15 de out de 2013

[Mini Fic] Enjoy the Silence


Capítulo 10 - Últimos capítulos. 

Observei Lua beber vários drinks coloridos, conversar com vários caras, dançar várias músicas. Me provocando. Na verdade, era engraçado o jeito que ela virava o copo me olhando de lado. O jeito que ela conversava com o moleque de cabelo preto e levantava a sobrancelha quando me via olhando a cena. O jeito que ela dançava com o cara da tequila olhando pra mim.

A garota bonitinha, Becky, falava sem parar ao meu lado e eu sorria como se estivesse prestando atenção a cada palavra dela. Quando, na verdade, eu olhava Lua dançar sobre uma mesa ameaçando tirar o vestido florido que já era bem curto. Ela não estava bêbada, mas estava se fazendo, pra chamar atenção. Mimada. Não aguentou me ver aceitar a cerveja que Becky veio timidamente me oferecer. Estava se exibindo para no mínimo quinze bêbados doidos pra vê-la pelada e fazer coisas com ela pelada! Quando Lu levantou o vestido quase mostrando a calcinha do biquíni preto que estava por baixo, eu tive que pedir licença a Becky e ir até a mesa onde ela dançava lentamente, como se realmente fosse fazer um strip-tease.

- Desce daí – falei normalmente, já que a música não estava tão alta. Lu fingiu que não ouviu e puxou mais uma vez o vestido, fazendo os idiotas assoviarem quando viram a lateral da calcinha dela. Respirei fundo e sorri de um jeito forçado – Lua. Desce. Agora.
- Que isso, cara? Deixa o Anjinho se divertir – um dos bêbados disse sem tirar os olhos da engraçadinha que ria da minha cara.
- É isso mesmo, Arthur, deixe o Anjinho se divertir – ela se abaixou, passando uma mão pelos meus cabelos e beijando o canto da minha boca – Longe de você. Vou me divertir bem longe de você hoje. Tenho novos brinquedinhos – Lua riu e o cara da tequila gritou em confirmação.
- Que seja. – tirei a mão dela da minha cabeça e voltei para o sofá, onde Becky me esperava. 

Ela sorriu ao me ver e perguntou se podia tirar uma foto comigo, respondi que sim e sentei ao lado dela, passando um braço por seus ombros e fiz uma careta para a câmera. Becky riu ao ver a foto, mas não saiu de perto e não deixou que eu tirasse meu braço de seus ombros. Vi Lua me fuzilar com os olhos, me fazendo sorrir e trazer Becky para mais perto; Lu desceu da mesa e foi para o meio da pista de dança, fazendo a alegria do restante dos bêbados da festa; ela dançava de um jeito provocante, sabendo que todos a olhavam, até que o cara da tequila a abraçou por trás e começou a beijar seu pescoço. Meu primeiro impulso foi levantar e ir até lá tirá-lo de perto dela, mas quando olhei melhor, vi Lua com uma das mãos na nuca dele e de olhos fechados. Filha da mãe!

- O que foi? Estou te importunando? – Becky me olhou com receio e se afastou um pouco. Merda. Lua estava ferrando minha vida mais uma vez.
- De forma alguma – dei meu melhor sorriso e a garota pareceu derreter de emoção. Afastei alguns fios de cabelo de seu rosto e ela corou. Uma garota que fica tímida e não tem vergonha de demonstrar... Conviver com a Lua me fazia esquecer que existiam meninas normais, como a Becky, no mundo. Ouvi mais alguns gritos e vi o momento exato em que Lua desviou o olhar da minha direção e aceitou o beijo do cara da tequila. Certo. Ela estava brincando outra vez. Mas ela esquecia que eu tinha aprendido a jogar...
- Já disse que você é linda? – perguntei baixo no ouvido de Becky e ela se arrepiou. Sorri de lado antes de beijá-la na boca. 
- Arrumem um quarto! – alguém gritou, mas não soube dizer se era pra mim e Becky ou para Lua e o Cara da Tequila. Beijei Becky durante alguns minutos, mas sem realmente me concentrar nela, no beijo. Não que fosse ruim... Só não parecia certo. Usar a menina pra afetar Lua. Me afastei depois de dar alguns selinhos nos lábios dela, que sorria sem parar, então olhei para onde Lua estava com o cara da tequila… Mas nem sinal deles. 

Um dos caras bêbados tinha sentado ao nosso lado e contava em detalhes a uma garota como o Anjinho do Reino Unido tinha deixado George (esse devia ser o nome do cara da tequila) colocar a mão dentro de seu vestido. No meio da pista de dança! Becky começou a dizer alguma coisa numa expressão alegre, mas a interrompi antes mesmo da segunda palavra sair de sua boca.
- Me desculpe. Como eu já disse você é linda e adorei ter te beijado, mas eu realmente preciso ir – dei mais um selinho em seus lábios e saí do salão sem olhar para trás. Lua tinha saído com aquele cara. Não queria nem imaginar onde ou o quê estavam fazendo. Aquela garota era ridícula! Mimada, infantil e sem limites! Não sei como ela e Will podem ter sidos criados pelos mesmos pais.

All I ever wanted
All I ever needed
Is here - in my arms
Words are very unnecessary
They - can only do harm

Fiquei na varanda que rodeava todo o hotel por mais de meia hora, olhando o céu estrelado, ouvindo alguns grilos cantando, a fraca batida da música que vinha do salão de festas... Tudo uma grande chatice! Até que escutei barulho de saltos e virei bem a tempo de ver Lua passar pelo balcão onde eu estava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo