19 de jul de 2013

Minha irmã Adotiva.

 
Capítulo 283.



Lua: De forma alguma (um sorriso terno se infiltrou nos lábios da loira)

Óh céus! Mal pudera acreditar na imagem que seus olhos lhe proporcionavam.

Alexandra: Fico feliz que tenho vindo Pedro(concluiu ríspida) Preciso ir em casa buscar alguns pertences de Miguel, espero que possa fazer companhia a Lua.(molhou os lábios com a língua, se levantando e marchando rumo a porta)

Pedro: Claro.(afirmou com a cabeça) Será um agrado.

Alexandra: Sendo assim (inspirou e expirou lentamente) Até mais, e Lua peço que tenha calma, viu?! Miguel é um menino lindo.(um sorriso “babão” estampara a face da mesma, enquanto fechava a porta)

Pedro: Óh “miojinho”, quantas saudades estava de vc(lhe abraçou fraternamente)

Lua: Vc me abandonou(fez bico)

Pedro: Não lhe abandonei, apenas estou atormentado de coisas pra serem por mim, mas devo admitir que não resisti quando fui informando que Miguel veio ao mundo, e deixei tudo a fazer pra vim lhe ver.(concluiu com gosto)

Lua: Só assim pra ter tempo para os amigos, néh?!(repugnou divertido)

Pedro: Awn, tadinha da “menina dramática” (fez cócegas na mesma, retirando uma gargalhando sonora da mesma) Alexandra parece entusiasmada com a idéia de ser avó.(comentou, se aproximando da mesma)

Lua: Ela parece entusiasmada com a idéia de eu e Arthur e estarmos seguindo nosso próprio caminho.(o abraçou novamente)

Pedro: E isso não é bom?(franziu o cenho a apertando contra si)

Lua: Seria (se distanciou do mesmo expirando profundamente) Se talvez meu caminho cruzasse com o de Arthur.(fechou os olhos por alguns lentos segundos)

Pedro: Brigou com ele novamente Luh?(revirou os olhos)

Lua: Não necessariamente.(mordeu seus lábios inferiores)

Pedro: E como se briga com alguém “Não necessariamente”?(indagou , franzindo o cenho divertido)

Lua: (sorriu fraco) Sabemos ao certo o preconceito estrondoso que Arthur ostenta.(molhou seus lábios com a língua) E isso é o bastante pra brigarmos “não necessariamente”.

Pedro: Lua, vc andou batendo a cabeça, desmaiando, porque não falando coisas com nexos.(massageou suas têmporas)

Lua: Pedro (levou sua mão direita a sua franja a jogando pra trás) Miguel tem Síndrome de Down e evidente Arthur irá renega-lo.(concluiu cabisbaixo)

Pedro: Miguel? (arregalou os olhos) Fui visitá-lo agora a pouco e ele parece uma ..uma..

Lua: Criança normal é o que eu estou escutando à quatro dias. (revirou os olhos) Mas já foram feito os exames necessários que constaram a Sindrome.

Pedro: Não compreendo a idéia de Arthur negar seu próprio filho(fez careta)

Lua: Pois bem, desde o dia de nascimento de Miguel ele vem dizendo que vamos superar “isso juntos”. Não temos que superar nada (ranger os dentes) Meu filho não é um problema pra superá-lo. (franziu o cenho) E ontem fui dizer isso a ele e ele simplesmente saiu batendo a porta e resmungando. (concluiu cabisbaixo)

Pedro: Arthur não consegue deixar de seu um verdadeiro “retardado convencido”, néh?!(concluiu divertido)

Lua: O engraçado, que quando tudo começa a se acertar pra nós estarmos juntos, acabo tendo decepções que me levam a refletir minhas atitudes.

Pedro: Lua, a questão é que agora vc tem que pensar no bem de Miguel. Deixe Arthur “digerir” a idéia de ter um filho com essa necessidade especial, ele ira ser fascinado nele, garanto (deu uma piscadela para a mesma)

Lua: Espero. (molhou os lábios com a língua) Mas como sei que vc não veio aqui pra ficar ouvindo minhas lamentações, me conte mais sobre suas “agenda lotada”.

Pedro: Retornei ao tratamento intensivo, vc acredita?! (um sorriso esperançoso pairou nos lábios do mesmo) E além do mais pedi a mão de Rayana em casamento.(concluiu satisfeito)

Lua: Rayana? (arregalou os olhos) Como vc é apressadinho, hein?!(brincou)

Pedro: Estou apenas antecipando o que o futuro me guarda. (coçou a cabeça) e também com a retomada do tratamento é bem possivelque eu...eu... perca meu cabelos, e preciso de alguém que me ache bonito sem cabelos.(fez careta)

Lua: (gargalhou sonoramente) Tenho certeza que Ray vai ser a pessoa perfeita (assentiu)

Pedro: Gostaria muito que...que..sei que aqui não é o melhor lugar para lhe convidar, mas gostaria que vc e o Arthur, apesar dos apesares fossem nossos padrinhos.(a convidou)

Lua: Eu não seria nem louca de negar.(lhe abraçou de lado)

Arthur: Eu to atrapalhando alguma coisa? (indagou entrando no quarto)

Lua: Teria motivos pra estar? (arqueou uma das sobrancelhas ríspida)

_____________________________________________________________________________________

Galera preciso falar uma coisa com vocês, 

A autora está alguns dias sem postar então não fiquem enchendo a cbox de "Caramba, posta mais Minha irmã Adotiva vc ta demorando muito" ou coisa do tipo, porq a autora demora muito pra escrever já que ela trabalha e tals. E da última vez que ela ficou sem postar ela voltou um mês depois, então tenham paciência. Mas quando ela escrever eu posto aqui pra vocês. 

Até logo.. =)

8 comentários:

  1. Caramba, posta mais Minha irmã Adotiva vc ta demorando muito

    ResponderExcluir
  2. passa o site da web !Se puder claro

    ResponderExcluir
  3. kkk é o amor que é muito grande por essa web!!!rsrs

    ResponderExcluir
  4. Caralho, 1 mês?! Vou morrer de saudade :c

    ResponderExcluir
  5. Jurava que essa fic já tinha sido concluída :-X

    ResponderExcluir
  6. vc podia passa o site nem

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo