5 de ago de 2013

"De Repente é Amor"

3º Capítulo - "Arthur"


Casa dos Aguiar: Narrado por Arthur.
Tava jogado no sofá com uma tremenda dor de cabeça, mas pelo menos curti a beça a noite passada, até porque fiquei com uma morena muito gostosa. Chay me fazia companhia, desde que cheguei aqui na cidade a gente se deu super bem, é um amigaço pra todas as horas.. tá isso saiu um pouco Gay, mas gosto muito do cara. Meu pai chegou na sala com uma cara nada boa, bom.. notícia boa não era.

- Tá tudo bem? - peguntei receoso pela resposta.
- Não muito - ele fez suspense.
- E o que que foi? 
- Eu tive uns imprevistos na empresa e vou ter que fazer uma viajem.. - o interrompi. 
- Ah era isso - soltei um riso - Tudo bem, eu posso ficar aqui de boa - sorri, já pensou? a casa liberada para festas!
- Não é viajem de dois, três dias Arthur. Eu vou ter que ficar 3 meses fora, a empresa tá tendo um desempenho muito baixo e teremos que resolver algumas coisas fora do pais.
- Isso quer dizer que..? - perguntei confuso, onde ele queria chegar com aquela conversa?
- Isso quer dizer que você vai ter que ficar com a sua mãe, já que não temos nenhum parente aqui na cidade.
- Mas e a Sílvia? eu posso ficar aqui com ela - sorri satisfeito.
- A Sílvia vai junto comigo.
- Mas pai? ... Já sei - sorri - Eu posso ficar na casa do Chay - olhei para Chay esperançoso que apenas observava a conversa.
- É Dr.Leonardo, tenho certeza que não vai ter problema - suspirei aliviado.
- Mais vai ter problema pra mim! - levantou - Já ta decidido, ligarei para sua mãe agora mesmo. Até mais - saiu.
- E agora? - olhei para Chay.

Com Lua...

Acordei e fui no banheiro, fiz minhas necessidades, escovei os dentes e olhei na hora, eram quase meio-dia. Desci e encontrei a tia Kátia conversando no telefone, fui para a cozinha e tomei café tranquila, retornei a sala e ela continuava pendurada no celular a conversa me parece boa pelo sorriso estampado em sua face.

- Tudo bem, segunda-feira né? - Falava animada e com um sorriso enorme no rosto - Ok. Tchau! - desligou.
- Marcando encontro? - Kátia gargalhou e eu ri junto com ela.
- Ta doida menina? olha minha idade pra isso.
- Nunca é tarde para o amor - Kátia sorriu - Mas.. quem era?
- Surpresa! - Kátia disse divertida.
- Detesto surpresa - Lua revirou os olhos.
- Aposto que vai adorar essa.
- Ah tia, por favor? - fez carinha de anjo, Kátia nunca resiste a essa carinha.
- Você não tem jeito menina - gargalhei - Meu filho tá vindo passar um tempo comigo - ela sorriu largo.
- Que filho? - falei receosa.
- O único que eu tenho.
- O.. o Arthur? 
- Ele mesmo - ela sorriu e me olhou esperando respostas.

Pov's Lua.
"Arthur está voltando" essa frase martelava na minha cabeça, estava morrendo de saudades dele, faz anos que não o vejo, faz anos que não escuto sua voz, faz anos que não o abraço. Mas.. e se ele tiver me esquecido? E se ele nem lembrar mais de mim, da pirralha, da mini chata, da cachinhos dourados - risos - eram os apelidos pelo qual ele me chamava na infância. Eramos como unha e carne, até porque crescemos juntos. Fui interrompida de meus pensamentos por batidas na porta, abri e sorri ao ver quem era.

2 comentários:

  1. Posta mais Fanny tá muito bom by:BEATRIZ

    ResponderExcluir
  2. Hummmmmm Luinha ta pensando no Thur kkkkkkkk Posta mais

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo