13 de jul de 2013

Minha irmã Adotiva.

Capítulo 258.



Micael: Atrasada novamente , minha loira?(revirou os olhos, observando-a a aproximar da mesa da qual estava sentado na cantina)

Sophia: Não culpe a mim, e sim a Lua que ficou duas horas trancada no banheiro.(fez bico se sentando ao lado do namorado)

Arthur: E por que a “adotada” ficou duas horas trancada no banheiro?(indagou, franzindo o cenho)

Sophia: Queridinho, eu não tenho cara de manchete de jornal, néh?! Então por favor, pergunte pra ela e não pra mim.(levou sua mão a sua franja a jogando pra trás a permitindo deslizar por suas sedosas mechas loiras)

Arthur: Opa! A educação mandou lembranças pra vc.( usufruiu demasiadamente da ironia)

Sophia: Na boa, sua “irmã” me tirou da cama as três da manhã e ainda por cima me fez atrasar vc quer que eu saia mandando beijo, abraços e autógrafos pra todo mundo, éh?!(fez bico)

Lua: Eu já te pedi desculpas Sophia,( molhou os lábios com a língua se aproximando de Micael, Chay, Sophia e Arthur acompanhada por Melanie)

Sophia: E eu já desculpei amiga, mas ..(mordeu seus lábios inferiores)

Mel: O Sophia, o que nós tínhamos combinado mesmo?(arqueou uma das sobrancelhas)

Sophia: De comer pipoca e assistir um filme logo mais a tarde.(um sorriso sem graça brotou nos lábios da loira) Não é?!

Mel: Não, não foi isso que nós combinamos.(concluiu entre os dentes) Sua fofoqueira.(mostrou língua para a mesma)

Sophia: Não sou fofoqueira (fez careta) Sou apenas uma informante(deu de ombros)

Arthur: Como foi a consulta?(indagou sem rodeios)

Lua: Bem.(se limitou a dizer)

Arthur: Bem como?(persistiu, levando a boca uma uva)

Lua: O doutor Ricardo disse o obvio(deu de ombros)Que eu estou ótima.

Arthur: E por que passou duas horas trancadas no banheiro?(arqueou uma das sobrancelhas, desconfiado)

Lua: Porque eu gosto de ficar admirando a decoração do nosso banheiro.( Arthur podia jurar ouvir a ironia soar forte na voz de Lua)

Arthur: Eu posso muito bem ligar na clinica e perguntar sobre o seu quadro médico.(molhou os lábios com a língua, levando outra uva a boca)

Lua: sinta a vontade ,queridinho.(levou a mão direita ao nariz se preparando para um espirro)

Arthur: Por que não me conta a verdade de uma vez?!(revirou os olhos)

Lua: Porque eu to dizendo a verdade.(insistiu) O “retardado convencido” sugiro que vc perca seu precioso tempo com a Carla e não comigo, táh?!(se sentou) Alias a “lombriga” resolveu prolongar suas férias?(indagou o alfinetando)

Arthur: Não sei.(deu de ombros procurando se controlar)

Arthur só poderia estar blefando, ele estava paciente demais para ser o “retardado convencido” que aguçava o lado “barraqueiro” da loira.

Lua: Perdeu a “namoradinha” enquanto viajava foi?(fez o coque mal feito em seu cabelo, passando a mão por sua nuca, evidenciando um mal estar repentino)

Arthur:A gente terminou.(Deu de ombros)

Ops! Arthur romper por livre e espontânea vontade com a “lombriga ambulante”?! Não.. Se nem quando ele estava se firmando com Lua isso aconteceu quem dirá agora... Ou talvez o moreno tenha duvidosamente se apaixonado por alguém...ou talvez não...

Lua: Até qual dia da semana que vem?(arqueou uma das sobrancelhas, ainda na insistente idéia de lhe alfinetar)

Arthur: Prefiro dizer que pra sempre.(se limitou a dizer)

Lua: O Pedro(apontou para o moreno que passeava pela cantina cumprimentando algumas pessoas)Quantas saudades estou dele(coçou a cabeça, procurando calcular se possuía energia o suficiente para se aproximar do mesmo)

Arthur: Prefiro que fique aqui.(se posicionou automaticamente)

Óh céus! Arthur não estava nenhum pouco preparado para assistir uma desilusão sentimental entre Lua e Pedro, e mesmo que odiasse aquele “idiota”, notara que fizera um tola e irredutível “burrica” ao enviar-lhe aquele escroto sms.

Lua: Vc não prefere nada na minha vida.(começou a marchar rumo ao moreno)

Arthur: Ela vai se decepcionar.(informou aos amigos ali presente)

Mel: Ta sabendo de alguma coisa?(indagou, arqueando uma das sobrancelhas)

Arthur: Eu sei que ele é um “Idiota” e pra mim isso já o suficiente.(deu de ombros)

Lua: Pedro, como vc tá?(indagou enquanto ainda dava seus últimos passos de aproximação ao mesmo)

Nenhuma resposta teve ao retorno, talvez o barulho de universitários comendo e conversando ao mesmo tempo atrapalhasse a audição de Pedro, néh?!

Lua: Pedroo, estava com saudades.(admitiu ao mesmo, enquanto o citado se quer olhou pra trás, pra mirar a “figura” que lhe chamava)Pedro, eu to falando com vc.(colocou sua mão direita sobre o ombro do mesmo)

Pedro: Será que vc poderia me dar licença, eu to conversando com a Vitoria.(se limitou a dizer soltando sua atenção para uma menina de cabelos perfeitamente pretos)

Lua: O que ta acontecendo?(franziu o cenho)

Pedro: Olha aqui.(mirou a loira, mordendo seus lábios inferiores) Eu só to fazendo o que vc me pediu, agora se me der licença eu to ocupado.(voltou sua atenção para a Vitoria)

A loira procurou em tempo Record puxar em seu celebro o que viera a pedir a Pedro nos últimos tempos, mas nada lhe veio a mente, será que o morena estava dando seus primeiros passos rumo aos sintomas de “autismo”? Não, precisa dele naquele momento em sua vida.

Lua: Perdão, mas o que eu lhe pedi?(indagou, preocupada)

Pedro: Não se faça do que vc não, por favor.(molhou os lábios com a língua)

Aquele não era o Pedro que conhecia. Não era aquele que se transformou em um de seus melhores amigos nos últimos tempos, não era aquela pessoa fria e calculista. Não!


Já ficaram sabendo guria? A Marcela do Webs Rebeldes voltou! =D 

Um comentário:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo