7 de jul de 2013

Uma lição de Amor - Capítulo 28. - Parte 1.


Capítulo 28 "Eu sei que é difícil mais eu tenho mesmo que ir?!

Depois do café eu Ane, Mel e Sophia sairmos e fomos da uma volta do London eye. E Sim Ane e Mel também notaram como eu estava estranha, mais eu não quis falar nada precisava de tempo, e eu nem sábia se eu ia mesmo. Hoje era dia 24, véspera de Natal íamos todos pra casa da Sra Aguiar comemorar com eles. E eu não via outro momento pra contar pra ele sem ser esse, mais a dúvida e o medo ainda me perseguia. Eu não estava pronta, não sábia qual iria ser a sua reação ainda mais agora. Em noite de natal, meu pensamento ia a mil, agora estava no shopping dentro de uma loja de roupas como se não fosse diferente Sophia, Ane e Mel estavam comprando presentes de natal para a família e os namorados, mais lojas nunca foram o meu esporte favorito.

- Lua, qual é o melhor, o azul ou vermelho? - Ane perguntou com aquela cara de indecisa segurando dos vestidos na mão, um era vermelho tomara que caia na altura do joelho e o outro já era mais saliente  com alcinhas e uma flor em cima do seio.

- A Sei lá, os dois são lindos... – Dei de ombro, sentada no poof olhando elas experimentarem os vestidos
- Nossa, ajudou muito Blanks
- Não to em clima de comprar – mordi o lábio inferior e ela sentou ao meu lado no poof
- Lu, você tá estranha... se anima poxa, é noite de natal – Ela colocou a mão no meu ombro e eu sorri triste – Lua, quer me contar oque tá acontecendo? - Mel falou calma se abaixando ficando de frente pra mim colocando a mão no meu joelho e eu neguei
- Preciso conversar com o Arthur...
- Aconteceu alguma coisa, vocês dois brigaram? - Ane quis saber e eu neguei com a cabeça
- Amiga, a gente tá aqui com você ok? Se precisar de alguma coisa me chama! - Mel falou com aquele sorriso sincero e eu sorri de volta – Obrigada Meleca - Sori – Agora vem, você precisa comprar roupas pra usar hoje. É natal minha filha – Mel me puxou para uma dos cabides da loja e eu assenti com a cabeça

Acabei comprando presentes pra todo mundo, mais oque eu mais gostei foi o do Arthur. Acho que tinha tudo haver com a situação e com ele. Daylight tocava no som do carro em quanto eu dirigia pelas ruas molhadas de Londres, a neve já tinha tomado conta de quase tudo, as casas estavam enfeitadas, ruas com bonecos de neve e havia uma arvore de Natal linda perto do London eye. Tinha falado com Will a dois minutos atrás, ele tinha me falado que iria direto pra casa da mãe de Arthur e que iria me esperar lá. Ainda não tinha respondido as ligações nem as mensagens de Arthur, eu estava com medo, com medo de olhar pra ele, com mais medo ainda de contar pra ele. As meninas ficaram no shopping comprando mais. Eu resolvi vir embora, estava com dor de cabeça e eu não aguentava mais ver a Sophia se fazendo de desentendida. Cheguei em casa e joguei as sacolas de compra em cima do sofá correndo pro banheiro tomando o banho bem quentinho

******
Já eram 20h20 Arthur e Micael estavam na sala jogando vídeo game no Playstation da Sophia em quanto Lua e Sophia acabavam de se arrumar. Lua se olhou no espelho e sorriu com que oque viu, vestido vermelho rendando um pouco acima do joelho uma laço abaixo do seio. Pele branca de porcelana, batom vermelho maquiagem clara e cabelo em um um rabo de cavalo pro lado direito. Sorriu dando uma última olhada e saiu dando de cara com Sophia no corredor.

- Wan você tá linda! - Lua falou olhando pra amiga que a abraçou
- Você também! - Soltou do abraço caminhando juntas até a sala

- Nossa! Como minhas girls estão lindas! - Micael abraçou a Sophia e eu sorri indo até Arthur e o beijando
- Vamos? - Perguntou a abraçando e eu assenti com a cabeça

Quando chegaram na casa da mãe de Arthur, já se depararam com Chay , Mel Will e a Ane em um dos sofás com uma taça de champaim. Lua foi em direção a sogra a cumprimentando e logo depois se juntou ao grupo - Lua, você tá linda! - Ane falou sorrindo e ela deu um sorriso
– Obrigada gente, vocês também... - Disfarçou o sorriso, mais por dentro ela gritava. Iria contar pro Arthur sobre Glasgow a menos de duas horas. O Relógio marcava dez e quarenta da noite, John Mayer tocava na playlist do som da casa deixando o clima leve por mais que em mim fosse tão pesado pra ela.

- A Gente podia marcar de ir no show do Coldlay assim que chegarmos na Itália, ele anunciou uma tour por lá, e vai ser bem antes dos meninos irem pro Japão – Mel falou e Sophia deu um sorriso encnatador como se tivesse vido doce em algum lugar da casa ela amava coldplay – EU AMO COLDPLAY, VAMO BORA JÁE! - Ela falou quase gritando assustado até a Ane.
 - Sophia sem escandalos – Chay riu e ela quis da um tapa nele mais foi impedida por Will que fazia cosquinhas em sua barriga – Will não tem graça! - Ela deu um tapa em seu braço e ele soltou um Argh – Sophia, você tá ficando agrassiva - Arthur soltou uma risada gostosa e ela riu irônica 
– Meu amor, eu só me defendo do modo que eu posso – Deu três beijinhos pegando outro champaim com o garçom – Amor, você não acha que já bebeu de mais? - Micael falou preocupado olhando a namorada beber e ela negou com a cabeça 
– Nunca é tarde de mais pra dizer um não – Ela falou já fora de si fazendo todos rirem
 – Sophia tá chapada – Ane bebeu mais um golo de champaim olhando pra amiga que deu língua – Amiga, ela só tá feliz – Mel riu 
– Amor, você tá quieta, quer alguma coisa? - Arthur falou meigo olhando pra Lu, que apenas negou com a cabeça. Sophia desmanchou o sorriso olhando pra amiga que respirou fundo. - Gente, eu vou lá fora pegar um ar, eu já volto – Falou saindo da sala correndo e quase atropelando as pessoas que passavam em sua frente pedindo desculpas rapidamente. Foi até o jardim e sentou-se na primeira mesa que viu respirando fundo. Olhou no visor do celular que marcam onze e quarenta e cinco faltavam apenas quinze minutos para a meia noite. Percebeu mais uma lágrima descer do seu rosto de porcelana que ela nunca tinha achado o bom suficiente para Arthur. Sentiu uma brisa fria passar pelo seu corpo e estremeceu sentindo o frio arrepia seus pelinhos do braço até que viu uma sombra se aproximando e logo levantou o rosto para olhar quem era

- Arthur? - Engoliu o seco, ainda sentada na cadeira abraçando as pernas por causa do frio, já já iria voltar a nevar. E Londres conseguia ser a cidade mais fria em que o inverno do Brasil 4 vezes maior
- Você quer me contar alguma coisa? - Falou cruzando os braços sentando na cadeira e olhando pra garota de rosto de porcelana. O mais lindo que já havia visto e viu a tristeza em seus olhos
- Arthur eu...
- Lu, não é de hoje que você tá estranha, você não confia em mim? - A interrompeu e ela se levantou e de repente começou a tocar Free faling do John Mayer e ela olhou para aqueles olhos castanhos que tanto amava. Ele sorriu pegando sua mão com cuidado para que levantasse a abraçando, ela colocou a mão em volta do seu pescoço enterrando seu rosto em seu ombro.

She's a good girl, loves her mama
Loves Jesus and America too
She's a good girl, crazy 'bout Elvis
Loves horses and her boyfriend too

- Você sabe de quanto eu te amo não sabe? - Perguntou num sussurro olhando pra ele que assentiu com a cabeça – Você sabe que faz parte da minha vida não sabe? - Perguntou acariciando seu rosto e ela sorriu assentindo – Você é a garota em que eu pedi a Deus, a garota que eu posso abraçar e cuidar como se fosse o meu tesouro, a garota que me ajuda a enfrentar meus problemas e que tá sempre comigo, você e a garota que cresceu e que eu quero que esteja sempre comigo, a garota que eu gosto de apertar e beijar e fazer dormir. A Garota que não é mais uma garotinha mais que pra mim vai ser sempre a minha menina. A Minha garota que eu sempre vou te orgulho de falar pros outros que ela é minha, só minha. - Sorriu olhando pra garota que apenas sorriu sincera 
– Você foi a melhor coisa que apareceu na minha vida sábia? - Falou com um mal sorrisão no rosto e ele riu – Você me salvou Lu
- Salvei, como? - Perguntou confusa e ele apenas sorriu ainda dançando com a garota no meio do jardim

It's a long day living in Reseda
There's a freeway runnin' through the yard
And I'm a bad boy cuz I don't even miss her
I'm a bad boy for breakin' her heart

And I'm free, free fallin', fallin'
And I'm free, free fallin', Fallin'

- Se não fosse você, poderia tá ai agora, me drogando, sendo arrogante, quem sabe até em um hospital? Foi a droga que fez eu ficar com asma Lu, mais foi a droga que fez eu conhecer você, e foi você que me fez desconhecer ela.
- Eu fiz isso, por que eu tive certeza que você era perfeito pra mim desde a primeira vez que eu entrei naquele quarto e te vi ali.
- Uhum... - Ele sorriu – Garota insuportável.
- Garoto metido, chato e idiota. - Riu

All the vampires walkin' through the valley
The move west down Ventura Boulevard
And all the bad boys are standing in the shadows
And the good girls are home with broken hearts

- Se lembra do dia em que eu te disse, que a gente só ia terminar se fosse um motivo muito, muito grande? - Perguntou engolindo o seco ainda olhando pra Arthur que assentiu
- Você iria me amar mesmo eu estando longe? - Perguntou ainda dando passos lentos segurando o pescoço de Arthur que assentiu – Lu, nada pode impedir da gente ficar junto.
- Nem uma viagem da universidade Glasgow durante um ano na Escocia? - Falou rápido fechando os olhos já se arrependendo do que tinha dito
- Ahn? - Perguntou arqueando uma das sobrancelhas ainda não acreditando no que ela tinha dito

And I'm free, free fallin', fallin'
And I'm free, free fallin', fallin'

(Backing Vocals)
Free fallin' Now I'm (8x)
Free fallin'

- Eu recebi uma carta de uma universidade na Escócia me fazendo uma proposta de estudar lá durante um ano.. - Ela engasgou ainda com os olhos fechados antes de abrir e olhar pra ele. Ele tinha dor em seu olhar ela sentia isso – E eu não quero ir, não quero ficar longe de vocês Arthur, eu não consigo sei lá...
- Lua, você tem a noção de quanto isso é importante pra sua carreira? - Agora foi a vez dele respirar antes de falar
- Arthur eu... - Lu... você tem que ir... Se eu disser ao contrário eu vou está sendo igoista
- Você não me ama mais? Não me quer por perto? Porque se for isso eu.. - Ela engoliu o choro mais antes que ela dissesse mais alguma besteira ele a calou com o polegar a fazendo ficar em silêncio
- Ei, eu te amo sábia? Eu vou te esperar Lu...
- Você não pode me prometer uma coisa que não sabe se vai cumprir, porque e se você não cumprir Arthur? Você vai está me traindo...
- E oque você quer que eu faça? - Perguntou arqueando uma das sobrancelhas e ela respirou fundo – Podemos fazer um trato, vamos nos separar... e quem sabe um ano depois, nós não nos reencontramos por ai? - Perguntou com a voz mansa e a olhou incrédulo
- Isso é ridículo!
- Eu sei - Ela riu – Você sabe que eu vou te esperar, e vou contar 365 dias 4 horas e 5 segundos pra poder te reencontrar de novo não sabe? - Ela o abraçou mais forte com a voz chorosa e ele assentiu com a cabeça
- Eu tenho certeza Lu – Ele disse por fim abraçando ela e a girando a fazendo rir
- Eu amo você – Sorriu olhando pra Arthur que segurou sua cabeça para que ela olhasse fixamente e a beijou inesperadamente 
I wanna glide down over Mulholland
I wanna write her, her name in the sky
I wanna free fall out into nothin'
Oh, I'm gonna leave this world for a while


– Vai passar rápido, eu prometo – Sussurrou a abraçando forte sentindo todo o seu mundo estando ali, abraçando ela. Por que ela era tudo pra ele. E ele ia saber esperar, e quando esses trezentos e sessenta e cinco dias acabassem. Ele iria a pedir em casamento e nunca mais iria largar ela. Ouviram os fogos estourando tornando o céu zinca e sombrio ficar colorido e sorriram abraçados olhando para as bolinhas coloridas estourarem no céu.
Feliz Natal.. - Sussurrou com o rosto na bochecha dela a fazendo ter vários calafrios
- Feliz natal meu amor – Sussurrou de volta o dando um beijo no rosto

Now I'm free, free fallin', fallin' (4x)
Free Fallin', fallin' (3x)

- Vem aqui, quero te mostrar uma coisa... - Arthur falou pegando na mão da amada a fazendo correr para dentro da casa que agora estava mais tumultuada ainda. Todos se abraçavam comemorando o natal. Arthur puxou Lua para o seu quarto e ela sentou-se na cama sem entender vendo ele mexer no armário
- Oque tá procurando? - Perguntou curiosa e ele sorriu – Seu presente
- ARTHUR!
- Ei, que foi? Eu não posso mais da presente pra minha namorada? - Ele sorriu vindo em sua direção com uma caixa grande. Parecia de joia sentando ao seu lado na cama. Abriu com cuidado revelando um cordão de ouro com um coração que continha brilhantes a fazendo sorrir de boca aberta
– Pra você – Ele disse tirando os olhos do cordão olhando pra menina que tinha as sobrancelhas arqueadas olhando pro colar que rapidamente desviou os olhos para olha-lo
- Arthur é lindo...
- Vai ficar mais lindo ainda quando você por ele.. - Falou tirando da caixa com cuidado colocando no pescoço de Lua que não sábia se ria ou se chorava. Só sábia que Arthur era o principal motivo para ela desistir de tudo
- Obrigada – Sussurrou sorrindo sincera o abraçando até que se beijaram. Lua colocou a mão no pescoço de Arthur em quanto ele mantinha a mão firme em sua cintura. Ambos pararem se beijar para recuperar o ar até que Lua se tocou do que tinha em seu bolso fazendo se separar dele para olha-lo
- Agora é a minha vez.. - Sorriu colocando a mão no casaco que ela vestira minutos atrás antes de ir até o jardim tirando de lá o presente de Arthur.
- Pensei em você quando fui comprar seu presente, achei perfeito pra situação – Sorriu envergonhada mostrando a bulsula de bolso de ouro segurando pelo cordão e ele pegou com cuidado a observando
- Toda vez que olhar pro norte, você vai saber que eu vou está lá... Sou sua direção Arthur
- Minha única direção, obrigada Lu, - Ele falou antes de abraça-la forte até que ele percebeu que ela já estava chorando
- Não chora Lu, vai passar rápido – Ele acarisiou seus cabelos a fazendo soluçar mais ainda
- E se não passar? - Perguntou ainda entre soluços chorando e ele ficou mal por dentro, por mais que quisesse se mostrar forte, também queria chorar
- Vai passar... agora para de chorar pequena – Falou abraçando forte e ela se sentiu mais perdida ainda entre seus pensamentos. Ele chegou seu rosto mais pra perto para poder beija-la ainda no abraço a fazendo se acalmar durante o beijo. O Clima ficou cada vez mais quente, quando foram ter nosão já estavam no meio da cama com Arthur em cima da garota distribuindo vários beijinhos em volta do seu pescoço a fazendo ficar mais exitada. - Lu? - Ele parou de beija-la e ela soltou um – Hum? - Abafado – Já que a gente vai ficar um ano sem se ver, acho que a gente pode aproveitar agora né? - Ele falou e ela sorriu sapeca – Aham.. - confirmou voltando a beija-lo intensamente até todas as roupas serem jogadas no chão do quarto.

Um comentário:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo