7 de ago de 2013

"De Repente é Amor"


4º Capítulo - Telefonema



- E agora? - olhou para Chay.
- Sei lá plastic, convencer teu pai vai ser difícil.
- Bota impossível nisso - suspirou
- Só se eu ir com você - sorriu largo.
- Boa moleque - bateram as mãos - Mas.. e se meu pai não deixar?
- Se ele não deixar eu vou mesmo assim - se gabou - Aposto que minha mãe deixa, o complicado é falar com a sua.
- Nem é, aposto que ela deixa de boa.
- Então fecho, quando a gente vai?
- Sei lá - deu de ombros - Depois pergunto para o Dr.Leonardo - rimos.
- Blz. Eu vou indo nessa cara - bateram as mãos.
- Tchau. 

Com Lua...

Lua esperava impaciente o almoço ficar pronto quando o telefone começou a tocar. Ela resolveu atender já que Kátia estava concentrada na comida.

- Alô? 
- Mãe? - era uma voz masculina.
- Não, mas perai que eu já chamo ela. Qual seu nome?
- Diz que é o filho dela - falou sem paciência.
- Ok senhor simpatia - disse irônica.

Lua foi chamar Kátia que saiu correndo em direção ao telefone, parecia que queria ganhar uma maratona ;s .. Estavam as duas almoçando, Lua terminou sua refeição primeiro, levantou e foi lavar seu prato. Retornou a mesa, serviu um copo de suco e tomou olhando Kátia, terminou e ficou esperando a moça terminar de comer.

- Pode falar - ela disse depois que terminou sua refeição.
- O que? - fingiu estar confusa.
- Pequena - a repreendeu - eu te conheço.
- (sorriu de lado) Intimidade é um problema - Kátia riu - Mais, deixa pra lá.
- Nananina não, agora tem que falar - Lua suspirou vencida. 
- Era..era o Arthur no telefone? - perguntou com ansiedade pela resposta.
- Sim - Kátia respondeu sorrindo largo.
- Um pouco grosso ele, não? - Lua disse tentando parecer indiferente
- Ele só tava estressado com o pai.
- E por isso tem que descontar nos outros? 
- Ele é e sempre foi assim, você mais do que ninguém deveria saber disso.
- Eu não sei de nada - cruzou os braços - e quando ele vem? - perguntou por impulso.
- Surpresa - Kátia gargalhou com o comportamento indiferente, sabia que Lua estava feliz por dentro.
- Hum.. Detesto surpresa - bufou.
- Eu sei - sorriu - Agora eu tenho que ir meu amor, tenho aula para dar - deu um beijo na testa de Lua e saiu.

Pov's Lua
Esqueci de falar, mais a tia Kátia dá aula de natação no período da tarde, ou seja, vou ficar sozinha. Coisa que eu odeio. Subi para o quarto e fui mexer no computador [...] E assim foi minha tarde, sozinha naquela casa enorme.. A campainha tocou e eu fui atender.. 

- Sabia que você estaria aqui - abraçou a irmã - Sua louca, por que não avisou?
- Por que você ia contar pra Dona Claudia - deu espaço para a mesma entrar - Ela não sabe que eu to aqui, né?
- Não - Sentou no sofá - Cade a tia Kátia?
- Tá trabalhando - fez bico.
- Que maldade deixar minha maninha aqui sozinha - riu - Vamos fazer o que?
- Vai ficar aqui comigo? - Sorriu.
- Posso? - sorriu.
- Deve - pulou em cima de Mel
- E a gente vai fazer o que?
- Filme? - sugeriu Lua.
- Terror? - Melanie disse com os olhos brilhando.
- Lógico - Riu com o "Yes" de Mel - Eu vou fazer pipoca - Levantou.
- Eu vou pegar umas cobertas lá no quarto.

Lua foi para a cozinha e fez duas bacias de pipoca uma com leite-condensado que Mel adorava e uma bacia de popoca vermelha (doce). Voltou pra sala e Mel estava sentada no sofá e coberta dos pés ao pescoço, Lua juntou-se a ela e entregou a pipoca, Mel deu play no filme e elas começaram a assistir. Nem assistiam quase o filme, porque na maioria das vezes elas cobriam o rosto. Kátia chegou e se juntou a elas [...] Assistiram: Atividade Paranormal 1,2 e 3. Logo era noite e nenhuma das três queria jantar, pois durante a "sessão pipoca'' se empanturraram de besteiras e estavam de barriga cheia.

- Ai minha barriga - Mel disse com a mão na barriga - Comi muita besteira.
- Somos duas - disse Lua.
- Três - Kátia disse e elas riram - E agora o que a gente faz? - perguntou sentando no chão
- Vamos falar mal - Mel disse e sorriu.
- Falar mal de quem? - Lua perguntou erguendo a sobrancelha. 
- Dos homens - Mel e Kátia falaram juntas e riram se sentando no chão.

E era assim muito animado sempre que as três se juntavam para passar o dia, Kátia perto delas parecia ser uma adolescente de 15 anos, elas sempre tiveram esse vinculo de amizade muito bonito, depois de ficarem um tempão conversando, Mel foi embora com Lua e Kátia foi dormir.

Boa tarde! Eu voltei =)

5 comentários:

  1. Maaaaais, quero que o Arthur chegue logo.. pra ver o desenrolar da história ! Faaaaaaanny paaaarabéns , amo suas webs, amo o blog ! Vou procurar comentar sempre !

    By: Luubs

    ResponderExcluir
  2. mais por favor

    ResponderExcluir
  3. Posta mais hj pfpf fanny

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo