26 de out de 2013

11° Capítulo - A ladra e um segredo

Feliz LuAr day

(Casa do duque Aguiar).

Começou a procurar pela biblioteca ,meia hora depois desistiu,ali não estava!

Com certeza o cofre deveria estar no escritório ou no quarto do Duque estremeceu ao pensar que poderia estar no quarto ,se lá estivesse o que daria para pegar as joias?

Abriu a porta silenciosamente,e saiu para o corredor escuro, pegou apenas uma vela para iluminar o caminho.

O escritório devia estar ao lado da biblioteca, e não se enganou.

Entrou no escritório e suspiro de alívio, começou a procurar pelo cofre, não poderia perder tempo, tinha que andar o mais depressa possivel ou seria pega.

Fez uma pesquisa detalhada sem obter sucesso. Sentou-se na poltrona e suspirou, sentindo o delicioso cheiro masculo de Arthur, sorriu sapeca, o homem era increditavelmente lindo, cabelos castanho escuro,pele bronzeada, olhos escuros e um corpo masculo perfeito, e beijava deliciosamente bem. 

Pensava enquanto observava o quadro esposto na parede. Levantou-se de um pulo.

" É claro com certeza o cofre é alí".

Ela se aproximou e moveu o quadro na parede e bingo, ali estava o cofre.

Descobrir a combinação foi facil, Lua era inteligente data de aniversário do Duque e deu certo,ela sorriu vitoriosa sempre antes do roubo, Thiago fazia uma pesquisa detalhada da vitima, portanto Lua estava bem informada sobre a vida do Duque.

Abriu o cofre e seus olhos piscaram de antes do montante de joias.

Havia braceletes de safiras, aneis de brilhante, colares de esmeralda e diamantes e uma linda tiara de rubis, além de muitas libras.

Lua pegou uma joia de cada, é claro que pegou a tiara de rubi, guardou tudo na bolsa, não se esquecendo de pegar algumas libras, escreveu um bilhete pra ele e jogou dentro do cofre fechando-o.

De repente ouviu passos no corredor e seu coração bateu acelerado dentro do peito, apagou a vela não deixando vestigios e se esconde atras do sofá . 

Arthur entrou no escritório sonolento, ouvira um barulho e viera verificar,observou cada canto do escritório, mas tudo parecia no lugar menos o seu quadro que estava um pouco torto

Ele se aproximou do quadro e Lua sentiu o coração disparar agora estava perdida ele a descobriria ali ela ira para prisão.

Ele arrumou o quadro e sorriu satisfeito.

– Uma obra de arte como essa não pode ficar de qualquer jeito.

" ELE É MESMO UM ARROGANTE CONVECIDO" Pensou Lua.

Arthur sorriu e saiu do escritório trancando a porta, Lua respirou aliviada, " Essa foi por pouco".

Saiu pela janela do escritório e ela e Thiago foram embora dali...Seu trabalho foi feiro sem nenhum problema ou quase...

 (Dentro da casa de Arthur Queiroga Bandeira Duque Aguiar.)

Um comentário:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo