Ela perguntou provocante, passando as mãos pelo peito definido de Arthur.
- Você está de brincadeira, pequena? -Arthur perguntou a agarrando e apertando contra seu corpo.
- Não, claro que não. Vamos? -Ela perguntou em um sussurro, estavam a mínimos centímetros dos lábios um do outro.
- Prefiro partir logo para a sobremesa! -Falando isso, Arthur capturou os lábios da namorada com um fervor indescritível, a mesma não perdeu tempo e cor respondeu á altura, agarrando os cabelos do amado e arranhando levemente seu pescoço. Arthur aos poucos foi andando até o sofá, a deitando delicadamente no mesmo, ficando por cima, sem parar de beija-la, sem diminuir o ritmo.
- Vamos subir? -Ele perguntou em um sussurro no ouvido de Lua, a mesma se arrepiou inteira e Arthur riu presunçoso vendo um concordar de cabeça vindo dela. A pegou no colo, a agarrou ainda mais forte e foi lentamente subindo, entre beijos, a escada. Ao chegarem no corredor, entre tropeços, risadas, e muitos beijos, pararam na porta do quarto, Arthur nunca imaginou o simples trabalho de abrir a maçaneta um ato tão difícil, mas naquela situação, recebendo beijos, arranhões e ouvindo 'coisas' sussurradas em seu ouvido, tudo o que ele mais queria era simples mente arrombar aquela porta, depois de xingar inúmeras vezes a maldita porta branco gelo, ele conseguiu finalmente abri-la. Adentrou sem pressa, o que era estranho já que o mesmo estava lutando com todas as forças, contra o tempo, para abir a porta o mais rápido possível.
- Ta esperando o que? -Lua o chamou, risonha, com o dedo, um olhar selvagem encontrava-se no rosto da mesma, deitada na cama. A visão dos deuses, segundo Arthur.
- Sabe que eu também não sei... -Arthur brincou e avançou, a beijando intensa e insanamente. Lua tratou de arrancar a camiseta que Arthur antes vestia, assim que o clima começou a ficar estupida mente quente. Lua seguiu arranhando seu peitoral definido, enquanto ele suspirava em resposta. Arthur deixou os lábios da morena e seguiu para o pescoço, dando beijos delicados e ardentes. Lua gemia baixinho no ouvido dele, o fazendo delirar...Ele voltou a beija-la na boca, passando as mãos por suas coxas definidas, as apertando, enquanto descia mais e mais seus beijos para o busto de Lua, abriu o seu sutiã e admirou a bela vista em sua frente. Passou-se um bom tempo, Arthur distribuindo beijos, leves mordidas e chupões pelos seios fartos de Lua, dando-lhe sensações estupendas e surpreendestes. Incrível, com os dois nunca nada era monótono, nada de tedioso ou repetitivo. Lua apressou-se para tirar a calça do moreno, enquanto o mesmo a puxava novamente para mais um beijo intenso. Com ajuda, o ato foi feito, agora apenas de cueca boxe, Arthur fazia um perfeita trilha de beijinhos e suspiros desde o pescoço até a base da peça intima de Lua. A mesma tratou de tirar a boxe dele, o deixando completamente despido, a dando vantagem. O empurrou e caiu por cima, beijando e dando leves mordidas do pescoço até o umbigo. Arthur logo inverteu o jogo e ficou novamente por cima, a prendendo, deixando-a imóvel a merce dos seus desejos, e começou a tentativa falha de tirar o restante das peças intimas de Lua.
- Pequena, eu AMO, óh como amo essa sua lingerie...Mas ela é sempre o meu maior problema, nunca aprendo como tira! -Arthur fez bico e Lua riu, ele nunca aprendia mesmo. Depois de Lua tirar a lingerie (sensualmente, obvio) por inteiro, ele a puxou de uma só vez para um beijo desesperado, cheio de desejo e malicia... Não aguentando mais o desejo, ambos se entregaram completamente um ao outro, juntos, tiveram sensações maravilhosas e indescritíveis, a noite longa proporcionou muitos prazeres, com a lua brechando pela janela, se amaram e se amaram, incontáveis vezes. Apenas a lua, um casal apaixonado e segredos nunca revelados.
- Amo você! -Arthur a puxou para que sua pequena deita-se no seu peito, e descansasse ali, sem preocupações.
- Amo você! -Ela repetiu, de olhos fechados, sorriso nos lábios e adormeceu...ali, nos braços do seu grande amor.
***
Sábado, 16:00 da tarde, Arthur se encontrava no shopping com Chay, conversando e procurando sem descanso o presente para a surpresa da Luh. Haviam acordado tarde, combinado de se encontrar, como prometido, e decidiram que o shopping seria a melhor opção para a escolha do presente. Arthur queria achar uma que seja perfeita, linda e de brilho único, como Lua.
- Essa está perfeita. Irei levar! -Arthur anunciou para a vendedora, pagou e saiu sem demora da loja, não via a hora de dar o presente para a sua amada, já havia preparado e organizado tudo. 

***

- Eai, como estou? -Lua deu uma voltinha e parou em frente ao namorado que a esperava á 30 minutos. Iriam jantar, já estavam bem atrasados por sinal.
- Perfeita, como sempre! -Ele lhe deu um selinho e a guiou até a porta.
- Fiquei surpresa, nós geralmente vamos ao cinema nos sábados...um jantar foi realmente novidade! -Ela falava enquanto cantava baixinho e balançava a cabeça no ritmo de "Wrecking ball - Miley Cyrus". Arthur ria da situação.
- Ué, inovar é bom, não?! -Ele respondeu maroto e sorriu junto com ela.
- "Don't you ever say I just walked away, I will always want you" -Ela cantou um pouco mais alto, eu ri baixinho e cantei junto. Chegaram ao restaurante ás 22:30, conversaram, comeram, tomaram um delicioso vinho, que segundo Arthur era especial para a ocasião e quando faltavam 5 minutos para 00:00, ele se levantou, foi até o garçom e o pediu que trouxesse a sobremesa, a preferida de Lua...Pavê galak de chocolate branco. Lua, ao ver a sobremesa, sorriu lindamente...
- Espera, quero te perguntar uma coisa antes... -Arthur a impediu de dar a primeira colherada. Lua sorriu em resposta e fez sinal para que ele continuasse. Arthur foi para o lado dela, a olhou nos olhos e se ajoelhou.
- Eu poderia te dizer um monte de coisas bonitas, uma declaração fofa ou até mesmo te dar flores e contratar um violinista, mas ao invés disso, te darei uma aliança... -Arthur abriu uma caixinha preta de veludo e a estendeu para Lua, que apenas sorria boba e surpresa. 
- E irei falar apenas uma coisa: Feliz 2 anos de namoro! -Ele fez uma pausa e sorriu de lado ao ver Lua sorrir e tentar começar a repetir a comemoração.
- E...Quer se casar comigo? -Arthur perguntou, a interrompendo, fazendo com que ela paralisasse por alguns segundos e o olha-se seriamente.
- Isso é sério? -Ela perguntou ainda estática e ele riu baixo.
- Claro que sim, minha pequena! -Ele viu um sorriso surgir nos lábios dela e sorriu como nunca.
- Sim. -Ela se limitou a falar, pois em poucos segundos sua boca já havia sido tomada por Arthur, com um beijo delicado e carinhoso.
- Amo você! -Ele sussurrou a abraçando.
- Amo você! -Ela repetiu, iniciando mais um beijo.


Fim.

N/A: Eai, o que acharam da minha segunda web de capítulo único? Quero comentários *-*

10 comentários:

  1. Perfeita, mas faz continuação ;)

    ResponderExcluir
  2. perfeito, parabens vc tem o dom

    ResponderExcluir
  3. Ana Clara s222/10/2013 17:37

    muito fofo!!!você escreve muito bem!s2

    ResponderExcluir
  4. perfeito
    ass Sophia

    ResponderExcluir
  5. Que amoooor! Posta mais dentro de um mundo! Por favor!

    ResponderExcluir
  6. ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei

    Ana

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo