13 de out de 2013

Como se fosse a primeira vez.. Parte 3



No capítulo anterior:



- Tudo que acontece durante o dia, quando ela dorme, esquece.. Simples, ela lembra de tudo que aconteceu antes do acidente ela lembra. Por isso, os pais compraram todos os jornais existentes do dia do acidente e colocassem nos lugares que ela frequentava antes de acontecer o acidente, como a lanchonete. Ela vive o dia 5 de março todo dia. Todo dia é o aniversário dela. - explicou Guga
- Eu não..  Podia imaginar!
- Você não pode contar a ela!
- Como você sabe Guga?
- Umas semanas atras ela viu um jornal, e ele não estava com a data do dia do acidente.
- E depois? 
- Os pais contaram sobre o acidente e o irmão a levou até a clinica aonde ela passou o tempo internada. Lá ela conheceu pessoas que tem a mesma coisa que ela.. Mas como acontece todos os dias, na manhã seguinte ela não lembrava de nada. 
- Cara, porque você deixou eu me apaixonar por ela? 
- Porque a um tempo atras, o Freddie, cachorro da Lua morreu. E no dia seguinte ela sonhou com isso e perguntou a mãe se havia sido apenas um sonho. Foi uma coisa muito marcante pra ela. 
- Você tá querendo dizer que é para eu deixar minha marca no dia dela? 
- Exato.

[...]

Não acredito. Eu estou com medo e não sei o porque de ter sido chamado aqui. Desde que o Guga me contou sobre a doença da Lua, se passou uma semana. E todos os dias, eu converso com ela. Vou até a lanchonete e tento de alguma forma me enturmar. Para me concentrar mais na Lu, eu ando faltando a faculdade. A sigo desde a hora que ela sai de casa até a hora em que ela volta. 
Guga me avisou que o pai de Lua queria conversar comigo, mas disse que não sabia o motivo. É claro que ele sabia, mas não queria me deixar com medo, o que não adiantou muito. 
Eu estou nervoso, suando frio. Desci do carro e andei até a porta da simples casa, apertando a campainha para logo em seguida ser atendido por um garoto que aparentava ter minha idade. 

- Você se chama Arthur Aguiar? - perguntou intimidador. 
- Sim, e você quem é? 
- Daniel Céu Blanco.- irmão da Lua provavelmente. - Entra, o papai quer ter uma conversinha com você! - sorriu. 
- Com licença. - entrei. 
- Me acompanhe.. - me levou até a sala, aonde um senhor alto, mais velho e careca esperava em pé. 
- Billy! - estendeu a mão. 
- Arthur! - apertei sua mão.
- Eu sei quem você é! - droga! - Eu quero saber o que você quer com a minha filha. 
- Homem, não assuste o garoto! - Cláudia, minha professora da faculdade entrou na sala. Perai! Cláudia? O que ela está fazendo aqui? 
- Cláudia.. - a cumprimentei. 
- Arthur, quanto tempo! Por que faltou essa semana na faculdade? 
- Eu estou me dedicando a uma coisa mais importante pra mim no momento. E você? O que faz aqui?
- Eu moro aqui! - falou.
- Então você quer dizer que Lua é sua. 
- Sim, minha filha! 
- Uou! Eu nem sabia que você era casada professo..
- Cláudia, Arthur! Apenas Cláudia. Senta ai.. - apontou pro sofá e eu sentei. 
- Por que me chamaram?
- Arthur, você conheceu a minha filha antes do acidente acontecer? - ela perguntou. 
- Não. 
- Arthur, eu tenho que te contar uma coisa. Lua está apaixonada. - Droga, abaixei a cabeça. - E é por você, o menino dos olhos profundos. 
- EU? Como assim? Olhos profundos? A Lua está apaixonada por mim? Ela lembra de mim? 
- Uma pergunta de cada vez. Sim você, bom todos os dias a Lua escreve uma página completa no diário sobre um menino com olhos profundos que ela conhece na lanchonete. Ela está apaixonada por você sim, e eu sei disso porque sou mãe dela, e sei de tudo o que ela sente. 
- Mas ela não lembra de mim.
- Ela sabe que existe um Arthur, e não para de falar nele. Mas não se lembra de sua aparência. Portanto, quando vocês se encontram quando você diz o seu nome a ela, ela acha que você é apenas um garoto com o mesmo nome do cara que ela gosta. 
- O que eu quero saber é o seguinte. O que você quer com ela? - perguntou sério o senhor Billy. 
- Eu sou completamente apaixonado pela sua filha. E saber que ela gosta de mim, é.. 
- Isso não vai acontecer! - me interrompeu. 
- O que? 
- Vocês dois. 
- Por que? O que eu fiz? 
- É um amor impossível. 
- Não, não é! É mágico. Ter que a cada dia reconquistá-la de uma forma diferente. Ter uma chance nova, uma chance de mostrar dia a dia o que é o amor a Lua. - Cláudia olhou pra Billy. 
- Billy, você sabe que só está assim porque ela é sua garotinha. - Cláudia falou. - O Arthur é um menino muito responsável e carinhoso. Eu o conheço, além de estudioso e amoroso ele tem a própria vida sem precisar da ajuda de ninguém, ele é independente. A troco de que ele brincaria com a nossa menina? Eu consigo ver nos olhos dele o sentimento puro que ela tem pela Luinha. - Billy me olhou e sorriu. 
- Eu deixo! Mas sem gracinhas ouviu menino? - sorri. 

[..] 

- Com licença, esse lugar está ocupado? - cheguei nela.
- Estou esperando meu namorado! - mentiu. 
- É mesmo? Qual é o nome dele? 
- Edward.
- Ui, ele é um vampiro! Vai sair voando cuidado! 

[..]

- Posso me sentar? - disse chegando na mesa de Lua. 
- I do not speak Portuguese! 
- Sorry! - sorri.

[..] 

- Oi, meu nome é Arthur e eu faço faculdade de veterinária. Eu estou organizando um passeio para um trabalho, é para o zoológico..
- Eu tenho que ir, sinto muito!- me interrompeu. 

[..]

Aqui estou eu. Mais uma tentativa. Andei até sua mesa com uma flor e entreguei a ela. 

- O que é isso? 
- Um passarinho verde me contou que hoje é seu aniversário.
- Foi o Gu né?- falou divertida. 
- Na verdade não. Posso? - apontei para a cadeira. 
- Claro!
- Hoje é mesmo seu aniversário? 
- É! 
- Perai! - me levantei e fui até Guga que um tempo depois chegou a nossa mesa com Mel e mais alguns garçons. - Traz o pedido por favor! 
- Claro senhor.. - voltaram com balões e um bolo, cantando parabéns e batendo palmas. 
- PARABÉNS PRA VOCÊ, NESSA DATA QUERIDA! MUITAS FELICIDADES! 
- O que é isso? - Lua sorriu.
- Ué, é seu aniversário! Não deu tempo de comprar o presente foi mal! - brinquei. 
- Como você sabe? 
- Eu não sabia. - menti. - Apenas perguntei a esse garçom aqui, que parece ser bem legal e ele me disse que tinha algumas bexigas e um bolo. Muito obrigado cara.. - Guga, Mel e os outros saíram da nossa mesa. 
- Você é louco? 
- Não, mas quando eu conheço alguém que sei que valerá a pena, eu arrisco.
- E se eu não valer a pena? 
- Vai valer..
- E se eu disser que tenho namorado.
- Vai estar mentindo..
- Como você sabe? 
- De novo essa pergunta? - ri - Ok, eu falo a verdade. 
- Ahá! 
- Eu conheço o Guga e quando disse que estava interessado em você ele me deu sua ficha completa. 
- Cachorro! Mas, o que você conseguiu arrancar dele? Vamos lá, me conte sobre meus podres..
- Lua Maria Blanco, 16 anos, faz aniversário dia 05/03/1994. Solteira, - sorriu. - e já foi modelo quando tinha 12 anos. Nome do pai: Billy Blanco, mãe: Maria Cláudia, tem um irmão chamado Daniel Céu. E foi alfabetizada em inglês. 
- Nossa, fez direitinho o dever de casa! - rimos.
- E eu sei também que você vai se encontrar comigo hoje a noite..
- Você pode ser acusado pelo meu pai por pedofilia. 
- Impossível, eu tenho 17! - mentiu.
- Você tem cara de 19!
- Mas só você precisa saber disso! - pisquei.
- Aonde eu encontro você? - perguntou.
- Anota seu endereço que eu te busco em casa.. - fiquei feliz por ela aceitar.
- Aqui. - me entregou um guardanapo com o endereço que eu já sabia de cabeça pra baixo.
- Eu te pego as oito.. 
- Que roupa eu devo vestir? 
- A que você quiser, nós vamos jantar fora.. - beijei sua bochecha. 
- HEY, espera! - olhei pra traz. 
- O que foi? 
- Eu não sei o seu nome.. - sorri.
- De noite eu te falo!

Querem parte 3? Comentem.. 
Gente, em nenhum momento eu disse que a ideia era minha, eu disse que tinha tido a ideia de escrever a fic! Eu já assistir ao filme, e por amar ele que estou escrevendo! 
Não é igual ao filme, por isso não posso colocar créditos ao autor, pois a história não é totalmente dele. Só a inspiração! 

3 comentários:

  1. Posta mais, ela e otima :))
    By: Paula

    ResponderExcluir
  2. Quero mais e mais. A história é ótima! Boa ideia você teve. ;)

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo